Borussia Dortmund

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Borussia Dortmund
Borussia Dortmund logo.svg
Nome Ballspiel-Verein Borussia 1909 e. V. Dortmund
Alcunhas Die Schwarzgelben (Os auri-negros)
Mascote Abelha Emma[1]
Principal rival Schalke 04
Bayern de Munique
Borussia Mönchengladbach
Fundação 19 de dezembro de 1909 (109 anos)
Estádio Signal Iduna Park
Capacidade 81 359[2]
Localização Dortmund, Alemanha
Presidente Reinhard Rauball
Treinador Lucien Favre
Patrocinador Evonik
Opel
Material (d)esportivo Puma
Competição Bundesliga
Copa da Alemanha
Liga dos Campeões
Website bvb.de
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

O Ballspielverein Borussia 09 e.V. Dortmund, conhecido como Borussia Dortmund, BVB, ou simplesmente Dortmund, é um clube desportivo alemão sediado em Dortmund, Renânia do Norte-Vestefália. O Dortmund joga na Bundesliga, a primeira divisão do sistema do campeonato alemão de futebol. As cores do Borussia Dortmund são pretas e amarelas, dando ao clube o apelido de Schwarzgelben.[3]

O clube foi fundado em 1909 por dezoito jogadores de futebol de Dortmund, o departamento de futebol faz parte de um grande clube esportivo com mais de 145.000 membros, o que faz do BVB o segundo maior clube esportivo da Alemanha.

O Borussia Dortmund venceu oito campeonatos alemães, quatro DFB-Pokals, seis DFL-Supercups, uma Liga dos Campeões, uma Taça dos Clubes Vencedores de Taças e uma Copa Intercontinental. A conquista da Taça dos Clubes Vencedores de Taças em 1966 fez deles o primeiro clube alemão a conquistar um título europeu.

Desde 1974, o Dortmund tem jogado em seus jogos em casa no Westfalenstadion. O estádio é o maior da Alemanha e o Dortmund tem a maior média de público no mundo.[4] Eles tem uma longa rivalidade com os vizinhos do Ruhr, o Schalke 04, conhecido como Revierderby.

História[editar | editar código-fonte]

Borussia Dortmund em 1913

Fundação e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 19 de dezembro de 1909 por um grupo de jovens infelizes com o clube Trinity Youth, que era patrocinado pela Igreja Católica, onde jogavam futebol sob o olhar severo e antipático do pároco local.

Os fundadores foram Franz e Paul Braun, Henry Cleve, Hans Debest, Paul Dziendzielle, Franz, Julius e Wilhelm Jacobi, Hans Kahn, Gustav Müller, Franz Risse, Fritz Schulte, Hans Siebold, August Tönnesmann, Heinrich e Robert Unger, Fritz Weber e Franz Wendt. O nome Borussia vem do latim e significa Prússia, mas foi tirado da cerveja Borussia.[5] A equipe começou a jogar com camisas listradas azul e branco com uma faixa vermelha e shorts pretos. Em 1913, eles vestiram as listras pretas e amarelas tão familiares hoje.

Nas décadas seguintes, o clube desfrutou de um modesto sucesso jogando em ligas locais. Eles quase foram a falência em 1929, quando eles fizeram a contratação de alguns jogadores profissionais e isso deixou a equipe profundamente endividada. Eles sobreviveram apenas através da generosidade de um torcedor que cobriu o déficit da equipe de seu próprio bolso.

A década de 1930 assistiu à ascensão do Terceiro Reich, que reestruturou organizações esportivas em todo o país para se adequar aos objetivos do regime. O presidente do Borussia foi substituído quando ele se recusou a se juntar ao Partido Nazista e alguns membros que secretamente usaram os escritórios do clube para produzir panfletos anti-nazistas foram executados nos últimos dias da guerra.

O clube teve sucesso no recém-criado Gauliga Westfalen, mas teria que esperar até depois da Segunda Guerra Mundial para fazer um grande avanço. Foi nessa época que o Borussia desenvolveu sua intensa rivalidade com o Schalke 04 de Gelsenkirchen, o time mais bem-sucedido da época.

Como qualquer outra organização na Alemanha, o Borussia foi dissolvido pelas autoridades de ocupação dos Aliados após a guerra, numa tentativa de distanciar as instituições do país de seu passado recente nazista. Houve uma curta tentativa de fundir o clube com dois outros - Werksportgemeinschaft Hoesch e Freier Sportverein 98 - como Sportgemeinschaft Borussia von 1898, mas foi com o nome de Ballspiel-Verein Borussia (BVB) que eles fizeram sua primeira aparição na final da liga nacional em 1949.

Primeiros títulos nacionais[editar | editar código-fonte]

Gráfico do histórico do desempenho do Borussia Dortmund após a Segunda Guerra Mundial.

