Bob Bryar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bob Bryar
Nascimento 31 de dezembro de 1979 (41 anos)
Chicago, Illinois, U.S.[1]
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade da Flórida
Ocupação
  • Músico
  • engenheiro de som
Carreira musical
Gênero(s)

Robert Nathaniel Cory Bryar (Chicago, 31 de dezembro de 1979)[2] mais conhecido como Bob Bryar é um músico e engenheiro de som mais conhecido por ter sido o último baterista oficial da banda de rock norte-americana My Chemical Romance de 2004 até 2010.

Bryar se juntou à banda substituindo o ex-baterista Matt Pelissier logo após o lançamento de seu segundo álbum de estúdio, Three Cheers for Sweet Revenge (2004). Conheceu o MCR durante uma turnê com The Used, de quem Bob era técnico de som. Ele foi convidado a entrar para a banda como baterista, aceitou, e foi membro da banda até o começo de 2010, quando saiu por motivos desconhecidos. Esse fato foi anunciado por Frank Iero, guitarrista e vocalista de apoio, pelo site oficial da banda. Ele se apresentou em todos os lançamentos subsequentes em apoio ao álbum, bem como no álbum conceitual de sucesso comercial da banda, The Black Parade (2006). Apesar de sofrer numerosos ferimentos durante a turnê, Bryar continuou a se apresentar com a banda e se juntou a eles no estúdio para gravar seu quarto álbum de estúdio antes de sair do My Chemical Romance em 2010. Sua contribuição mais recente foi se apresentar no lançamento final da banda antes do grupo anunciar uma pausa indefinida nas suas atividades em 2013, Conventional Weapons. Depois de sua saída da banda, Bryar se tornou uma figura nos bastidores em turnês de várias bandas antes de se aposentar da música em 2014.

Infância[editar | editar código-fonte]

Bryar nasceu em Chicago, Illinois, em 31 de dezembro de 1979. Ele começou a tocar bateria ainda jovem, atuando nas bandas de jazz e marchas de sua escola. Após a formatura, Bryar estudou em engenharia de som em uma escola na Flórida.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

My Chemical Romance (2004-2010)[editar | editar código-fonte]

Em 2000, Bryar começou a trabalhar como engenheiro de som em turnê para bandas de rock, incluindo The Used e Thrice.[2] Durante este tempo, ele fez amizade com o My Chemical Romance enquanto a banda estava em turnê com o The Used em 2004. Bryar se tornou o baterista do My Chemical Romance após a turnê da banda no Japão,[3] oficialmente substituindo o ex-baterista Matt Pelissier logo após o lançamento de o segundo álbum de estúdio da banda, Three Cheers for Sweet Revenge (2004).[4]

Bryar apareceu em todos os videoclipes de Three Cheers for Sweet Revenge (exceto na primeira versão do videoclipe de "I'm Not Okay"; ele apareceu na segunda versão) e também se apresentou em todos os lançamentos subsequentes em apoio ao álbum, incluindo Life on the Murder Scene e ¡Venganza!. Bryar se apresentou no terceiro álbum de estúdio do My Chemical Romance, The Black Parade (2006). O álbum foi preferido pela crítica musical e foi um sucesso comercial, sendo premiado com dupla platina no Reino Unido e nos Estados Unidos. Bryar e o vocalista Gerard Way ficaram feridos durante as filmagens do videoclipe de "Famous Last Words" dirigido por Samuel Bayer, com Bryar sofrendo queimaduras de terceiro grau nas mãos e pernas depois de pegar fogo quando estava muito perto das chamas.[5][6] Seus ferimentos fizeram com que a banda cancelasse sua apresentação no festival San Diego Street Scene.[6][7] Um mês depois, a banda perdeu duas datas de turnê depois que Bryar foi hospitalizado com uma infecção por estafilococos também causada durante as filmagens do videoclipe.[5] A banda divulgou um comunicado dois dias depois, se desculpando pelo cancelamento dos shows, afirmando que "querem estar ao seu lado o tempo todo".[8][9] Quando a banda entrou na turnê The Black Parade World Tour para divulgar o álbum em fevereiro de 2007, ele começou a ter complicações no pulso em novembro, fazendo com que a banda cancelasse seu show no Maine. Em resposta aos seus ferimentos, Bryar se desculpou na página do MySpace da banda, explicando que ele teve problemas com seu pulso "nos últimos anos", e que recebeu um "caroço do tamanho de uma bola de golfe" em seu pulso e começou a "perder o controle e a sensação nos [seus] dedos ".[10] Ele saiu para a turnê e a banda continuou com Pete Parada como seu substituto temporário.[11] Embora Bryar não pudesse se apresentar, ele continuou a fazer turnê com a banda e ajudar com pirotecnia e voltou para a última etapa da turnê em janeiro de 2008.[12]

