BioNTech

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
BioNTech SE
Atividade Biotecnologia
Pessoas-chave
  • Uğur Şahin (CEO)
  • Özlem Türeci (Diretora Médica)
  • Sean Marett (Diretor de Negócios)
  • Sierk Poetting (Diretor Financeiro)
  • Ryan Richardson (Diretor de Estratégia)
Faturamento Baixa €121.5 million

A BioNTech é uma empresa (laboratório de biotecnologia) alemã criada em 2008 por um casal de universitários alemães de origem turca, Ugur Sahin e Özlem Türeci. [1]

A empresa também é uma holding, a BioNTech SE. [2]

A BioNTech se tornou famosa em 2020 com o desenvolvimento da vacina para prevenção da Covid-19, a BNT162b2, em parceria com a Pfizer. Em dezembro de 2020, a vacina foi a primeira a ser autorizada para uso emergencial após a Fase III dos testes, no Reino Unido, Estados Unidos e outros países. [1]

A sede da empresa

História[editar | editar código-fonte]

A empresa foi criada para pesquisar terapias experimentais para o tratamento do câncer, tanto quem em seu website anuncia que sua visão é "aspiramos individualizar a medicina do câncer". [3]

Ela se declara "líder global de biotecnologia em medicina individualizada contra o câncer". [3]

Sua sede fica na Rua Goldgrube, na cidade de Mainz, Alemanha.

Como holding, ela tem quatro subsidiárias: a JPT Peptide Technologies GmbH, baseada em Berlim, que oferece serviços de fabricação de peptídeos; a BioNTech Innovative Manufacturing Service GmbH (IMFS), baseada em Idar-Oberstein, que oferece serviços de manufatura de GMP para mRNA e terapias celulares e genéticas; a BioNTech Small Molecules GmbH, que oferece serviços de pesquisa para todas as disciplinas científicas para a descoberta de drogas com base em pequenas moléculas; e a BioNTech Diagnostics GmbH, que desenvolve e fabrica dispositivos de diagnóstico in vitro baseados em biomarcadores (IVDD) e comercializa produtos através de parceiros selecionados. [2]

Base das pesquisas[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento das terapias está baseado em estudos sobre RNA, células e genes, proteínas (celulares) e moléculas pequenas (nanomoléculas). [2] [4]

Referências

  1. a b Econômico, Assis Moreira-Valor. «O bilionário pai da vacina da BioNTech». www.ictq.com.br. Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  2. a b c «BioNTech services». BioNTech (em inglês). Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  3. a b «Our vision». BioNTech (em inglês). Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  4. «The BioNTech approach». BioNTech (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2020 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]