Brandy Norwood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Brandy
Brandy em 2019
Informação geral
Nome completo Brandy Rayanna Norwood
Também conhecido(a) como B-Rocka, Bran'Nu
Nascimento 11 de fevereiro de 1979 (43 anos)
Local de nascimento McComb, Mississipi
 Estados Unidos
Gênero(s) R&B, Pop, Soul, Hip-hop[1]
Ocupação(ões) Cantora, Atriz, Compositora, Produtora Musical, Produtora de TV, Empresária
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1990-presente
Gravadora(s) Atlantic Records (1993–2005)
Knockout Entertainment (2005-2008)
Epic Records (2008-2009)
RCA (2011-2015)
eOne Music (2017-presente)
Afiliação(ões) Ray J, Snoop Dogg, Monica
Página oficial ForeverBrandy.com

Brandy Rayana Norwood (11 de fevereiro de 1979)[1], conhecida mononimamente como Brandy, é uma cantora, compositora, modelo e atriz americana. Ela é conhecida por seu som distinto, caracterizado pelo seu timbre peculiar, camadas de voz e riffs intricados, que lhe renderam seu título de "The Vocal Bible" (A Bíblia Vocal).[2] Ela vendeu mais de 40 milhões de discos mundialmente, com aproximadamente 8.62 milhões de álbuns vendidos apenas nos Estados Unidos.[3][4] Seu trabalho lhe rendeu inúmeros prêmios e feitos, incluindo um Grammy Award e um American Music Award.

Nascida em McComb, Mississippi, Norwood foi criada em Carson, Califórnia, começando sua carreira como backing vocal de grupos adolescentes. Após assinar com a Altantic Records em 1993, ela lançou seu álbum de estreia auto intitulado no ano seguinte, que vendeu seis milhões de cópias mundialmente. Norwood se aventurou na atuação com a sitcom Moesha (1996-2001), que lhe rendeu um NAACP Image Award, e resultou em vários outros papéis, como a protagonista no filme de televisão Cinderella (1997) e Karla Wilson no filme de terror Eu Ainda Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado (1998). Seu grande avanço musical veio com o single de grande sucesso "The Boy Is Mine" (1998), um dueto com a cantora de R&B Monica, que viria a se tornar uma das parcerias femininas mais vendidas de todos os tempos. Seu segundo álbum, Never Say Never, deu à Norwood seu primeiro Grammy Award. Em 2002, Norwood estrelou a série reality Brandy: Special Delivery, documentando o nascimento de sua filha. Seus terceiro e quarto álbuns, Full Moon (2002) e Afrodisiac (2004), foram lançados com sucesso de crítica.

Norwood atuou como juiz na primeira temporada de America's Got Talent antes de se envolver em um acidente de carro altamente divulgado em 2006. O quinto álbum de Norwood, Human (2008), foi lançado com críticas positivas, apesar de ter sido um fracasso comercial. Em 2010, ela retornou à televisão como uma das concorrentes da décima primeira temporada de Dancing with the Stars e estrelou na série reality Brandy & Ray J: A Family Business. Ela foi uma personagem regular na série da BET The Game (2012-2015) e depois lançou seu sexto álbum Two Eleven (2012), ambos ganhando elogios da crítica. Em abril de 2015, Norwood fez sua estreia na Broadway como Roxie Hart no musical Chicago. Ela estrelou e foi produtora executiva da sitcom Zoe Ever After na BET, que estreou em janeiro de 2015. Em julho de 2020, Norwood lançou seu sétimo álbum, B7, seu primeiro projeto lançado como uma artista independente, alcançando aclamação da crítica.[5][6][7][8]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Norwood nasceu em 11 de fevereiro de 1979, em McComb, Mississippi, filha de Willie Norwood, um cantor gospel e diretor de coral, e Sonja Norwood (nascida Bates), gerente distrital do H&R Block.[9] Brandy é a irmã mais velha do entertainer Ray J, bem como prima do rapper Snoop Dogg e do lutadora da WWE Sasha Banks.[10][11][12] Criada em um lar cristão, Norwood começou a cantar através do trabalho de seu pai como parte do coral da igreja local, realizando seu primeiro solo gospel aos dois anos de idade.[13] Em 1983, seus pais se mudaram para Carson, Califórnia, e Norwood foi educada na Hollywood High Performing Arts Center.[14] O interesse de Norwood pela música e pela atuação aumentou depois de se tornar fã da cantora Whitney Houston aos sete anos de idade, mas na escola, ela teve problemas para persuadir os professores a enviá-la para audições, pois não encontrou apoio entre a equipe.[15][16] Norwood começou a entrar em shows de talentos aos onze anos e, como parte de um grupo de jovens cantores, se apresentou em várias funções públicas.[15]

