Bombeiros Sapadores de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bombeiros Sapadores de Coimbra
Heráldica da Companhia
Entrada Principal do Quartel
Em 1º plano (lado direito) a sala de despacho
Resumo
Divisa Vida por vida
Fundação 1781
Tipo de Organização Companhia
Comandante Engº Paulo M. Palrilha
Nº Efectivos > 100
Nº Viaturas > 30
Sitio Web Página Oficial da Companhia

A Companhia de Bombeiros Sapadores (CBS) de Coimbra fundada em 1781 é uma unidade operacional da Câmara Municipal de Coimbra. Este corpo de bombeiros profissional tem como principal atribuição a segurança de pessoas e bens na cidade. Fá-lo através quer de acções de socorro quer de acções de prevenção. A CBS dá ainda apoio às acções da Protecção Civil podendo, quando solicitada, actuar fora do Concelho de Coimbra nomeadamente em incidentes com matérias perigosas.

Breve Historial[editar | editar código-fonte]

  • 1781. A CBS tem origem a 13 de Março deste ano (apesar de registos anteriores a esta data apontarem a existência de uma bomba pertença do Mosteiro de Santa Cruz), com o nome de Companhia das Bombas, quando a Rainha D. Maria I concedeu ao Provedor (Juiz do Povo) e aos 24 representantes do Povo de Coimbra a autorização para a aquisição de 2 bombas de incêndio.
  • 1795. Neste ano fica estabelecido que quem estivesse designado ao Serviço das Bombas e depois, de ouvir o toque, não comparecesse no local das bombas ficava sujeito a uma multa. 4000 réis para o Comando e 2000 para o restante pessoal.
  • 1845. Numa sessão da Câmara é decidido organizar e completar as Companhias de Bombeiros. A nomeação de um Comandante é fundamental dado ser um requisito que não possuíam.
  • 1859. Neste ano, e noutra sessão de Câmara, é decidido o aumento (para 60 elementos) do número de efectivos do Corpo de Bombeiros. Mais é decidido: que um boné com as iniciais B.C. (Bombeiros de Coimbra) passe a fazer parte da indumentária dos elementos do corpo activo.
  • 1890. A designação Corpo de Salvação Pública passa a oficial substituindo a anterior: Serviço de Incêndio.
  • 1906. O Corpo de Salvação Pública dispunha de um Quartel Central e de 2 Estações. O Quartel situa-se na Av. Sá da Bandeira num edifício onde actualmente se encontra a Escola Primária. Este dispunha de uma Casa Escola (em madeira) para treino. Esta infra-estrutura era, à altura, bastante inovadora. Uma das Estações localizava-se na, já desaparecida, R. de Guilherme Gomes Fernandes (situada na parte alta da cidade e também conhecida por R. das Colchas). A outra no edifício da Câmara Municipal. Posteriormente existem ainda relatos da existência de 3 Estações do Corpo de Salvação Pública a funcionar em simultâneo. Uma na R. do Cego (actuais Escadas de Santiago), outra em Montes Claros e uma 3ª em Santa Clara (margem esquerda do Rio Mondego).
    Parada do Quartel
    No piso superior situam-se:
    Lado esq. as camaratas
    Lado dir. a sala de convívio, o bar e o refeitório
  • 1910. Os Bombeiros da Inspecção de Incêndios de Coimbra (designação que veio substituir a anterior) passam a ocupar as novas instalações na Av. Sá da Bandeira. A construção limitava-se ao edifício central (Comando) hoje ocupado pela Policia Municipal. A Casa Escola e restantes anexos só serão construídos 12 anos mais tarde e a sua inauguração só acontece por altura de 1930. É nesta década que a centralização de todo o serviço é feita, nestes edifícios da Av. Sá da Bandeira, tendo a Câmara encerrado todas as Estações existentes.
  • 1925. 31 de Dezembro. Os Bombeiros da Inspecção de Incêndios de Coimbra recebe o 1º carro motorizado. Até então o serviço era realizado por carros de tracção animal (mulas) que são a pouco e pouco substituídos.
  • 1940. Os Bombeiros da Inspecção de Incêndios de Coimbra, que iniciaram a sua actividade com o nome de Companhia das Bombas, passando mais tarde, em 1890, a sua designação para Corpo de Salvação Pública tomam o nome de Corpo de Bombeiros Municipais.
  • 1981. A Assembleia Municipal delibera, a 3 de Abril, mudar a designação de Corpo de Bombeiros Municipais para Companhia de Bombeiros Sapadores (CBS). No entanto esta situação só viria a ficar legal (por decisão ministerial) em 1987.
  • 1997. Dada a exiguidade das instalações na Av. Sá da Bandeira torna-se necessário a construção de um novo Quartel. Este situa-se na Av. Dr. Mendes Silva (ao Vale das Flores) e a 1ª pedra é lançada a 4 de Julho (feriado municipal). O edifício inclui, além da óbvia zona de garagens, sala de convívio, refeitório/bar e camaratas (na foto ao lado), zona administrativa, salas de formação e zonas técnicas. Não agregada ao edifício principal existe ainda a Casa Torre para exercícios (foto abaixo).
  • 1999. Neste ano dá-se a inauguração a 13 de Março (data de aniversário). No entanto a mudança já se tinha verificado antes. A 1 de Fevereiro.
  • 2012. Inauguração do Centro de Treino da CBS no seu dia de aniversário. Este inclui: 1 campo de formação e treino no controlo de acidentes com matérias perigosas, 1 campo de treinos de busca e resgate em espaço urbano, 1 tanque de mergulho com 950 metros de profundidade (foto abaixo), uma rede de túneis com poço para treino e busca em ambientes confinados e ainda 1 edifício de apoio. É considerado um centro “único” no país. [1][2]


