Birthday Girl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Birthday Girl
Da Rússia com Amor (PRT)
A Isca Perfeita (BRA)
Pôster promocional
 Reino Unido
 Estados Unidos

2001 •  cor •  93 min 
Direção Jez Butterworth
Produção Steve Butterworth
Diana Phillips
Roteiro Tom Butterworth
Jez Butterworth
Elenco Nicole Kidman
Ben Chaplin
Gênero comédia
drama
policial
romance
suspense
Música Stephen Warbeck
Cinematografia Oliver Stapleton
Companhia(s) produtora(s) HAL Films
Distribuição  Estados Unidos Miramax Films
 Reino Unido FilmFour
Lançamento  Brasil 31 de maio de 2002
 Estados Unidos 1 de fevereiro de 2002
Reino Unido e  Irlanda 28 de junho de 2002
Idioma inglês
russo
Orçamento US$ 13 milhões
Receita US$ 16 171 098 (total)[1]
Página no IMDb (em inglês)

Birthday Girl (A Isca Perfeita BRA ou Da Rússia com Amor POR) é um filme de drama policial do Reino Unido e dos Estados Unidos de 2001 dirigido por Jez Butterworth. O enredo centra-se no funcionário do banco inglês John Buckingham que pede uma noiva por correspondência russa, Nadia. Torna-se claro em cima de sua chegada que Nadia não sabe falar inglês, e após sua estadia, dois homens misteriosos chegam para na casa e que diz serem seu primo e amigo do primo. O filme apresenta Ben Chaplin, Nicole Kidman, Mathieu Kassovitz, e Vincent Cassel. Inglês e russo são faladas de forma intercambiável no filme.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

John Buckingham, um solitário funcionário do banco de St Albans, pede uma noiva por encomenda, Nadia da Rússia por Internet. John é desconfortável e tímido, mas Nadia é sexualmente ousada. Embora Nadia não possa falar inglês e John não pode falar russo, eles logo criam um vínculo. Mais tarde, um homem que ela apresenta como seu primo Yuri e seu amigo Alexei, chegam para celebrar o seu aniversário. Alexei logo mostra que ele tem um temperamento. Depois de uma briga violenta, Alexei detém Nadia refém e exige um resgate de John. John cresceu para cuidar de Nadia e é forçado a roubar o banco onde trabalhou por dez anos. Após o resgate ser pago, ele percebe que ele foi vítima de um golpe elaborado. Nadia, Yuri, e Alexei são criminosos, e Alexei é realmente o namorado de Nadia.

John descobre que o trio tem realizado o mesmo golpe nos homens da Suíça e da Alemanha, entre outros. Eles levam como prisioneiro, tiram sua roupa e a sua cueca, e amarrá-lo a um banheiro em um motel. Ele finalmente consegue libertar-se e rapidamente descobre que Nadia foi deixado para trás após Alexei descobriu que estava grávida. John se veste e, posteriormente, entra em contato com Nadia, que mais tarde revela que ela pode realmente falar inglês e que seu nome não é Nadia.

John leva Nadia para a polícia - na esperança de limpar o seu nome como um assaltante de banco procurado. Em última análise, porém, ele simpatiza com ela e decide ir de encontro a ela. Ele deixa ela no aeroporto, onde ela é sequestrada por Alexei - que agora quer Nadia para ter o bebê. John resgatá-la, amarrando Alexei a uma cadeira. Eles fazem uma causa comum contra os dois homens russos. Nadia informa a John que seu verdadeiro nome é Sophia. John, disfarçado de Alexei, deixa a Rússia com Sophia.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Nicole Kidman conheceu uma mulher ao ir até a embaixada russa na Austrália para pedir ajuda com o idioma russo. A mulher foi sua tutora, e ela conseguiu se adeptar ao russo sem ajuda de um professor. Kidman, que estava casada na época com Tom Cruise, gravou o filme na Austrália, enquanto a produção é ambientada na Inglaterra, para que Nicole pudesse estar com o marido, que também estava no país para gravar Mission: Impossible II.[2]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme foi um sucesso comercial, geralmente moderado, com um orçamento de $13 milhões que arrecadou mais de 16 milhões de dólares americanos.[1]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Birthday Girl teve recepção mista por parte da crítica especializada. Com base em 32 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 51 em 100 no Metacritic. Em avaliações mistas, do Film Threat, Tim Merrill disse: "Começa como um filme de primeira linha e acaba com uma cara de segunda categoria. Mas, se isso de alguma forma demonstra ser uma fórmula para aperfeiçoar o filme, então Kidman é ainda mais brilhante do que pensávamos."

Do TV Guide, Maitland McDonagh: "Kidman realiza um feito notável de transformação, adotando não apenas um acento, mas um comportamento um pouco decadente, fracamente feral que quase faz você esquecer sua gélida boa aparência e figura de modelo da moda."

Chicago Sun-Times, Roger Ebert: "Há um problema curioso com Birthday Girl, difícil de apontar o dedo sobre: ​​O filme é uma espécie azeda. Ele quer ser engraçado e um pouco desagradável, ele quer surpreender-nos e depois nos consolar, mas o que faz na maior parte é tornar-nos inquietos."

Wall Street Journal, Joe Morgenstern: "Não há nada de errado com a sedutora estrela em volta, mas eu desejaria que este tivesse sido cercado por mais de um filme. Birthday Girl é uma ninharia inofensiva que faz 93 minutos passarem como se fossem pouco mais de uma hora e meia."

O Jornal The New York Times, A.O. Scott: "Esta metada de fôlego noir tem tanta rejeição que mal consegue obter qualquer momento para meditar sobre os buracos em seu enredo comido pelas traças. É competente, mas extremamente leve."

Em avaliação positiva, do Los Angeles Times, Kenneth Turan disse: "Butterworth nos guia através do mundo de caos e confusão romântica que ele criou como se fosse o lugar mais natural do mundo. Depois de um tempo, nós realmente acreditamos que é."[3]

Com índice de 58% o Rotten Tomatoes publicou um consenso: "Kidman mostra seu potencial neste filme peculiar, mas a mudança de tom de comédia romântica de suspense pode deixar os telespectadores insatisfeitos."[4]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Birthday Girl». Box Office Mojo (em inglês). IMDb. Consultado em 18 de maio de 2015 
  2. «Birthday Girl». AdoroCinema. Consultado em 18 de maio de 2015 
  3. «Birthday Girl» (em inglês). Metacritic. Consultado em 9 de maio de 2015 
  4. «Birthday Girl» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 18 de abril de 2014 
  5. «Birthday Girl» (em inglês). AceShowBiz.com. Consultado em 18 de abril de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]