Entre 1946 e 1963, o Borussia jogou na Oberliga West, a primeira divisão do futebol alemão no final dos anos 50. Em 1949, o Borussia chegou à final em Stuttgart contra o VfR Mannheim mas perderam por 3-2 na prorrogação.

O clube conquistou seu primeiro título nacional em 1956 depois de uma vitória por 4-2 sobre o Karlsruher SC.[6] Um ano depois, o Borussia derrotou o Hamburger SV por 4-1 e conquistou seu segundo título nacional. Em 1963, o Borussia venceu a última edição da Oberliga West (antes da introdução da nova Bundesliga) para garantir seu terceiro título nacional.[7]

Estreia na Bundesliga[editar | editar código-fonte]

Em 1962, a DFB reuniu-se em Dortmund e votou pelo estabelecimento de uma liga profissional de futebol começando em agosto de 1963 sob o nome de Bundesliga. O Borussia Dortmund conquistou o seu lugar entre os primeiros dezesseis clubes a disputar a liga ao vencer o último campeonato nacional pré-Bundesliga. Friedhelm Konietzka, do Dortmund, marcou o primeiro gol da Bundesliga em uma derrota por 3-2 para o Werder Bremen.

Em 1965, o Dortmund conquistou sua primeira DFB-Pokal. Em 1966, o Dortmund venceu a Taça dos Clubes Vencedores de Taças por 2-1 contra o Liverpool com os gols de Sigfried Held e Reinhard Libuda.

Os anos 1970 foram caracterizados por problemas financeiros, rebaixamento da Bundesliga em 1972 e a inauguração do Westfalenstadion, em homenagem a sua região natal, Westphalia, em 1974. O clube retornou à Bundesliga em 1976.

Dortmund continuou a ter problemas financeiros nos anos 80. O BVB evitou ser rebaixado em 1986 ao vencer o terceiro jogo decisivo contra o Fortuna Köln, depois de terminar a temporada regular em 16º lugar. O Dortmund não teve qualquer sucesso significativo novamente até uma vitória por 4-1 sobre o Werder Bremen na DFB-Pokal em 1989.[8] Eles, em seguida, venceram o DFL-Supercup de 1989 ganhando por 4–3 do Bayern de Munique.[9]

Idade de ouro: Anos 90[editar | editar código-fonte]

Em 1992, Ottmar Hitzfeld levou o Borussia Dortmund ao segundo lugar na Bundesliga e teria vencido o título se o Stuttgart não tivesse vencido o seu último jogo para se tornar campeão.

Juntamente com o quarto lugar na Bundesliga, o Dortmund chegou à final da Copa da UEFA de 1993 mas perdeu por 6-1 para a Juventus.[10] Apesar desse resultado, o Borussia saiu com um prêmio de 25 milhões pelo sistema de premiação em dinheiro na época para os times alemães que participavam da Copa. Com esse dinheiro, eles foram capazes de contratar jogadores que mais tarde trouxeram numerosas honras nos anos 90.

Sob a chefia do Bola de Ouro de 1996, Matthias Sammer, o Borussia Dortmund ganhou títulos da Bundesliga em 1995 e 1996.[11][12] O Dortmund também venceu a DFL-Supercup contra o Borussia Mönchengladbach em 1995 e o Kaiserslautern em 1996.[13][14]

Na temporada de 1996-97, a equipe chegou à sua primeira final da Liga dos Campeões. Numa memorável final jogada no Estádio Olímpico de Munique, o Dortmund enfrentou a Juventus. Dortmund levantou o troféu com uma vitória por 3-1 com gols de Lars Ricken e Karl-Heinz Riedle (duas vezes).[15]

Dortmund, em seguida, bateu o Cruzeiro por 2-0 na final da Copa Europeia/Sul-Americana de 1997 para se tornar o campeão do mundo.[16] O Borussia Dortmund foi o segundo clube alemão a vencer a Copa Intercontinental, depois do Bayern de Munique em 1976.

Século 21 e Borussia "vai ao público"[editar | editar código-fonte]

Borussia Dortmund em 2007

Em outubro de 2000, o Borussia Dortmund tornou-se o primeiro - e até agora o único - clube de capital aberto do mercado de ações alemão.[17]

Em 2002, o Borussia Dortmund conquistou seu terceiro título da Bundesliga. Eles tiveram uma notável corrida no final da temporada para ultrapassar o Bayer Leverkusen e garantir o título na última rodada. O treinador Matthias Sammer tornou-se a primeira pessoa na história do Borussia Dortmund a vencer a Bundesliga como jogador e treinador.[18] Na mesma temporada, o Borussia perdeu a final da Copa da UEFA de 2001-02 para o Feyenoord.

