Boa Vista do Tupim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Boa Vista do Tupim
"BVT"
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 19 de julho
Fundação 19 de julho de 1962 (57 anos)
Gentílico tupinense
Padroeiro(a) Santa Luzia
CEP 46850-000
Prefeito(a) Helder Lopes Campos (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Boa Vista do Tupim
Localização de Boa Vista do Tupim na Bahia
Boa Vista do Tupim está localizado em: Brasil
Boa Vista do Tupim
Localização de Boa Vista do Tupim no Brasil
12° 39' 36" S 40° 36' 32" O12° 39' 36" S 40° 36' 32" O
Unidade federativa Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Itaberaba IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ruy Barbosa, Itaberaba, Iaçu, Marcionílio Souza, Itaetê, Nova Redenção, Andaraí e Lajedinho
Distância até a capital 320 km
Características geográficas
Área 2 629,822 km² [2]
População 18 000 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 6,84 hab./km²
Altitude 317 m
Clima tropical temperado
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,551 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 65 076,104 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 551,61 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.boavistadotupim.ba.gov.br

Boa Vista do Tupim é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 19.048 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A área da chapada diamantina, que hoje fazem parte de Boa Vista do Tupim e municípios próximos, era habitada por índios da tribo Maracás, que foram expulsos de seu território por volta do século XVII, quando foi iniciada a penetração das bandeirantes na região, em busca de ouro. A partir daí, teve início a convenção das primeiras sesmarias e abertura de estradas para a Serra do Orobó, onde se iniciava a exploração aurífera. Com essas penetrações, foram se formando os primeiros núcleos populacionais na Chapada.

Conta-se que no final do século XIX, um casal – Berto e Bibiana –, de origem banta, adquiriu a fazenda peixe, vendida em 1918 ao Senhor Juvino Amaral, que acertou a permanecia do casal na propriedade, expulsando-os posteriormente, juntamente com os outros parentes. Após a expulsão, Berto comprou a área conhecida como Tamburi, onde hoje é a Rua 13 de Maio (bairro dos artistas). A fazenda se estendia e a casa sede ficava onde hoje é o prédio da prefeitura.

O Distrito foi criado com a denominação de Boa Vista, pela Lei municipal nº 47, de 4 de outubro de 1920, aprovada pela Lei estadual nº 1.470, de 16 de maio de 1921, subordinado ao município de Itaberaba.

Pelo Decreto-Lei estadual nº 141, de 31 de dezembro de 1948, confirmado pelo Decreto-Lei estadual nº 12.978, de 1º de abril de 1944, o distrito de Boa Vista tomou o nome de Boa Vista do Tupim, permanecendo ao mesmo município de Itaberaba.

Foi elevado à categoria de município com a denominação de Boa Vista do Tupim, pela Lei estadual nº 1.729, de 19 de julho de 1962, desmembrado de Itaberaba. O município foi constituído por 2 distritos: Boa Vista do Tupim (sede) e Brejo Novo. Foi instalado em 7 de abril de 1963, com a posse dos primeiros vereadores eleitos, e tendo como primeiro prefeito eleito, pelo voto direto, o coletor estadual Sr. Oscar Luiz Pires da Costa.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Boa Vista do Tupim está localizado no Piemonte Oriental da Chapada Diamantina. Sua área é de 2.629,822 km². O município limita-se com os municípios de Iaçu, Ibiquera, Lajedinho, Itaberaba, Itaetê, Ruy Barbosa, Marcionílio Souza e Andaraí.

Tem como base econômica a pecuária e a agricultura. É banhado pelos rios Tupim, Paraguaçu e pelo riacho Canoa dos Poços. O rio Paraguaçu é o responsável pelo o abastecimento de água do município, sendo um rio perene que atravessa o município com 80 quilômetros de extensão, enquanto o rio Tupim e o riacho da Canoa são temporários.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Boa Vista do Tupim