Blue-eyed soul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Blue-eyed soul
Origens estilísticas Soul music
música pop
rhythm and blues
Contexto cultural Década de 1960
nos Estados Unidos

Blue-eyed soul (também conhecido como white soul) é um termo da mídia usado para descrever o rhythm and blues e soul music tocado por artistas brancos.[1] O termo foi usado pela primeira vez em meados de 1960 para descrever os artistas brancos tocando R&B muito semelhante as músicas das gravadoras Motown e Stax. O termo foi um tanto controverso durante a segregação racial em 1960 a América no surgimento do gênero musical na cultura da música popular.[2]

O termo continuou a ser usado nas décadas de 1970 e 1980, particularmente pela imprensa musical britânica, para descrever a nova geração de cantores brancos que adotaram os elementos clássicos da soul music. Em menor grau, o termo tem sido aplicado a cantores de outros estilos musicais que são influenciadas pela soul music, tais como a música urbana e o hip-hop soul.

Lista de cantores blue-eyed soul[editar | editar código-fonte]

A[editar | editar código-fonte]

B[editar | editar código-fonte]

C[editar | editar código-fonte]

D[editar | editar código-fonte]

F[editar | editar código-fonte]

H[editar | editar código-fonte]

J[editar | editar código-fonte]

M[editar | editar código-fonte]

N[editar | editar código-fonte]

P[editar | editar código-fonte]

R[editar | editar código-fonte]

S[editar | editar código-fonte]

T[editar | editar código-fonte]

V[editar | editar código-fonte]

W[editar | editar código-fonte]

Y[editar | editar código-fonte]

References[editar | editar código-fonte]

  1. «Blue-Eyed Soul». 14 de setembro de 2010  Allmusic.com
  2. http://oldies.about.com/od/soulmotown/g/blueeyedsoul.htm
  3. a b c d e f g h i j k l Cairns, Dan (1 February 2009). Blue-eyed soul: Encyclopedia of Modern Music no Wayback Machine (arquivado em 16 de junho de 2011). The Sunday Times. Retrieved 9 March 2014.
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p q Amorosi, A.D. (18 de março de 2007). «A new blue-eyed soul man in town». The Inquirer. Philly.com. Consultado em 9 de março de 2014 
  5. Zwerin, Mike (5 de julho de 2000). «A Few Good Sounds for Summer». The New York Times. Consultado em 9 de março de 2014. Anastacia is a young blue-eyed soul singer and songwriter of some poise and considerable promise from New York. 
  6. a b Predefinição:Gilliland
  7. a b c d McCall, Tris (30 de agosto de 2010). «Justin Bieber concert: The kid connected at the Prudential Center». The Star-Ledger. NJ.com. Consultado em 28 de maio de 2014. But for the most part, Bieber’s pop is a throwback to the machine-pressed blue-eyed soul of the DayGlo decade: George Michael, Paul Young, Hall and Oates at their most optimistic, and especially Rick Astley. 
  8. a b c d e f g h i j «R&B » Soul » Blue-Eyed Soul». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  9. «Alessia Cara – Here». singersroom. 7 de maio de 2015. Consultado em 13 de junho de 2016 
  10. a b c d e «Best Blue-Eyed Soul Singers». About.com. The New York Times Company. Consultado em 9 de março de 2014 
  11. Bush, John. «Len Barry – Artist Biography». AllMusic. All Media Network. Consultado em 28 de maio de 2014 
  12. Mitchell, Justin (16 de outubro de 1990). «Michael Bolton Wins Acclaim With Blue-Eyed-Soul Sound». Deseret News. Consultado em 9 de março de 2014 
  13. a b Holden, Stephen (15 de janeiro de 1984). «English Pop-Plenty Of Hits With Little In Common». The New York Times. Consultado em 9 de março de 2014 
  14. a b c d e f Cooper, B. Lee; Haney, Wayne S. (1997). Rock music in American popular culture II: more rock 'n' roll resources. [S.l.]: Routledge. pp. 317 and 404. ISBN 1-56023-877-1 
  15. «Paul Carrack – Rain or Shine». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  16. a b c d Back, Les. «Blue-eyed Soul: Black Music, White Musicians and the Southern Dream of Freedom». Goldsmiths, University of London. Consultado em 2 de outubro de 2010 
  17. Hamilton, Andrew. «Wayne Cochran – Wayne Cochran!». AllMusic. All Media Network. Consultado em 28 de maio de 2014 
  18. a b Unterberger, Richie. «Various Artists – Soul Shots, Vol. 6: Blue-Eyed Soul». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  19. Brackett, Nathan; Hoard, Christian (2004). The New Rolling Stone Album Guide 4th ed. [S.l.]: Fireside. ISBN 0-394-72107-1 
  20. Wynn, Ron. «Flaming Ember – Artist Biography». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  21. Erlewine, Stephen Thomas. «Taylor Hicks – The Distance». AllMusic. All Media Network. Consultado em 28 de maio de 2014 
  22. Brady, Martin (16 de agosto de 2012). «The biggest flaw in Circle Players' staging of Elton John and Tim Rice's Aida is the script itself». Nashville Scene. City Press LLC. Consultado em 9 de março de 2014. the church-chorded blue-eyed soul that distinguished his early pop compositions 
  23. Erlewine, Stephen Thomas. «Michael McDonald – In the Spirit: A Christmas Album». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  24. Jason Mraz no Wayback Machine (arquivado em 26 de abril de 2012). Bizzability.com. Retrieved 9 March 2014.
  25. «Blues Lounge: Blues reissues, tributes, new releases abound». Goldmine. F+W Media. Consultado em 9 de março de 2014. Adept at both blues and white soul, he knows how to bend notes and employ vibrato without overkill. 
  26. a b «Can a white man have soul?». The Telegraph. 6 de março de 1999. Consultado em 4 de junho de 2014 
  27. Ruhlmann, William. «Simply Red – Artist Biography». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  28. Wynn, Ron. «The Soul Survivors – When the Whistle Blows Anything Goes». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  29. Marsh, Dave; Swenson, John (1983). The New Rolling Stone Record Guide. [S.l.]: Random House/Rolling Stone Press. p. 132. ISBN 0-394-72107-1. The first two albums by the great U.K. white soul group in which Winwood won his spurs as a Ray Charles soundalike while still in his teens. 
  30. Ankeny, Jason. «Dusty Springfield – Artist Biography». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  31. «Robin Thicke – Love After War». Slant Magazine. 6 de dezembro de 2011. Consultado em 9 de março de 2014  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  32. Negron, Chuck (2008). Three Dog Nightmare: The Continuing Chuck Negron Story. [S.l.]: Literary Architects. p. 68. ISBN 978-1-9336-6913-7 
  33. Ankeny, Jason. «Van Morrison – Artist Biography». AllMusic. All Media Network. Consultado em 9 de março de 2014 
  34. «Wild Cherry, Named For Cough Drops, Eyes Gold». Nielsen Business Media. Billboard. 88 (43): 54. 23 de outubro de 1976. ISSN 0006-2510 
  35. Holden, Stephen (12 de março de 1987). «Pop: Paul Young Performs». The New York Times. Consultado em 9 de março de 2014