A sorte de Dortmund, então, declinou de forma constante por vários anos. A má gestão financeira conduziu a uma pesada carga de dívidas e à venda dos seus terrenos no Westfalenstadion. A situação foi agravada pela incapacidade de avançar na Liga dos Campeões da UEFA de 2003-04, quando a equipe foi eliminada nos pênaltis para o Club Brugge.

Em 2003, o Bayern de Munique emprestou 2 milhões de euros ao Dortmund para pagar sua folha de pagamento. O Borussia foi novamente levado à beira da falência em 2005, o valor original de € 11 de suas ações despencou mais de 80% na Bolsa de Valores de Frankfurt. A resposta à crise incluiu um corte salarial de 20% para todos os jogadores.[19] Em 2006, a fim de reduzir a dívida, o Westfalenstadion foi renomeado para "Signal Iduna Park", após uma companhia de seguros local comprar os direitos.

O Dortmund sofreu um início ruim na temporada de 2005-06, mas conseguiu terminar em sétimo lugar na Bundesliga. A administração do clube indicou que o clube voltou a mostrar lucro; isto foi em grande parte relacionado com a venda de David Odonkor para o Real Betis e Tomáš Rosický para o Arsenal.

Na temporada de 2006-07, o Dortmund inesperadamente enfrentou sérios problemas de rebaixamento pela primeira vez em anos. Eles conseguiram se salvar por apenas um ponto.

Na temporada de 2007-08, o Dortmund perdeu para muitos clubes menores da Bundesliga. Apesar de terminar em 13º na tabela, o Dortmund chegou à final da DFB-Pokal contra o Bayern de Munique, onde perdeu por 2-1 na prorrogação. A aparição na final qualificou Dortmund para a Copa da UEFA, porque o Bayern já tinha se classificado para a Liga dos Campeões. Thomas Doll renunciou em 19 de maio de 2008 e foi substituído por Jürgen Klopp.

Retorno aos títulos[editar | editar código-fonte]

Jogadores do Borussia Dortmund comemoram a conquista da Bundesliga em 2011

Na temporada de 2009-10, o Dortmund de Klopp terminou em quinto na Bundesliga e se classificou para a UEFA Europa League.

Na temporada de 2010-2011, Dortmund apresentou uma equipe jovem e vibrante. Em 4 de dezembro de 2010, o Borussia tornou-se Herbstmeister ("Campeão de Outono"), um prêmio não oficial que vai para o líder da liga nas férias de inverno. Em 30 de abril de 2011, o clube venceu o Nürnberg por 2-0 em casa e garantiu o título da Bundesliga com dois jogos de antecedência. Este título igualou os sete títulos nacionais dos rivais Schalke 04.[20]

Um ano depois, o Dortmund foi bi-campeão da Bundesliga depois de uma vitória sobre o Borussia Mönchengladbach. Na 34ª e última rodada, o Dortmund estabeleceu um novo recorde com o maior número de pontos conquistados por um clube em uma temporada da Bundesliga.[21][22] Isso foi superado na temporada seguinte pelos 91 pontos do Bayern de Munique.[23] O oitavo título do clube o coloca em terceiro no total de títulos nacionais e os jogadores agora usarão duas estrelas em seu uniforme, em reconhecimento aos cinco títulos da equipe na Bundesliga. Nomes notáveis ​​da equipe vencedora incluem Lucas Barrios, Mario Götze, Neven Subotić, Mats Hummels, Robert Lewandowski, Shinji Kagawa, Lukasz Piszczek, Jakub Blaszczykowski, Kevin Großkreutz, Ivan Perišić e İlkay Gündoğan.

O clube culminou a sua bem sucedida temporada de 2011-12, vencendo a dobradinha pela primeira vez ao derrotar o Bayern por 5-2 na final da DFB-Pokal. O Borussia Dortmund é um dos quatro clubes alemães a conquistar o título da Bundesliga e da DFB-Pokal na mesma temporada, juntamente com o Bayern de Munique, o Köln e o Werder Bremen.[24]

O Borussia Dortmund terminou a temporada de 2012-2013 em segundo lugar na Bundesliga e chegou a sua segunda final da Liga dos Campeões da UEFA contra o Bayern de Munique no estádio de Wembley. Eles perderam a final por 2-1.[25]

Na temporada de 2013-14, o Borussia Dortmund venceu a DFL-Supercup por 4-2 contra o Bayern de Munique.[26] Eles termiram em segundo na Bundesliga e chegaram a Final da Copa da Alemanha, perdendo por 0-2 para o Bayern.

Eles então começaram sua temporada de 2014-15, derrotando o Bayern na DFL-Supercup por 2-0. No entanto, esta vitória não seria suficiente para inspirar o elenco a uma sólida prestação no início da temporada com o Dortmund a registar vários resultados ruins. Durante o inverno, Dortmund lutou contra o rebaixamento, mas conseguiu escapar depois de quatro vitórias consecutivas em fevereiro. Em 15 de abril de 2015, Jürgen Klopp anunciou que, após sete anos, deixaria o Dortmund. Quatro dias depois, o Dortmund anunciou que Thomas Tuchel iria substitui-lo no ​​final da temporada. A última temporada de Klopp, no entanto, terminaria com a equipe perdendo a DFB-Pokal para o Wolfsburg.