Em 1990, ela assinou com a Teaspoon Productions, liderada por Chris Stokes e Earl Harris, que deu seu trabalho como backing vocal para sua boy band de R&B Immature, e organizou a produção de uma fita demo.[15][17] Em 1993, em meio a negociações em andamento com a East West Records, os pais de Norwood organizaram um contrato de gravação com a Atlantic Recording Corporation após uma audição para Darryl Williams, diretor de A&R da empresa. Para administrar sua filha, a mãe de Norwood se demitiu de seu emprego, enquanto a própria Norwood abandonou a Hollywood High School, e teve aulas particulares a partir da décima série.[18]

Carreira[editar | editar código-fonte]

1994–1996: Brandy e estrelato na televisão[editar | editar código-fonte]

Durante os estágios iniciais de produção de seu álbum de estreia, Norwood foi selecionada para um papel na comédia de curta duração da ABC Thea, interpretando a filha de uma mãe solteira interpretada pela comediante Thea Vidale.[19] Inicialmente transmitido para altas classificações, a audiência da série diminuiu e acabou sendo transmitida por apenas uma temporada, mas lhe rendeu uma indicação ao Young Artists Award na categoria de Outstanding Youth Ensemble ao lado de suas co-estrelas.[20] Norwood lembra que ela apreciou o cancelamento do show, pois não estava entusiasmada em atuar na época, e a gravação causou conflitos de agendamento com a gravação de seu álbum. Ela afirmou: "Eu me senti mal por todos, menos por mim. Foi uma coisa boa, porque eu podia fazer o que tinha que fazer, porque eu queria cantar".[21]

O álbum de estreia autointitulado de Norwood foi lançado em setembro de 1994 e alcançou a vigésima posição da Billboard 200.[22] A reação da crítica à Brandy foi geralmente positiva, com o escritor Eddie Huffman, do AllMusic, declarando Brandy "uma Janet Jackson discreta ou uma Mary J. Blige mais despojada [...] com boas músicas e produção nítida".[23] Anderson Jones da Entertainment Weekly afirmou: "A atriz adolescente Norwood age com sua idade. Um esforço prematuro, na melhor das hipóteses, que parece baseado na filosofia 'Se Aaliyah pode fazer isso, por que não posso?'".[24] Brandy vendeu mais de seis milhões de cópias mundialmente, e produziu três hits que alcançaram o top 10 da Billboard Hot 100, incluindo "I Wanna Be Down" e "Baby", que alcançaram o topo da parada de singles R&B e receberam o certificado de ouro e platina pela Recording Industry Association of America (RIAA).[25][26] "Brokenhearted", dueto com Wanya Morris do Boys II Men, alcançou a segunda posição nas paradas.[27] O álbum rendeu à Norwood duas indicações ao Grammy Award, nas categorias de Best New Artist e Melhor Performance Vocal Feminina de R&B além de ter dado à cantora quatro prêmios no Soul Train Music Awards e dois no Billboard Music Awards.[28] Em 1995, ela foi o ato de abertura na turnê nacional do Boys II Men durante dois meses, e contribuiu com canções para as trilhas sonoras dos filmes Batman Eternamente e Falando de Amor, com o single "Sittin' Up in My Room" se tornando mais um sucesso em sua carreira.[29][30] Em 1996, Norwood também colaborou com Tamia, Chaka Khan e Gladys Knight no single "Missing You", lançado da trilha sonora do filme de F. Gary Gary Até as Últimas Consequências. O single lhe proporcionou sua terceira indicação ao Grammy na categoria de Melhor Colaboração Pop com Vocais.[31]