Áreas de intervenção[editar | editar código-fonte]

Casa Torre para exercícios

A CBS está preparada para dar resposta nas seguintes áreas de risco:

  • Incêndios Urbanos
  • Incêndios Industriais
  • Acidentes Rodoviários
  • Acidentes Ferroviários
  • Inundações, Sismos e Tempestades
  • Acidentes com Matérias Perigosas
  • Acidentes no Meio Aquático
  • Salvamento em Grande Ângulo
  • Resgate em Estruturas Colapsadas
  • Evacuação Pré-Hospitalar e
  • Pequenos Socorros


Organização[editar | editar código-fonte]

Tanque para treino de mergulho

A CBS está organizada basicamente da seguinte maneira:

  • Comando;
  • Secção Técnica e de Instrução;
  • Secção de Logística: Secretaria, Armazéns e
  • 4 Piquetes (Cada piquete, de +- 25 bombeiros, faz um turno de 12h - das 9h às 21h ou das 21h às 9h. Se o piquete fizer o turno diurno tem 24h de descanso, se fizer o turno da noite tem 48h de descanso).


Corpo activo[editar | editar código-fonte]

O corpo activo da CBS é composto, actualmente, por mais de 100 elementos divididos pelas seguintes categorias:

  • Comandante: 1
  • Chefe Ajudante: 0
  • Chefe Principal: 0
  • Chefe de 1ª Classe: 1
  • Chefe de 2ª Classe: 1
  • SubChefe Principal: 8
  • SubChefe 1ª Classe: 19
  • SubChefe 2ª Classe: 37
  • Sapador Bombeiro: 40


Meios operacionais[editar | editar código-fonte]

A CBS possui mais de 30 viaturas ao seu serviço. Segue-se a lista:

233º Aniversário (2014) - Simulacro

Emergência Médica

  • 3 ABSC (Ambulância de Socorro - uma é pertença do INEM)

Comando

  • 2 VCOT (Veículo de Comando Táctico)
  • 1 VCOC (Veículo de Comando e Comunicações)
  • 1 VPCC (Veículo de Planeamento, Comando e Comunicações - pertença da ANPC)

Incêndio

  • 4 VLCI (Veículo Ligeiro de Combate a Incêndios - 2 são urbanos)
  • 2 VUCI (Veículo Urbano de Combate a Incêndios)
    233º Aniversário (2014) - Simulacro
  • 2 VFCI (Veículo Florestal de Combate a Incêndios)
  • 1 VECI (Veículo Especial de Combate a Incêndios)

Acidentes

  • 1 VSAE (Veículo de Socorro e Assistência Especial)
  • 1 VSAT (Veículo de Socorro e Assistência Táctico)

Matérias Perigosas

  • 1 VPME (Veículo de Protecção Multi-Riscos Especial)

Mergulho

233º Aniversário (2014) - Simulacro
  • 1 VAME (Veículo de Apoio a Mergulhadores)
  • 1 BRTP (Bote de Reconhecimento e Transporte Pneumático)
  • 1 BRTS (Bote de Reconhecimento e Transporte Semi-rígido)
  • 1 LTGR (Lancha de Transporte Geral)

Apoio

  • 5 VETA (Veículo com Equipamento Técnico de Apoio)
  • 3 VTTR (Veículo Tanque Táctico Rural)
  • 1 VE30 (Veículo com Escada 30 Mts.)
  • 1 VP20 (Veículo com Plataforma 20 Mts.)
  • 1 VOPE (Veículo para Operações Específicas)
  • 1 VTPG (Veículo de Transporte Geral)
  • 1 VTPT (Veículo de Transporte Táctico)


Galeria[editar | editar código-fonte]

ABSC 03
ABSC 05
AMB. INEM
VCOT 01
VCOT 03
VCOC 03
(ex-ABSC 04)
VLCI 01
VLCI 03
VLCI 05
VLCI 06
VUCI 04
VUCI 05
VECI 06
VFCI 08
VSAT 01
VSAE 03
VPME 01
VAME 01
VTTR 01
VTTR 02
VETA 01
(ex-VLCI 02)
VETA 02
VETA 04
(ex-VUCI 04)
VETA 05
(ex-VSAE 02)
VE 30
VP 20
(ex-VE 30)
VOPE 02
VPCC ANPC


Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]