Na temporada de 2015-16, o Dortmund começou em alta tendo cinco vitórias consecutivas. O Dortmund manteve suas atuações, vencendo 24 dos 34 jogos do campeonato mas acabou perdendo o título para o Bayern e se tornou o melhor time vice-campeão da Bundesliga de todos os tempos.[27] Na DFB-Pokal, o Dortmund chegou à final da competição, pelo terceiro ano consecutivo, mas perdeu para o Bayern de Munique nos pênaltis.[28]

Em 11 de abril de 2017, três explosões ocorreram perto do ônibus da equipe a caminho de uma partida da Liga dos Campeões contra o Monaco no Signal Iduna Park. O defensor Marc Bartra foi atingido e levado para o hospital.[29][30] O treinador do Dortmund, Thomas Tuchel, culpou a derrota como resultado de uma decisão ignorante da UEFA. A UEFA disse que a equipe não fez objeções ao jogo e que a decisão foi tomada em conformidade com o clube e a polícia local.[31] Em 26 de abril, o Dortmund derrotou o Bayern de Munique por 3-2 em Munique para avançar para a Final da DFB-Pokal, quarta final consecutiva do Dortmund e quinta em seis temporadas. Em 27 de maio, o Dortmund venceu a DFB-Pokal derrotando o Eintracht Frankfurt.

Terrenos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Signal Iduna Park

Estádio[editar | editar código-fonte]

Signal Iduna Park é o maior estádio da Alemanha

O Westfalenstadion é o estádio do Borussia Dortmund, o maior estádio da Alemanha e o quinto maior da Europa.[32] O estádio é oficialmente chamado de "Signal Iduna Park" depois que a seguradora Signal Iduna comprou os direitos para nomear o estádio até 2021.[33] Este nome, no entanto, não pode ser usado para sediar eventos da FIFA e da UEFA, já que esses órgãos têm políticas proibindo o patrocínio corporativo. Durante a Copa do Mundo de 2006, o estádio foi chamado de "Estádio da Copa do Mundo da FIFA, Dortmund", enquanto nos jogos da UEFA, é conhecido como "BVB Stadion Dortmund". Atualmente, o estádio recebe até 81.359 espectadores (em pé e sentados) para os jogos da liga e 65.829 espectadores sentados para as partidas internacionais.[34][35] Para estes, a arquibancada característica do sul é reequipada com assentos de acordo com os regulamentos da FIFA.

The Borusseum, um museu sobre o Borussia Dortmund

Em 1974, o Westfalenstadion substituiu o Stadion Rote Erde, que fica ao lado e serve agora como estádio do Borussia Dortmund II. Após a crescente popularidade do Borussia Dortmund nos anos 60, tornou-se óbvio que o terreno era pequeno demais para o número crescente de torcedores. A cidade de Dortmund, no entanto, não conseguiu financiar um novo estádio e as instituições federais não estavam dispostas a ajudar. Mas em 1971, Dortmund foi escolhido para substituir a cidade de Colônia, que foi forçada a retirar seus planos de sediar jogos na Copa do Mundo de 1974. Os fundos originalmente reservados para o estádio projetado em Colônia foram então realocados para Dortmund, e um novo estádio se tornou realidade.

O Westfalenstadion sofreu várias reformas ao longo dos anos para aumentar o tamanho, incluindo uma expansão para a Copa do Mundo de 2006. Em 2008, o Borusseum, um museu sobre o clube, abriu no estádio. Em 2011, o Borussia Dortmund concordou com uma parceria com a Q-Cells. A empresa instalou 8.768 células solares no telhado do Westfalenstadion para gerar até 860.000 kWh por ano.

O Borussia Dortmund tem a maior média de público no mundo. Em 2014, estimou-se que cada um dos jogos em casa do clube é assistido por cerca de 1.000 espectadores britânicos, atraídos para a equipe por seus baixos preços de ingressos em comparação com a Premier League.[36]

Centro de treinamento[editar | editar código-fonte]

O campo de treinamento do Borussia Dortmund e a base da Academia Hohenbuschei estão localizados em Brackel, em Dortmund.[37] Dentro do complexo, há treinamento físico para áreas de robótica de condicionamento físico e reabilitação, fisioterapia e salas de massagem, além de piscinas de remediação e hidroterapia. Existem também salas de sauna, vapor, musculação, salas de conferências, escritórios para a administração do BVB, um restaurante e um estúdio de TV para entrevistar os profissionais de futebol e staff do BVB para o BVB total !, o canal do clube.[38]

No local, há cinco campos, dois dos quais têm aquecimento sob o solo, um campo de grama artificial, três pequenos campos e um recinto desportivo multifuncional.[39] Além disso, o clube possui um Footbonaut, um robô de treinamento que é efetivamente uma gaiola de treinamento de 14 m2.