Em 1996, seu participação de curta duração em Thea levou Norwood a estrelar seu próprio programa, o seriado Moesha, produzido pela UPN. Aparecendo ao lado de William Allen Young e Sheryl Lee Ralph, ela interpretou o papel da protagonista Moesha Mitchell, uma garota de Los Angeles lidando com uma madrasta, bem como as pressões e exigências de se tornar um adulto.[32] Originalmente comprado pela CBS, o programa estreou na UPN em janeiro de 1996 e logo se tornou o programa mais assistido do canal.[33] Enquanto a sitcom conseguiu aumentar sua audiência a cada nova temporada e gerou um spin-off intitulado The Parkers, a rede decidiu cancelar o show após seis temporadas no ar, deixando-o terminando com um cliffhanger para uma sétima temporada descartada.[32] Norwood foi premiada com um NAACP Image Award de Melhor Ator/Atriz Jovem por sua atuação.[34] Em 1997, Brandy, Ray J e seus pais fundaram a Norwood Kids Foundation, que ajuda jovens desfavorecidos e em risco em Los Angeles e Mississippi por meio de programas de artes e auto-ajuda.[35]

1997–2001: Never Say Never e carreira cinematográfica[editar | editar código-fonte]

Em 1997, Norwood foi escolhida a dedo pela produtora Whitney Houston para interpretar a protagonista na versão televisiva de Rodgers e Hammerstein de Cinderela apresentando um elenco multirracial que também incluía Jason Alexander, Whoopi Goldberg e Houston.[36] O especial de duas horas recebeu cerca de 60 milhões de espectadores, dando à rede suas classificações mais altas no período em 16 anos, e ganhou um Emmy Award de Melhor Direção de Arte para um Programa de Variedades ou Música no ano seguinte.

O produtor iniciante Rodney "Darkchild" Jerkins, foi consultado para contribuir para o segundo álbum de Norwood, Never Say Never. Norwood co-escreveu e produziu seis músicas para o disco, incluindo sua primeira música número um na Billboard Hot 100, "The Boy Is Mine", um dueto com a cantora Monica que se tornou o dueto feminino de maior sucesso da indústria da música. Explorando a presunção da mídia de uma rivalidade entre as duas jovens cantoras, a música foi um das canções de maior sucesso nos Estados Unidos de todos os tempos, passando um recorde de treze semanas no topo das paradas da Billboard e, eventualmente, conquistando ao par um Grammy de Melhor Performance de R&B por um Duo ou Grupo com Vocais.[37] Never Say Never foi lançado em junho de 1998 e se tornou o álbum mais vendido de Norwood, vendendo mais de 15 milhões de cópias em todo o mundo e alcançando o número dois na Billboard 200.[38] Inspirado pelo segundo álbum de estúdio da cantora Aaliyah, One in a Million (1996), Never Say Never foi bastante aclamado pela crítica, com Stephen Thomas Erlewine, da AllMusic, elogiando Norwood e sua equipe por encontrar sabiamente "um meio-termo entre Mariah Carey e Mary J. Blige - é um adulto contemporâneo com um leve toque de rua".[39] O álbum gerou sete singles, incluindo a segunda música de Norwood a atingir o topo das paradas, "Have You Ever?", escrita por Diane Warren.[40] Em 1999, como parte da divulgação do álbum, Norwood embarcou em sua primeira turnê mundial, a Never Say Never World Tour, que passou pela América do Norte, Ásia e Europa.[41]

