BlackBerry (empresa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a empresa. Para a linha de telefones, veja BlackBerry.
BlackBerry Limited
Nome(s) anterior(es) Research in Motion (1984–2013)
Tipo Empresa de capital aberto
Slogan “One brand. One promise.” (“Uma marca. Uma promessa”).
Cotação
Indústria Telecomunicações
Fundação 7 de março de 1984 (1984-03-07) em Waterloo, Ontário,  Canadá
Fundador(es)
  • Mike Lazaridis
  • Douglas Fregin
Sede Waterloo, Ontário,  Canadá
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave
  • John S. Chen
  • (Presidente do conselho de administração & diretor executivo)
Empregados 4,044 (2017)[1]
Produtos
  • BlackBerry Messenger
  • BlackBerry
  • BlackBerry Enterprise Server
  • BlackBerry Internet Service
  • QNX
Lucro Aumento -US$208 milhões (2016)[2]
Faturamento Aumento US$1.7 bilhões (2017)[2]
Website oficial Website oficial

BlackBerry (antiga Research In Motion Limited, TSX: BB, NYSE: BB) é uma empresa canadense[3] de produtos wireless mais conhecido pela produção do equipamento de telecomunicação handheld BlackBerry e pelo tablet BlackBerry PlayBook. Em 30 de janeiro de 2013 a empresa mudou de nome, junto com a apresentação de sua nova plataforma móvel.[4] Sua matriz fica em Waterloo, Ontário, e patrocina o parque RIM na parte nordeste da cidade. Foi fundada e é propriedade de Mike Lazaridis, o qual ainda trabalha na empresa como co-CEO juntamente com Jim Balsillie. Desde novembro de 2013, o CEO da empresa é John Chen.

Originalmente uma empresa inovativa dominante no ramo de smartphones empresariais e governamentais, com 43% de todo o mercado em 2010, sua situação começou a declinar em vista da grande competição entre os smartphones de telas touchscreen, como o iPhone da Apple e os smartphones com o Android da Google. Por causa disso, a fatia de mercado da empresa caiu para 3,8% em 2013.[5] Em 23 de setembro de 2013, a BlackBerry fechou um acordo para ser adquirida por um consórcio liderado pela Fairfax pelo valor de US$ 4,7 bilhões, ou US$ 9 por ação.[6] A maior parte do valor restante da BlackBerry se concentra em seu portfólio de patentes, que valem entre US$ 2 e 3 bilhões.[7]

Seus programas são desenvolvidos usando a linguagem C++, C, HTML5 e Java. A BlackBerry também desenvolve sistemas embarcados para dispositivos wireless.

Sistemas Operacionais[editar | editar código-fonte]

BlackBerry OS[editar | editar código-fonte]

O antigo BlackBerry OS, baseado em Java, era feito para funcionar em condições muito mais simples e diferentes, como dispositivos mais fracos, redes com menor largura de banda e ambientes com alta exigência de segurança. No entanto, à medida que as necessidades dos usuários móveis aumentaram, o sistema começou a decepcionar em tempo de bateria, tempo de carregamento de aplicativos (por vezes chegando a reiniciar), experiência de navegação na web e interfaces touchscreen.[8]

BlackBerry Tablet OS[editar | editar código-fonte]

O BlackBerry PlayBook foi o primeiro produto da RIM cujo sistema operacional foi construído sobre o QNX, lançado em abril de 2011 como uma alternativa ao iPad. Foi criticado inicialmente por não conter todos os softwares esperados (faltava um cliente de email nativo, calendário e contatos) e poucos aplicativos. Foi pouco vendido, até que os preços caíssem substancialmente, assim como os outros tablets Android vendidos na época.

BlackBerry 10[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: BlackBerry 10

Planejado para ser lançado em 2012, o novo sistema operacional da BlackBerry só chegou ao mercado em 2013, com o lançamento dos novos aparelhos BlackBerry Z10 e Q10. O BlackBerry 10 melhorou o desempenho das Mensagens com o Blackberry HUB, em dezembro de 2013 nova atualização traz grandes diferenças agora BlackBerry 10.2 com Android 4.0 funcionando.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O novo BlackBerry 10 agora suporta várias plataformas de desenvimento, dependendo de qual delas é mais amigável ao desenvolvedor. As plataformas suportadas pelo BlackBerry 10 incluem Cascades para aplicações nativas (framework construído sobre o Qt), Adobe AIR, HTML5 (integrado com as funcionalidades nativas do sistema) e Java (usando a SDK do Android).[9]

Produtos vendidos atualmente[editar | editar código-fonte]

  • BlackBerry Curve
  • BlackBerry Bold
  • BlackBerry Torch
  • BlackBerry PlayBook
  • BlackBerry Z10
  • BlackBerry Q10
  • BlackBerry Q5
  • BlackBerry Music Gateway
  • BlackBerry Z30
  • BlackBerry Leap
  • BlackBerry Passport

Concorrentes[editar | editar código-fonte]

Hardware[editar | editar código-fonte]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Em 2011 a empresa tinha mais de 17.000 trabalhadores e uma participação de 14% do mercado de 'smartphones' estadunidense.

Em Março de 2013, tinha 12.700 trabalhadores..

Em 2012, a BlackBerry despediu cerca de 6.000 trabalhadores.

Em setembro de 2013, foi anunciado que a empresa está a planear cortar até 40% do pessoal até ao final do ano[10].

Em 14 de outubro, a empresa publicou uma carta ao público pedindo que seus usuários continuem confiando na empresa.[11]

Em Novembro de 2013 o CEO Thorsen Heins foi substituído pelo John Chen que publicou uma carta já avisando sua mudanças na Blackberry.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre BlackBerry (empresa)