Born Under a Bad Sign

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Born Under a Bad Sign
Álbum de estúdio de Albert King
Lançamento 1967
Gravação Stax Studios - Memphis, Tennessee
Março de 1966 - Junho de 1967
Gênero(s) Blues
Duração 34:19
Idioma(s) inglês
Formato(s) LP
Gravadora(s) Stax (Cat. no. S-723)
Produção Jim Stewart
Cronologia de Albert King
Último
The Big Blues
(1962)
Live Wire/Blues Power
(1968)
Próximo


Born Under a Bad Sign é o segundo álbum do guitarrista e cantor estadounidense Albert King, lançado em 1967. Este disco foi um dos mais populares e influentes álbuns de Blues do final da década de 1960.[1] Foi reconhecido pelos institutos Grammy Hall of Fame, Blues Foundation Hall of Fame e pela revista Rolling Stone.[2]

Composição[editar | editar código-fonte]

Este foi o primeiro disco de Albert King lançado pela Stax Records, é composto de singles gravados entre 3 de março de 1966 e 9 de junho de 1967 com algumas faixas adicionais gravadas em estúdio. Acompanhando Albert King que toca guitarra e canta, estava a "banda da casa" da gravadora Booker T. & the M.G.'s com participação de The Memphis Horns.[3] [4]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Álbum original[editar | editar código-fonte]

Lado A
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Born Under a Bad Sign"   William Bell, Booker T. Jones 2:47
2. "Crosscut Saw"   R.G. Ford[5] 2:35
3. "Kansas City"   Jerry Leiber, Mike Stoller 2:33
4. "Oh, Pretty Woman"   A.C. Williams 2:48
5. "Down Don't Bother Me"   Albert King 2:10
6. "The Hunter"   Booker T. Jones, Carl Wells, Steve Cropper, Donald Dunn, Al Jackson, Jr. 2:45
Lado B
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "I Almost Lost My Mind"   Ivory Joe Hunter 3:30
2. "Personal Manager"   Albert King, David Porter 4:31
3. "Laundromat Blues"   Sandy Jones 3:21
4. "As The Years Go Passing By"   Deadric Malone 3:48
5. "The Very Thought of You"   Ray Noble 3:46

Relançamentos[editar | editar código-fonte]

Em 1998 a Sundazed Records relançou o álbum com duas faixas bônus adicionais, ambas escritas por Albert King. Essas faixas era a rara versão mono lados B de singles "Funk-Shun" e "Overall Junction", que apareceram originalmente nos singles "Laundromat Blues" e "Oh, Pretty Woman" respectivamente. Esta versão também acompanha o prefácio original de Deanie Parker e um novo texto do crítico musical Bill Dahl. Nunca foi lançada em CD está disponível somente em LP Vinil.

Remasterização[editar | editar código-fonte]

Uma remasterização do álbum foi lançada em 2013 contendo faixas bônus.[6]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erlewine, Stephen Thomas; Erlewine, Daniel. «Albert King – Biography». allmusic. Consultado em 1/9/2010. 
  2. Bowman, Rob (1997). Soulsville U.S.A.: The Story of Stax Records (New York, NY: Schirmer Trade). ISBN 978-0-8256-7284-2. OCLC 36824884. 
  3. Bowman 1997, p. 126-127.
  4. Mojo staff (2007). The Mojo Collection: 4th Edition Canongate Books [S.l.] p. 90. ISBN 9781847676436. 
  5. R.G. Ford was a Memphis attorney; see "Crosscut Saw" article.
  6. Kelly, Neil (7/6/2013). «Albert King: Born Under a Bad Sign (remastered)». PopMatters. 

Notas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Albert King é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.