Boicote

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete boicote.

Boicote ou boicotagem é o ato de recusar quaisquer relações com um indivíduo ou uma coletividade (grupo de pessoas, empresa, país etc...) como forma de protesto ou coerção a quem se pretenda punir ou constranger a algo, por razões econômicas, políticas, ideológicas, sociais etc.

História[editar | editar código-fonte]

O seu uso nasceu de um movimento na Irlanda em 1880.

A palavra boicote deriva do inglês boycott, que por sua vez deriva do nome do capitão irlandês Charles Boycott. No século XIX, o capitão era administrador de propriedades na Irlanda e costumava fazer exigências descabidas às pessoas com quem negociava. Estas pessoas se uniram com o propósito de não mais se relacionar com ele. A rejeição passou a ser identificada com o sentido de represália ou mesmo de sabotagem. [1]

Embora, no ano de 1774, 12 das colónias britânicas na América acordaram, antes da revolução, o boicote com os produtos ingleses.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Revista História Viva. Edição 10, pg. 17. Editora Duetto. São Paulo (2004).
  2. Mendonça, Manuela; Lagartixa, Custódio; Sardinha, Helena; Gomes, José (2014). «G». História H8 Raiz Editora [S.l.] p. 132. 


Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Boicote