Depois de desistir de um papel no filme de 1996 de F. Gary Gray, Até as Últimas Consequências, Norwood fez sua estreia nos cinemas com o papel coadjuvante de Karla Wilson no filme de terror, Eu Ainda Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado (1998).[42] O filme superou o original com um total de US$ 16,5 milhões em seu fim de semana de estreia, mas a reação da crítica ao filme foi bastante decepcionante, com o site de resenhas de filmes Rotten Tomatoes calculando uma classificação ruim de 7% com base em 46 resenhas.[43] Norwood, no entanto, recebeu críticas positivas por seu desempenho "saltitante",[37] que lhe rendeu um Blockbuster Entertainment Award e uma indicação ao MTV Movie Award de Melhor Performance Feminina Revelação.[20] Em 1999, ela co-estrelou com Diana Ross o telefilme Sempre no Coração sobre um relacionamento intenso e tenso entre mãe e filha.[44] Filmado em apenas vinte dias na cidade de Nova York, tanto Norwood quanto Ross atuaram como produtoras executivas do filme que apresenta músicas originais de seus respectivos álbuns Never Say Never (1998) e Every Day Is a New Day (1999), bem como duetos inéditos.[44] No mesmo ano, Norwood foi uma das atrações principal do Divas Live '99 da VH1, ao lado de Whitney Houston, Tina Turner e Cher.[45]

Após um longo hiato depois do fim de Moesha, e várias manchetes de tablóides discutindo sua longa batalha contra a desidratação, Norwood voltou à música em 2001, quando ela e o irmão Ray J foram convidados a gravar uma versão do hit "Another Day in Paradise" de Phil Collins para o álbum de tributo Urban Renewal: A Tribute to Phil Collins.[46] Lançada como o primeiro single do álbum na Europa e Oceania, a música se tornou um sucesso internacional instantâneo no exterior, ficando no top 10 na maioria das paradas em que apareceu.[47]

2002–2005: Full Moon e Afrodisiac[editar | editar código-fonte]

Full Moon, terceiro álbum de Norwwod, foi lançado em março de 2002. É composto por canções R&B e pop, muitas delas co-criadas com Jerkins, Warryn Campbell e Mike City. O álbum estreou na segunda posição da Billboard 200 e alcançou o topo da parada Top R&B/Hip-Hop Albums.[48] O primeiro single, "What About Us?", se tornou um hit top 10 mundial, e a faixa título atingiu o top 20 nos Estados Unidos e no Reino Unido.[49][50] A recepção da mídia foi geralmente positiva, com a Rolling Stone descrevendo o álbum como um "R&B frenético e sexy".[51] No ano seguinte, Norwood e Robert "Big Bert" Smith começaram a escrever e produzir para outros artistas com Toni Braxton, Kelly Rowland e Kiley Dean.[52] A entrada de Norwood na televisão de reality começou em 2002 com a série da MTV Diary Presents Brandy: Special Delivery; a série documentou os últimos meses da gravidez de Norwood e o nascimento de sua filha Sy'rai.

Retornando de outro hiato, o quarto álbum de Norwood, Afrodisiac, foi lançado em junho de 2004, em meio ao término bem divulgado de seu relacionamento comercial de curta duração com o empresário de entretenimento Benny Medina.[53] Norwood encerrou seu contrato com a Handprint Entertainment, com sede em Los Angeles, após menos de um ano de representação após controvérsias em torno da manipulação de Medina do single "Talk About Our Love", e negociações fracassadas de uma suposta turnê com o cantor de R&B Usher.[46] Apesar da publicidade negativa, Afrodisiac se tornou o álbum mais aclamado pela crítica de Norwood, com alguns destacando o efeito "mais consistentemente maduro e desafiador" de Timbaland na música de Norwood, e outros chamando-o de "escutável e emocionalmente ressonante", comparando-o como "Janet Jackson no seu melhor".[54][55][56] Com desempenho moderado, o álbum estreou no número três na Billboard 200, e recebeu certificações nos Estados Unidos, Europa e Japão.[57] "Talk About Our Love" alcançou o número seis no Reino Unido, mas os singles subsequentes não conseguiram pontuar com sucesso nas paradas de música popular.[58] Mais tarde naquele ano, ela estrelou como Gladys Knight na estreia da terceira temporada de American Dreams, na qual ela interpretou "I Heard It Through the Grapevine".[59]

