Brás de Pina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brás de Pina
—  Bairro do Brasil  —
Avenida Brás de Pina vista a partir da Igreja da Penha. Em primeiro plano, o bairro da Penha. Ao fundo os bairros da Penha circular e Brás de Pina.
Avenida Brás de Pina vista a partir da Igreja da Penha. Em primeiro plano, o bairro da Penha. Ao fundo os bairros da Penha circular e Brás de Pina.
Brás de Pina.svg
Distrito Penha
Criado em 23 de julho de 1981
Área
 - Total 352,22 ha (em 2003)
População
 - Total 59 222 (em 2 010)[1]
 - IDH 0,835[2]
Domicílios 20 759 (em 2010)[1]
Limites Cordovil, Penha Circular,
Vila da Penha, Irajá e
Vista Alegre[3]
Subprefeitura Penha
Fonte: Não disponível

Brás de Pina é um bairro da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,835 - o 63º melhor da cidade do Rio de Janeiro.[2]

Faz fronteira com Cordovil, Penha Circular, Vila da Penha, Irajá e Vista Alegre.[3] Tem como ruas principais a Bento Cardoso, Guaporé, Itabira, Avenida Arapogi e Antenor Navarro.

História[editar | editar código-fonte]

O nome do bairro se deve ao antigo proprietário de suas terras, o empresário português Brás de Pina, que aqui mantinha um engenho de açúcar no século XVIII.[4] [5] As terras da fazenda estendiam-se até às margens da baía da Guanabara, onde era contratador de caça às baleias. Ali Brás de Pina mandou construir o antigo Cais dos Mineiros, para poder escoar tanto os seus açúcares quanto o óleo de baleia, usado na iluminação pública.[4]

A modernização do bairro ocorreu no início do século XX, ganhando impulso quando foi inaugurada a antiga parada de Brás de Pina da Estrada de Ferro Leopoldina, em 1910. A urbanização foi encetada pela Companhia Kosmos Construtora (cujo dono era Guilherme Guinle), que adquiriu as terras do antigo engenho e promoveu o loteamento do terreno, erguendo casas em estilo neocolonial e arborizando o novo bairro, que inicialmente foi chamado "Vila Guanabara", atualmente Brás de Pina.[4] [5] A igreja da paróquia de Santa Cecília foi construída sobre uma colina, sendo a pedra fundamental lançada a 22 de dezembro de 1929.[5] [6]

Dados[editar | editar código-fonte]

Brás de Pina Faz parte da XI Região administrativa (Penha) da cidade do Rio de Janeiro. Também fazem parte dessa Região Penha e Penha Circular.

Precedido por
Penha Circular
Ramal Saracuruna
Estação Brás de Pina
Sucedido por
Cordovil


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Dados dos Bairros no sítio da Prefeitura do Rio de Janeiro
  2. a b Tabela 1172 - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH), segundo os bairros ou grupo de bairros - ano 2000
  3. a b Mapa dos Bairros em 2004 no sítio da Prefeitura do Rio de Janeiro
  4. a b c História de Brás de Pina no sítio Armazenzinho da Secretaria Municipal de Cultura e do Instituto Pereira Passos.
  5. a b c História de Brás de Pina no sítio da Paróquia de Santa Cecília.
  6. História da Paróquia no sítio da Paróquia de Santa Cecília.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]