Boogie Nights

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Boogie Nights
Jogos de Prazer (PT)
Boogie Nights - Prazer sem limites (BR)
Boogienightsposter.jpg
 Estados Unidos
1997 •  cor •  156 min 
Direção Paul Thomas Anderson
Produção Paul Thomas Anderson
Lawrence Gordon
Lloyd Levin
Roteiro Paul Thomas Anderson
Elenco Mark Wahlberg
Burt Reynolds
Julianne Moore
John C. Reilly
Don Cheadle
Heather Graham
Philip Baker Hall
Género Drama
Música Michael Penn
Companhia(s) produtora(s) Ghoulardi Film Company
Lawrence Gordon Productions
Distribuição New Line Cinema
Lançamento Estados Unidos 10 de outubro 1997
Idioma inglês
Orçamento US$ 15 milhões
Receita US$ 43,1 milhões
Página no IMDb (em inglês)

Boogie Nights (Boogie Nights - Prazer Sem Limites BRA ou Jogos de Prazer POR) é um filme norte-americano de 1997 escrito, produzido e dirigido por Paul Thomas Anderson.[1] A história se passa em Los Angeles e gira em torno de um jovem lavador de pratos que se torna uma estrela de filmes pornográficos, narrando sua ascensão na Era Dourada da Pornografia dos anos de 1970 até sua queda durante os excessos dos anos de 1980. O filme é uma expansão do curta-metragem documentário de Anderson, The Dirk Diggler Story (1988), e é estrelado por Mark Wahlberg, Julianne Moore, Burt Reynolds, Don Cheadle, John C. Reilly, William H. Macy, Philip Seymour Hoffman e Heather Graham.

Estreou nos cinemas portugueses em 1 de maio de 1998 e nos cinemas brasileiros em 15 de maio daquele mesmo ano.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Eddie Adams (Mark Wahlberg), um lavador de pratos, transforma-se em Dirk Diggler, a estrela mais famosa do mundo pornô do final dos anos 70 graças ao diretor Jack Horner (Burt Reynolds). Mas a súbita fama pode ter seu preço. Constante clima de festa, com drogas e música disco , eles têm seus dramas, como o da atriz veterana Amber Waves (Julianne Moore), que tenta a guarda de seu filho na justiça, e do próprio diretor, que sonha em fazer arte mas percebe a mediocridade de seu trabalho. O filme acompanha a ascensão e queda dessas figuras e o mundo turbulento em que vivem, com humor sarcástico, personagens humanos e complexos.[2][3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar

  • Recebeu três indicações, nas categorias de Melhor Atriz Coadjuvante (Julianne Moore), Melhor Ator Coadjuvante (Burt Reynolds) e Melhor Roteiro Original.

Globo de Ouro

  • Venceu na categoria de Melhor Ator Coadjuvante (Burt Reynolds).
  • Indicado na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Julianne Moore).

SAG Awards

  • Recebeu Três Indicações, nas caterogias de Melhor Elenco, Melhor Atriz Coadjuvante (Julianne Moore) e Melhor Ator Coadjuvante (Burt Reynolds).

BAFTA

  • Recebeu Duas Indicações, nas Categorias de Melhor Ator Coadjuvante (Burt Reynolds) e Melhor Roteiro Original.

Satellite Awards

Referências

  1. Editorial (19 de dezembro de 2016). «'Boogie Nights' é o melhor que Paul Thomas Anderson criou». Folha de S.Paulo. Consultado em 27 de julho de 2018. 
  2. Steele, Brian (18 de fevereiro de 2018). «10 Things You Might Not Know About Boogie Nights». IFC (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2018. 
  3. Chen, Joyce (24 de outubro de 2017). «Mark Wahlberg: I've Asked God for Forgiveness for 'Boogie Nights'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Boogie Nights
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.