Após onze anos com a gravadora, Norwood pediu e recebeu uma liberação incondicional da Atlantic Records no fim de 2004, citando o seu desejo de "seguir em frente" como o principal motivo de sua decisão.[60] Completando seu contrato com a gravadora, uma coletânea intitulada The Best of Brandy foi lançada em março de 2005. Lançada sem nenhum single promocional, alcançou o top 30 na Austrália, no Reino Unido e nos Estados Unidos, onde a coletânea foi apreciada pelos críticos contemporâneos que notaram a criatividade do catálogo de Norwood.[61] Andy Kellman da AllMusic expressou, "Essa coleção, ao contrário de várias outras coletâneas de suas contemporâneas, dificilmente confirma a diminuição da criatividade ou popularidade".[62] Sem seguida, ela começou a busca por um novo contrato de gravação sob os auspícios da Knockout Entertainment, a gravadora de seu irmão.[63]

2006–2009: Human[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2006, Norwood começou a aparecer em um papel recorrente na sitcom da UPN One on One, interpretando a irmã do personagem do irmão Ray J, D-Mack.[64] Em junho, ela foi escalada como uma das três juradas de talentos na primeira temporada do America's Got Talent, um concurso de talentos amador na NBC com produção executiva de Simon Cowell e apresentado por Regis Philbin. A transmissão foi um dos programas mais assistidos do verão, e terminou em 17 de agosto de 2006, com a vitória da cantora Bianca Ryan, de 11 anos. Norwood estava originalmente programada para retornar para uma segunda temporada no verão de 2007, mas acabou decidindo não fazê-lo, sentindo que "não poderia dar à nova temporada a atenção e o compromisso que merecia", após o fatal acidente de carro de 2006 no qual ela esteva envolvida.[65] Ela foi substituída pela estrela de reality show Sharon Osbourne.[65]

O quinto álbum de estúdio de Norwood, Human, foi lançado em dezembro de 2008, produzido por Toby Gad, Brian Kennedy e RedOne.[66][67] Distribuído pela Koch Records e Sony Music, o álbum marcou a estreia de Norwood no selo Epic Records, e sua reunião com o colaborador e mentor de longa data Rodney Jerkins, que escreveu e produziu a maior parte do álbum.[68][69] Geralmente bem recebido pela crítica, Human estreou no número quinze na Billboard 200 dos EUA com vendas de 73.000 cópias na semana de abertura.[70] Com um total de vendas domésticas de 214.000 cópias, não conseguiu igualar o sucesso de seus antecessores.[71] Enquanto o primeiro single "Right Here (Departed)" marcou Norwood seu maior sucesso nas paradas desde "Full Moon" (2002), o álbum não teve impacto em outros lugares, resultando em vendas fracas em geral e no fim de seu contrato com a gravadora, após a nomeação controversa de Amanda Ghost como presidente da Epic Records, e a separação de Norwood com a gerência da Roc Nation do rapper Jay-Z.[72][73][74]

Em dezembro de 2009, ela apresentou oficialmente seu alter-ego de rap, Bran'Nu, participando de duas faixas no álbum de Timbaland, Shock Value II, e foi escalada para o episódio piloto da série da ABC This Little Piggy, também estrelada por Rebecca Creskoff e Kevin Rahm, que foi reformuladA no ano seguinte.[75]