My Chemical Romance voltou ao estúdio em 2009 para gravar seu quarto álbum de estúdio com o produtor Brendan O'Brien. Em 31 de julho e 1º de agosto, eles fizeram dois shows "secretos" no Roxy Theatre em Los Angeles, apresentando material inédito de seu próximo álbum, incluindo uma canção intitulada "Death Before Disco".[13]

Em 3 de março de 2010, o guitarrista rítmico Frank Iero anunciou em seu site oficial que Bryar havia se afastado da banda, escrevendo:

"Há 4 semanas, My Chemical Romance e Bob Bryar se separaram. Esta foi uma decisão dolorosa para todos nós e não foi tomada de ânimo leve. Desejamos a ele muita sorte em seus empreendimentos futuros e esperamos que todos vocês façam o mesmo."[14][15][16][17]

Pós My Chemical Romance[editar | editar código-fonte]

A banda lançou seu quarto álbum de estúdio Danger Days: The True Lives of the Fabulous Killjoys em 2010 com Bryar sendo creditado por escrever cinco canções, incluindo os singles "Na Na Na (Na Na Na Na Na Na Na)" e "The Only Hope for Me Is You".[18]

A banda lançou Conventional Weapons, um álbum de compilação que consiste em dez canções inéditas que foram gravadas em 2009 antes da partida de Bryar e da produção de Danger Days: The True Lives of the Fabulous Killjoys, todas as quais incluem Bryar na bateria. Eles lançaram duas músicas por mês de outubro de 2012 a fevereiro de 2013.[19][20] O My Chemical Romance anunciou uma pausa indefinida nas suas atividades em março de 2013.[21]

Após sua saída, Bryar continuou envolvido no negócio da música como uma figura nos bastidores em turnês para várias bandas. Ele também é muito ativo em instituições de caridade e santuários de resgate de cães.[22] Em 2 de outubro de 2014, Bryar anunciou sua saída da música, tornando-se posteriormente um agente imobiliário.[23] No entanto, em fevereiro de 2015, ele anunciou seu interesse em retornar à música.[24][25][26]

Em 20 de julho de 2016, o My Chemical Romance postou em suas páginas oficiais do Twitter e Facebook um vídeo com a introdução de piano de "Welcome to the Black Parade", terminando com uma data enigmática, "23/9/16".[27][28] O vídeo também foi publicado no canal da banda no YouTube com o vídeo intitulado "MCRX".[29] Isso levou a vários rumores e relatórios sobre a possível reunião da banda até que foi revelado ser uma reedição de The Black Parade com demos não lançadas.[30][31][32] A reedição, intitulada The Black Parade/Living with Ghosts,[33] inclui 11 demos e faixas ao vivo.[34] Em setembro de 2016, Bryar foi destaque em uma entrevista exclusiva com a Alternative Press para promover o novo álbum. Em sua primeira entrevista desde que saiu da banda, Bryar relembrou várias memórias da gravação e da turnê do The Black Parade.[35]