O complexo de treinamento e o centro de desempenho de jovens, localizado em Hohenbuschei, serão expandidos em etapas até 2021. Além disso, o Escritório de Negócios Esportivos será totalmente reconstruído a partir do zero. A construção planejada, que custará até 20 milhões de euros, fará do BVB o clube de futebol mais bem equipado do país em infraestrutura.[40]

No Centro de Treinamento Strobelallee, a Academia de Futebol Evonik BVB tem um excelente local de treinamento exclusivamente à sua disposição. Entre outros, a equipe da Bundesliga costumava preparar seus jogos no antigo campo de treinamento do clube.[41]

Torcida[editar | editar código-fonte]

A torcida do Borussia é apontada como uma das maiores da Europa e a segunda maior da Alemanha. Segundo pesquisas, o clube possui cerca de 10,9 milhões de torcedores em todo o território alemão, com aproximadamente 14% de toda a torcida alemã, ficando atrás apenas do Bayern.[42]

A torcida também é conhecida mundialmente por seus tradicionais mosaicos, e uma forte cultura de arquibancada, sempre cantando e incentivando o time, com bandeiras, faixas e expressões artísticas utilizando símbolos do clube.[43]

Organização e finanças[editar | editar código-fonte]

O Borussia Dortmund e.V. é representado por seu conselho de administração composto pelo presidente Reinhard Rauball, seu procurador e vice-presidente Gerd Pieper e pelo tesoureiro Reinhold Lunow.[44]

O futebol profissional em Dortmund é dirigido pela organização Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA. Este modelo corporativo tem dois tipos de participantes: pelo menos um parceiro com responsabilidade ilimitada e pelo menos um parceiro com responsabilidade limitada. O investimento deste último é dividido em ações. O Borussia Dortmund GmbH é o parceiro com responsabilidade ilimitada e é responsável pela gestão e representação da Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA. O Borussia Dortmund GmbH é de propriedade integral do clube desportivo, Borussia Dortmund e.V. Essa estrutura organizacional foi projetada para garantir que o clube esportivo tenha controle total sobre o plantel profissional.[45]

As ações do clube foram lançadas na bolsa de valores em outubro de 2000 e está listada na Norma Geral da Deutsche Börse AG. O Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA tornou-se o primeiro e até agora o único clube esportivo de capital aberto do mercado de ações alemão.

5,53% da Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA é de propriedade do clube desportivo, Borussia Dortmund e.V .; 9,33% é de Bernd Geske; e 59,93% são de participações amplamentes distribuídos.[46]

Hans-Joachim Watzke é o CEO e Thomas Treß é o CFO da GmbH & Co. KGaA. Michael Zorc, como diretor esportivo, é responsável pela equipe principal, pela equipe de treinadores e pela seção juvenil.[47] O conselho de supervisão é composto, entre outros, pelos políticos Werner Müller e Peer Steinbrück.[48]

Borussia Dortmund e.V. e os indicadores econômicos da Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA revelam que o BVB estará gerando receita de € 305 milhões (US $ 408 milhões) de setembro de 2012 a agosto de 2013.[49][50]

O Presidente, Hans-Joachim Watzke.

Gestão atual e diretoria[editar | editar código-fonte]

Fonte:[51][52]

Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA
Membro Posição
Hans-Joachim Watzke Presidente

diretor-gerente de esporte, comunicações e recursos humanos

Thomas Treß Diretor administrativo de organização, finanças e instalações
Carsten Cramer Diretor administrativo de vendas, marketing e digitalização
Michael Zorc Diretor esportivo
Sascha Fligge Diretor de comunicação
Reinhard Beck Diretor de Recursos Humanos
Dr. Christian Hockenjos Diretor da organização médica
Marcus Knipping Diretor de Finanças e Instalações
Conselho Fiscal
Member Nota
Gerd Pieper Presidente do Conselho
Dr. Werner Müller Vice-presidente do conselho
Bernd Geske Principal acionista do Borussia Dortmund GmbH & Co. KGaA[53]
Dr. Reinhold Lunow Tesoureiro desde 20 de novembro de 2005

Patrocínio[editar | editar código-fonte]

O principal parceiro publicitário de Dortmund e atual patrocinador de camisas é a Evonik.[54] O principal fornecedor de equipamentos é a Puma desde a temporada de 2012–13.[55] O contrato é válido até 2025.[56] O clube anunciou um acordo com a Opel para ser o primeiro patrocinador da temporada de 2017/18.[57]