2010–2014: Retorno a atuação e Two Eleven[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2010, Norwood, Ray J e seus pais estrelaram a série reality da VH1 Brandy and Ray J: A Family Business. O show narrou os bastidores da vida de ambos os irmãos, enquanto assumiam papéis maiores na administração e produção da companhia da família, R&B Productions.[76] Produzido executivamente pela família Norwood, a temporada foi encerrada após onze episódios, e foi renovada para uma segunda temporada, que começou a ser transmitida no outono de 2010.[77] A Family Business, uma coletânea com músicas inéditas de todos o elenco foi lançada, pela Saguaro Records, em junho de 2011.[78] Críticos como o The Washington Post declarou-a como uma "coletânea embaraçosa, adorável e muito, muito incrível".[79] Ao passo que o álbum não entrou nas paradas, o mesmo produziu três singles promocionais, incluindo o dueto "Talk to Me".[80]

No outono de 2010, Norwood apareceu como concorrente na 11ª temporada do reality show da ABC Dancing with the Stars, em parceria com Maksim Chmerkovskiy. Ela ficou em quarto lugar na competição, o que foi um choque para os juízes, espectadores, público do estúdio e outros competidores que a consideraram uma das favoritas do programa durante toda a competição.[81] Em agosto de 2011, foi confirmado que Norwood havia assinado um contrato de gravação conjunta com a RCA Records e a Chameleon Records do produtor Breyon Prescott.[82][83][84] Em setembro, um novo show de talentos, Majors & Minors, criado pelo músico Evan Bogart, estreou no The Hub. No programa, seguiu-se um grupo de jovens artistas de 10 a 16 anos e sua chance de serem orientados por alguns artistas consagrados como Norwood, Ryan Tedder e Leona Lewis.[85] Mais tarde naquele mesmo ano, Norwood voltou a atuar com aparições recorrentes na série de drama adolescente 90210 da The CW, e na quarta temporada da série de comédia Drop Dead Diva da Lifetime, na qual ela interpretou o papel de Elisa Shayne.[86]

Em 2011, Norwood se juntou ao elenco da série de comédia The Game da BET, interpretando o papel recorrente de Chardonnay.[87] Ela se tornou um membro regular do elenco na temporada seguinte. Em fevereiro de 2012, Norwood voltou a trabalhar com Monica em "It All Belongs to Me", que foi lançada como single do álbum New Life.[88] O single de retorno de Norwood, "Put It Down", com o cantor Chris Brown, foi lançado no final daquele ano. A música alcançou o número três na parada Hot R&B/Hip-Hop Songs da Billboard, tornando-se sua primeira entrada no top dez em dez anos. Seu sexto álbum, Two Eleven, que foi lançado em outubro, viu um retorno ao seu som R&B, mas com o que Norwood descreveu como "progressivo".[89] Um sucesso comercial moderado, o álbum foi visto como um retorno humilde de Norwood, alcançando o número três na Billboard 200 e o topo da parada de álbuns de R&B/Hip-Hop da Billboard.[90]

Em março de 2013, Norwood voltou aos cinemas, juntando-se a um elenco composto por Jurnee Smollett-Bell, Lance Gross e Vanessa L. Williams no drama Relação em Risco de Tyler Perry.[91] Norwood interpreta a personagem coadjuvante Melinda, uma mulher com segredos. O filme recebeu críticas geralmente negativas dos críticos, mas se tornou um sucesso moderado de bilheteria nos EUA.[92][93] Em junho de 2013, Norwood assinou com a Creative Artists Agency, com sede em Los Angeles, e no início de 2014, ela conseguiu um acordo de gestão com a MBK Entertainment com o CEO Jeff Robinson.[94][95] Em julho, ela também foi empossada como membro honorário da irmandade Alpha Kappa Alpha.[96] No mesmo mês, Norwood lançou uma versão cover da canção "Magic" do Coldplay em sua conta no TwitMusic; o cover chegou ao número um na parada Trending 140 da Billboard.[97][98] Também em 2014, Norwood fez aparições em Love and Hip Hop: Hollywood da VH1 e na sitcom The Soul Man da TV Land. No BET Hip Hop Awards de 2014, ela se reuniu com Queen Latifah, MC Lyte e Yo-Yo para apresentar o remix de hip hop de "I Wanna Be Down" em comemoração ao 20º aniversário de lançamento.[99]

