Bote baleeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diagrama de licenciamento de um bote beleeiro açoriano (Pico).

Bote baleeiro é um tipo de pequenas embarcações, com propulsão mista a remo e à vela, muito rápidas, ligeiras e manobráveis, que foram utilizados na caça à baleia a partir de navios-mãe (como os baleeiros da Nova Inglaterra) ou a partir de estações costeiras (como foi comum nos Açores até 1986). Embora abusivamente, o nome estendeu-se às baleeiras, nome comum porque são conhecidas as embarcações de emergências utilizadas para evacuar um navio em perigo.

Características[editar | editar código-fonte]

Devido à necessidade de velocidade e manobrabilidade, os botes baleeiros eram construídos com madeiras leves e tinham um perfirl afilado por forma a obter um bom desempenho hidrodinâmico. Em geral sentavem de 6 a 8 remadores e eram governados fazendo uso de uma esparrela que era empunhado pelo mestre à popa. O trancador, ou arpoador, ia à proa, de onde arremessava um longo arpão em ferro, com barbilha, encavado num cabo feito numa madeira pesada.

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.