Além disso, existem três níveis diferentes de parceiros: o BVBChampionPartner inclui, entre outros, a Opel, a Bwin e a EA Sports; A BVBPartner inclui entre outros a MAN, a Eurowings e a Coca-Cola; e BVBProduktPartner inclui entre outros Westfalenhallen e TEDi.[58]

Desde 2012, Brixental nos Alpes Kitzbühel, na Áustria, é também um patrocinador do BVB; além disso, a região é anfitriã de um dos campos de treinamento anuais de verão.[59]

Fornecedores de camisas e patrocinadores principais[editar | editar código-fonte]

Fabricante da camisa
Período Patrocinador Fonte
1974–1990 Adidas
1990–2000 Nike
2000–2004 Goool.de [60]
2004–2009 Nike [61]
2009–2012 Kappa [62]
2012– Puma [63]
Patrocinador principal
Período Patrocinador Fonte
1974–1976 Cidade de Dortmund
1976–1978 Samson
1978–1980 Prestolith
1980–1983 UHU
1983–1986 Arctic
1986–1997 Continentale
1997–2000 s.Oliver
2000–2006 E.ON
2006–2007 !*
2007– Evonik [64]
  • * - Como resultado da reestruturação, as áreas de negócio de produtos químicos, energia e imóveis da RAG foram transferidas para uma nova entidade de negócios, mas o nome da empresa ainda era desconhecido na época. O ponto de exclamação (!) foi uma obra de arte do pintor Otmar Alt.[65]

Clubes afiliados[editar | editar código-fonte]

  • Estados Unidos Cincinnati United (2014 – presente)[66]
  • Estados Unidos La Roca Futbol (2014 – presente)[66]
    • A cooperação com os americanos incluirá filosofias e exercícios de treinamento para seus treinadores e acampamentos de treinamento anuais com a equipe técnica do Dortmund.
  • Malásia Johor DT (2014 – presente)
  • Tailândia Suphanburi (2016 – presente)[67]
  • China Shandong Luneng (2017 – presente)
  • Singapura Warriors (2018 – presente)[68]
    • Essa associação envolve estreita cooperação em treinamento e recrutamento de jogadores.
  • Tailândia Buriram United (2018 – presente)[69]
    • Esse acordo beneficiará o nível juvenil.
  • Austrália Marconi Stallions (2019 – presente)[70]
    • A cooperação incluirá filosofias e exercícios de treinamento para seus treinadores e acampamentos de treinamento anuais com a equipe técnica do Dortmund.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Mundiais
Competição Títulos Temporadas
Copa Toyota Intercontinental.png Trofeo-mini-copa-intercontinental-2.png Copa Intercontinental 1 1997
Continentais
Competição Títulos Temporadas
Coppacampioni.png
Liga dos Campeões da UEFA 1 1996–97
Coppa delle Coppe.svg Recopa Europeia 1 1965–66
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Meisterschale.png
Campeonato Alemão 8

1955–56, 1956–57, 1962–63, 1994–95, 1995-96, 2001-02, 2010-11 e 2011-12

Flag of Germany.svg Copa da Alemanha 4 1964-65, 1988-89, 2011-12 e 2016-17
Flag of Germany.svg Supercopa da Alemanha 6 1989, 1995, 1996, 2013, 2014, 2019

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Uniformes do Borussia Dortmund

Uniformes dos jogadores[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro Uniforme: Camisa amarela com listras pretas nas mangas, calção preto; meias amarelas com listras pretas;
  • Segundo Uniforme: Camisa preta com detalhes amarelos, calção amarelo e meias pretas;
  • Terceiro Uniforme: Camisa vermelha, calção vermelho e meias vermelhas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro (Europa)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Variação Primeiro (Europa)

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa roxa, calção e meias roxas;
  • Camisa verde, calção e meias verdes;
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Posições no campeonato[editar | editar código-fonte]

Bundesliga

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Soccerball current event.svg Última atualização: 2 de setembro de 2019.

Elenco atual do Ballspielverein Borussia 09 e.V. Dortmund[71]
N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome
1 G Suíça Roman Bürki 13 LE Portugal Raphaël Guerreiro 26 LD Polónia Łukasz Piszczek
2 Z França Dan-Axel Zagadou 14 LE Alemanha Nico Schulz 28 V Bélgica Axel Witsel
5 LD Marrocos Achraf Hakimi 15 Z Alemanha Mats Hummels 29 LE Alemanha Marcel Schmelzer
6 V Dinamarca Thomas Delaney 16 Z Suíça Manuel Akanji 33 V Alemanha Julian Weigl
7 M Inglaterra Jadon Sancho 18 Z Argentina Leonardo Balerdi 34 A Dinamarca Jacob Bruun Larsen
8 V Alemanha Mahmoud Dahoud 19 M Alemanha Julian Brandt 35 G Suíça Marwin Hitz
9 A Espanha Paco Alcácer 22 LD Espanha Mateu Morey 37 V Alemanha Tobias Raschl
10 M Alemanha Mario Götze 23 M Bélgica Thorgan Hazard 40 G Alemanha Eric Oelschlägel
11 M Alemanha Marco Reus Capitão 25 G Alemanha Luca Unbehaun

Técnico: Suíça Lucien Favre

Jogadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Recordistas[editar | editar código-fonte]

Lista dos artilheiros e dos jogadores que mais atuaram com a camisa do Borussia Dortmund na história (em competições oficiais). Atualizado em 14 de julho de 2019.[72][73]

  • Em destaque, jogadores ainda em atividade pelo Clube.