2015–presente: Estreia na Broadway e B7[editar | editar código-fonte]

Depois de terminar as filmagens da temporada final de The Game, Norwood fez sua estreia na Broadway no musical Chicago, no qual interpretou o papel principal de Roxie Hart, começando em abril de 2015.[100] Embora inicialmente uma corrida de seis semanas, as apresentações foram estendidas até agosto de 2015, levando Norwood a reprisar o papel em várias ocasiões em 2016 e 2017.[101] Também em 2015, Norwood apareceu no mashup da dupla britânica 99 Souls, "The Girl Is Mine", para o qual ela regravou seus vocais de "The Boy Is Mine".[102] A canção alcançou o top cinco na Bélgica e no Reino Unido, bem como o top 40 em outras paradas internacionais, onde se tornou seu single de maior sucesso em anos.[103]

Em janeiro de 2016, Norwood co-executivamente produziu e estrelou como protagonista na sitcom Zoe Ever After da BET.[104] Filmado em Atlanta, Geórgia, a comédia romântica multicâmera girava em torno de Zoe Moon, uma mãe recém-solteira saindo da sombra de seu famoso ex-marido boxeador.[105] Enquanto estreou com classificações respeitáveis, Norwood decidiu não retornar ao show, e logo depois foi cancelado.[106] No mesmo mês, Norwood lançou o single "Beggin & Pleadin" através de sua própria gravadora Slayana Records, depois de receber uma resposta positiva ao lançar inicialmente a faixa no SoundCloud.[107][108] "Beggin & Pleadin'" é influenciada pelo blues dos anos 1950, particularmente pela música de Ray Charles. A canção é construída de forma não convencional em uma batida moderna de trap, e contém sample de "Boom Boom" de John Lee Hooker. Naquele fevereiro, Norwood anunciou sua Slayana World Tour, que destacou paradas na Europa e Oceania.[109] Sua primeira turnê como atração principal em oito anos, terminou antes do previsto em 30 de junho, depois que Norwood foi hospitalizada devido à exaustão.[110] Em março, Norwood processou o Chameleon Entertainment Group e seu presidente, Breyon Prescott, depois que a gravadora se recusou a permitir que ela gravasse e lançasse novos álbuns. Depois que o processo foi retirado do tribunal devido a uma cláusula em particular, Norwood apresentou outra vários meses depois, exigindo US$ 270.000 em compensação e uma "declaração judicial de que ela está contratualmente libertada do Chameleon". Ambas as partes chegaram a um acordo em 2017.[111][112]

Em novembro de 2016, Norwood se tornou a segunda ganhadora do Lady of Soul Award no Soul Train Music Awards. Seu medley despojado de nove minutos foi recebido com elogios.[113] Dois meses depois, Norwood competiu com seu irmão Ray J na série de culinária Batalha de Cozinheiros da FOX.[114] Em julho de 2018, Norwood tornou-se uma participação regular na série de televisão de drama musical Star da FOX. Ela desempenhou o papel de Cassie, começando como um papel recorrente na segunda temporada, e permaneceu regular na série até o final da série em 2019.[115]

Em 2019, Norwood foi homenageada com o BMI President's Award no BMI R&B/Hip-Hop Awards, organizado pela Broadcast Music, Inc.[116] Em junho, ela apareceu no segundo álbum do cantor canadense Daniel Caesar, Case Study 01, emprestando os vocais ao dueto "Love Again". Lançado como single, rendeu a eles uma indicação ao Grammy de Melhor Performance de R&B na 62ª edição de premiação e alcançou o topo da parada Adult R&B Songs da Billboard, tornando-se a primeira música de Norwood a alcançar o feito.[117] Em setembro de 2019, ela lançou o buzz single "Freedom Rings", que foi lançado para coincidir com o 25º aniversário de seu álbum de estreia autointitulado.[118]

