Boeing B-50 Superfortress

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Boeing B-50 Superfortress» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (novembro de 2015)
B-50 "Superfortress"
Airplane silhouette.png
O B-50 A - Lucky Lady II, o primeiro avião do mundo a dar volta ao mundo sem escalas. Isso só foi possível graças ao reabastecimento aéreo.
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro estratégico
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Boeing
Período de produção 1947-1953
Quantidade produzida 370 unidade(s)
Custo unitário US$1.144,296 (11,3 milhões de Dólares de hoje)[nota 1]
Desenvolvido de Boeing B-29 Superfortress
Primeiro voo em 25 de junho de 1947 (69 anos)
Introduzido em 1948
Aposentado em 1965
Variantes Boeing C-97 Stratofreighter
Notas
Dados e fontes: Ver seção "Especificações"

O Boeing B-50 Superfortress foi um avião militar do tipo multiuso dos Estados Unidos.

História[editar | editar código-fonte]

O Boeing B-50 foi uma evolução do protótipo XB-44 Superfortress que fora derivado do Boeing B-29 Superfortress. Seu primeiro voo ocorreu em 25 de junho de 1947, sendo que no ano seguinte entraria em serviço na USAF. Foi empregado na Guerra da Coreia como avião de reconhecimento aéreo. Em meados da década de 1950, o B-50 começou a ser retirado das linhas de frente da USAF, sendo alguns aviões convertidos em aviões de reabastecimento aéreo (KB-50). O KB 50 foi a última versão construída do B-50 e prestou serviços no início da Guerra do Vietnam em 1965, até ser retirado de serviço após problemas de corrosão.

A produção total do Boeing B-50 foi de 371 aviões, construídos entre 1947 e 1953

KB-50 de reabastecimento em voo, note os propulsores GE J47-GE-23 próximos às pontas das asas.
O B-50 foi um avião multiuso da USAF. Acima o único EB-50B construído, um dos primeiros aviões de guerra eletrônica do mundo

Operadores[editar | editar código-fonte]

 Estados Unidos

Especificações (B-50D)

Dados de: Encyclopedia of U.S. Air Force Aircraft and Missile Systems: Volume II: Post-World War II Bombers, 1945–1973.[nota 2]

Descrições gerais
  • Tripulação: 8 à 10 - piloto, co-piloto, bombardeiro, navegador, engenheiro de voo, operador de rádio e contra-medidas eletrônicas, dois artilheiros laterais, artilheiro dorsal e artilheiro de cauda
  • Capacidade: 12 700 kg (28 000 lb) de carga interna e externa
  • Comprimento: 30,18 m (99 ft)
  • Envergadura: 43,05 m (140 ft)
  • Altura: 9,96 m (33 ft)
  • Área alar: 160  (1 720 ft²)
  • Peso vazio: 38 426 kg (84 700 lb)
  • Peso bruto (carregado): 55 270 kg (122 000 lb)
  • Peso de decolagem: 78 471 kg (173 000 lb)
Motorização
Performance
Armamentos


Notas das especificações

  1. Knaack 1988, p. 174.
  2. Knaack, Marcelle Size. Encyclopedia of U.S. Air Force Aircraft and Missile Systems: Volume II: Post-World War II Bombers, 1945–1973. Washington, DC: Office of Air Force History, 1988. ISBN 0-16-002260-6.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Boeing B-50 Superfortress
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.