Em janeiro de 2020, Bryar participou de um memorial para o baterista Rush Neil Peart, relembrando sua "obsessão adolescente" e amizade com Peart.[22]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um baterista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Billboard
  2. a b c «Bob Bryar - Biography | Billboard». web.archive.org. 29 de dezembro de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  3. «My Chemical Romance drummer Bob Bryar leaves band | News | NME.COM». web.archive.org. 12 de novembro de 2012. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  4. «My Chemical Romance | Biography & History». AllMusic (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  5. a b SPIN Media LLC (fevereiro de 2007). SPIN (em English). [S.l.]: SPIN Media LLC 
  6. a b Montgomery, James. «My Chemical Romance Explain Injuries, Missed Street Scene Gig». MTV News (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  7. «My Chemical Romance Comes Clean About Injuries». Billboard (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  8. Kaufman, Gil. «My Chemical Romance Cancel Shows After Drummer Is Hospitalized». MTV News (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  9. «My Chemical Romance cancel shows | News | NME.COM». web.archive.org. 10 de novembro de 2012. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  10. «My Chemical Romance drummer explains wrist problems | NME». NME Music News, Reviews, Videos, Galleries, Tickets and Blogs | NME.COM (em inglês). 12 de novembro de 2007. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  11. August 2015, Tom Bryant 16. «8 of the best My Chemical Romance songs featuring different drummers». loudersound (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  12. «My Chemical Romance lose another member | News | NME.COM». web.archive.org. 8 de fevereiro de 2009. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  13. Montgomery, James. «Exclusive: My Chemical Romance's New Album Is A 'Love Letter To Rock And Roll'». MTV News (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  14. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome NME
  15. «MY CHEMICAL ROMANCE PART WAYS WITH DRUMMER BOB BRYAR». MTV. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  16. Paine, Kelsey. «My Chemical Romance Splits With Drummer». Spin. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  17. «My Chemical Romance Drummer Departs». Clash. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  18. «My Chemical Romance». Wikipedia (em inglês). 27 de outubro de 2020. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  19. «My Chemical Romance to release 10 new songs over the next five months | NME». NME Music News, Reviews, Videos, Galleries, Tickets and Blogs | NME.COM (em inglês). 17 de setembro de 2012. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  20. «CONVENTIONAL WEAPONS | My Chemical Romance». web.archive.org. 25 de dezembro de 2012. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  21. Boardman, Madeline (23 de março de 2013). «BREAKING UP». HuffPost (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  22. a b Pettigrew, Jason (13 de janeiro de 2020). «Bob Bryar (ex-My Chemical Romance) on Neil Peart, joking with Rush». Alternative Press (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  23. «BOB BRYAR WANTS TO RETUR». Twitter. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  24. Crane, Matt (25 de fevereiro de 2015). «Ex-My Chemical Romance drummer was "angry, suicidal" after getting kicked out». Alternative Press (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  25. Bernhardt, Peyton. «Bob Bryar comments on getting 'kicked out' of My Chemical Romance | News». Killyourstereo.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  26. «Bob Bryar "Suicidal" After Being Kicked Out Of MCR - Kerrang!». web.archive.org. 12 de dezembro de 2015. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  27. «Are My Chemical Romance Getting Back Together?». Kerrang!. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  28. Ralph, Caitlyn (20 de julho de 2016). «My Chemical Romance post new logo and cryptic date». Alternative Press (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  29. «MCRX» 
  30. «My Chemical Romance reissuing famed album after cryptic tweet». EW.com (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  31. «My Chemical Romance hint at reunion for 10th anniversary of The Black Parade». Consequence of Sound (em inglês). 20 de julho de 2016. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  32. «My Chemical Romance: Is their comeback a 10th anniversary 'The Black Parade' reissue?». NME Music News, Reviews, Videos, Galleries, Tickets and Blogs | NME.COM (em inglês). 21 de julho de 2016. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  33. Reed, Ryan; Reed, Ryan (29 de julho de 2016). «My Chemical Romance to Release 'The Black Parade' Deluxe Reissue». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  34. «My Chemical Romance 'The Five Of Us Are Dying': stream/listen to the previously unreleased track». NME Music News, Reviews, Videos, Galleries, Tickets and Blogs | NME.COM (em inglês). 29 de julho de 2016. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  35. Pettigrew, Jason (22 de setembro de 2016). «Exclusive: Ex-MCR drummer shares his memories of recording 'The Black Parade'». Alternative Press (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2020