    Referências

  1. «Bundesliga club mascots» (em inglês). Bundesliga 
  2. «Signal Iduna-Park» (em alemão). Sítio oficial Borussia Dortmund 
  3. uefa.com. «Dortmund». Uefa.com (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  4. «2011-12 World Football Attendances – Best Drawing Leagues (Chart of Top-20-drawing national leagues of association football) / Plus list of 35-highest drawing association football clubs in the world in 2011-12. « billsportsmaps.com» (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  5. «BVB 09 | Back to our History - 1909 | Borussia Dortmund | bvb.de». www.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  6. «Borussia Dortmund - Karlsruher SC, 24/06/1956 - Deutsche Meisterschaft - Endrunde - Ficha de jogo». www.transfermarkt.pt. Consultado em 14 de julho de 2019 
  7. «Borussia Dortmund - 1.FC Kaiserslautern, 16/11/1963 - 1. Bundesliga - Ficha de jogo». www.transfermarkt.pt. Consultado em 14 de julho de 2019 
  8. «Borussia Dortmund - SV Werder Bremen, 4:1, DFB-Pokal 1988/89 Finale». DFB Datencenter (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  9. «Bayern München 3-4 Borussia Dortmund :: DFL Super Cup 1989 :: Détails du jeu :: leballonrond.fr». www.leballonrond.fr. Consultado em 14 de julho de 2019 
  10. «Taça UEFA 1992/93 :: Fase Final:: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  11. «1. Bundesliga 1995/1996 :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  12. «1. Bundesliga 1996/1997 :: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  13. «DFL Super Cup 1995 :: Fase Final:: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 14 de julho de 2019 
  14. «DFL Super Cup 1996 :: Fase Final:: ogol.com.br». www.ogol.com.br (em bretão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  15. UEFA.com. «UEFA Champions League - Dortmund-Juventus». UEFA.com (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  16. Igor Talyuli (26 de maio de 2018), Mundial de Clubes 1997 - FINAL - Borussia Dortmund 2x0 Cruzeiro - Estádio Nacional Tóquio, consultado em 14 de julho de 2019 
  17. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Borussia Dortmund fans and investors aren't on the same team | DW | 13.05.2011». DW.COM (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  18. DelhiMay 24, India Today Online New; May 24, 2013UPDATED:; Ist, 2013 23:53. «Bayern Munich vs Borussia Dortmund: The first all-German Champions League final». India Today (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  19. abendblatt.de (6 de fevereiro de 2012). «Hoeneß plaudert: "Haben BVB zwei Millionen Euro geliehen"». www.abendblatt.de (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  20. Staff, Guardian (9 de dezembro de 2015). «Removed: news agency feed article». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  21. «81 Punkte! BVB bester Meister aller Zeiten». sportbild.de (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  22. WELT (5 de maio de 2012). «81 Punkte: Dortmund, der beste Deutsche Meister aller Zeiten» 
  23. «news». FC Bayern Munich (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  24. ONLINE, RP. «Fotos: Die Double-Gewinner des deutschen Fussballs». RP ONLINE (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  25. UEFA.com. «UEFA Champions League - Dortmund-Bayern». UEFA.com (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  26. «Borussia Dortmund 4-2 FC Bayern Munich | 2013 DFL Supercup | Match report | - Bundesliga - official website». web.archive.org. 6 de novembro de 2013. Consultado em 14 de julho de 2019 
  27. «Borussia Dortmund: Der beste Zweitplatzierte aller Zeiten - Platz eins unerreichbar?». 90min.de (em alemão). 15 de fevereiro de 2016. Consultado em 14 de julho de 2019 
  28. ONLINE, ZEIT (22 de maio de 2016). «DFB-Pokal: Bayern holen Pokalsieg im Elfmeterschießen». Hamburg. Die Zeit (em alemão). ISSN 0044-2070 
  29. «Blasts hit German football team bus» (em inglês). 11 de abril de 2017 
  30. «Investigation starts after explosions near Borussia Dortmund team bus». ESPNFC.com. Consultado em 14 de julho de 2019 
  31. «Borussia Dortmund: Thomas Tuchel says club 'ignored' over Monaco tie» (em inglês). 12 de abril de 2017 
  32. «The Largest Stadiums In Europe». WorldAtlas (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2019 
  33. «Borussia Dortmund und Signal Iduna verlängern Zusammenarbeit bis 2021 / Corporate News / IR News / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  34. «Dortmunds Stadionkapazität erhöht sich | Bundesliga». kicker (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  35. «SIGNAL IDUNA PARK, Borussia Dortmund». Stadionwelt (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  36. «Price of Football 2014: Why fans flock to Borussia Dortmund» (em inglês). 15 de outubro de 2014 
  37. Brocke, Joachim vom (6 de abril de 2011). «BVB-Trainingszentrum in Dortmund-Brackel am Hohenbuschei eröffnet». www.derwesten.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  38. KGaA, Borussia Dortmund GmbH & Co. «Trainingszentrum wird eingeweiht Borussia zieht nach Brackel um». www.bvb.de (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  39. Müller, Von Daniel. «Startschuss ist gefallen - Trainingszentrum wird erweitert». RN (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  40. KGaA, Borussia Dortmund GmbH & Co. «We're building Borussia's future». www.bvb.de (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  41. «Strobelallee Training Centre | bvb.de». www.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  42. «Torcidas Alemanha: ranking e crescimento do BVB». Borussiadortmund.net.br. Consultado em 10 de abril de 2018 
  43. «Lindo! Dortmund perde, mas impressiona com novo "mosaico 3D"». Terra 
  44. «Borussia Dortmund». www.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  45. «Unternehmensportrait / BVB auf einen Blick / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  46. «Shareholder Structure / BVB Share / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  47. «Organisation and Management / BVB at a glance / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  48. «Supervisory Board / BVB at a glance / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  49. «Football: Dortmund's delight at record sales and profit». worldfootball.net (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  50. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Borussia Dortmund log highest profit ever | DW | 22.08.2013». DW.COM (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2019 
  51. «Organisation and Management / BVB at a glance / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  52. «Supervisory Board / BVB at a glance / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  53. «Shareholder Structure / BVB Share / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  54. «Evonik verlängert bis 2025 und kauft BVB-Anteile». SPONSORs (em alemão). 27 de junho de 2014. Consultado em 14 de julho de 2019 
  55. «PUMA becomes technical kit supplier and sponsor of BORUSSIA DORTMUND / Corporate News / IR News / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  56. «Puma bleibt BVB-Ausrüster | Bundesliga». kicker (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  57. «Borussia Dortmund Signs Opel Sleeve Sponsor Deal». Footy Headlines. Consultado em 14 de julho de 2019 
  58. «Borussia Dortmund». www.bvb.de. Consultado em 14 de julho de 2019 
  59. «Sponsorenvertrag um weitere 3 Jahre verlängert!». www.kitzbueheler-alpen.com (em alemão). Consultado em 14 de julho de 2019 
  60. Ax, Martin (14 de maio de 2000). «Borussia Dortmund wird Textilhersteller» 
  61. «Borussia Dortmund schließt Sponsor- und Ausrüstervertrag mit Nike / Ad-Hoc News / IR News / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  62. Schabelon, Thorsten (26 de janeiro de 2009). «Neuer Ausrüster: Kappa kleidet BVB ein». www.wr.de (em alemão). Consultado em 13 de julho de 2019 
  63. «PUMA becomes technical kit supplier and sponsor of BORUSSIA DORTMUND / Corporate News / IR News / BVB Aktie». aktie.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  64. «Evonik verlängert bis 2025 und kauft BVB-Anteile». SPONSORs (em alemão). 27 de junho de 2014. Consultado em 13 de julho de 2019 
  65. «Borussia Dortmund». www.bvb.de. Consultado em 13 de julho de 2019 
  66. a b KGaA, Borussia Dortmund GmbH & Co. «BVB announce partnership with football clubs in the US». www.bvb.de (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2019 
  67. «Dortmund's Thai partnership up and running in Suphanburi | Borussia Dortmund». bundesliga.com - the official Bundesliga website (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2019 
  68. «PARTNERSHIP BETWEEN WARRIORS FOOTBALL CLUB AND BORUSSIA DORTMUND – Warriors FC» (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2019 
  69. Futbolita (25 de outubro de 2018). «Borussia Dortmund partner up with Thai Champions Buriram United». Futbolita (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2019 
  70. «Club Marconi seals partnership with Borussia Dortmund | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 13 de julho de 2019 
  71. «Profis» (em alemão). Site oficial do Borussia Dortmund. Consultado em 2 de setembro de 2019 
  72. «Borussia Dortmund - Estatísticas dos jogadores (Números de jogos pelo Clube)». Transfermarket.pt 
  73. «Borussia Dortmund - Estatísticas dos jogadores (Números de gols marcados pelo Clube)». Transfermarket.pt 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Borussia Dortmund