O sétimo álbum de estúdio de Norwood, B7, seu primeiro álbum em oito anos, foi lançado em julho de 2020. Seu primeiro projeto como artista independente, foi lançado através de sua própria gravadora Brand Nu Inc., com distribuição controlada pela eOne Music. Afastando-se de seus trabalhos anteriores, Norwood co-escreveu e co-produziu a maior parte do álbum, que foi produzido principalmente por Darhyl Camper.[119] O lançamento foi precedido pelo single "Baby Mama", com Chance The Rapper.[120] B7 estreou no número 12 na Billboard 200, também alcançando o número 2 na parada de álbuns de R&B do Reino Unido.[121][122] O álbum recebeu críticas geralmente positivas dos críticos, com inúmeras publicações incluindo-o em suas listas dos melhores álbuns de 2020, e ganhou uma indicação na categoria de Álbum do Ano no Soul Train Awards de 2020.[123]

Em agosto de 2020, Norwood e Monica lutaram na série de webcast Verzuz. Filmado no Tyler Perry Studios em Atlanta, Geórgia, foi assistido por um recorde de 1,2 milhão de espectadores apenas na transmissão ao vivo do Instagram.[124][125] A BET listou o momento como número um em sua lista "Os 20 momentos virais mais OMG de 2020".[126] Dois meses depois, Norwood apresentou um medley no Billboard Music Awards, que foi realizado no Dolby Theatre em Los Angeles, Califórnia.[127]

Em março de 2021, Norwood foi escolhida por John Legend como mentora na vigésima temporada da série de competição de canto The Voice.[128][129] Também naquele mês, Norwood, ao lado de Naturi Naughton, Eve e Nadine Velazquez, se juntou ao elenco da série de drama musical Queens, da ABC.[130][131][132][133] Em maio de 2021, foi anunciado que o programa estava sendo escolhido para uma série completa.[134][135][136] No mesmo mês, Norwood colaborou com a Disney no single "Starting Now", que foi elogiado pela crítica.[137][138][139]

Em 1º de outubro de 2021, o primeiro single promocional de Queens, "Nasty Girl", foi lançado com Norwood ao lado de Eve, Naughton e Velazquez.[140] Um videoclipe, dirigido por Tim Story, foi lançado no mesmo dia.[141] Foi seguido em 18 de outubro de 2021, por outra música de rap da trilha sonora de Queens, “The Introduction”, que foi co-escrita por Nas.[142] Uma música solo da trilha sonora, “Hear Me”, realizada exclusivamente por Norwood, também foi lançada no mesmo dia.[143] Queens estreou em 19 de outubro de 2021, e as críticas foram amplamente positivas; Caroline Framke para a Variety elogiou a oferta musical do quarteto, chamando seus raps de “afiados e distintos [… ] deixando claro seu talento como indivíduos e um coletivo arrogante”.[144] Angie Han para The Hollywood Reporter chamou o show de “impressionante […] pródiga […] mágico”.[145] Juntamente com duas outras faixas da trilha sonora da série, o cover de Norwood de "Wrecking Ball" foi lançado em 25 de outubro de 2021 e outro cover, "Ain't No Sunshine", de Bill Withers, foi lançado em 8 de novembro de 2021.[146] "Until My Final Breath", uma balada de piano escrita por Ruby Amanfu, foi lançada da trilha sonora do programa em dezembro de 2021; A faixa de Brandy e Remy Ma, "Lady Z Strikes Back (Can't Stop You)" foi lançada em 3 de janeiro 2022.[147][148]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Norwood frequentou a Hollywood High School, mas estudou com um professor particular a partir da 10ª série.[149] Na primavera de 1996, Norwood foi a acompanhante de Kobe Bryant, futuro jogador dos Los Angeles Lakers, em seu baile de formatura do ensino médio na Lower Merion High School em Ardmore, Pensilvânia.[150] Alguns meses depois do baile, Bryant participou de um episódio da segunda temporada de Moesha.[151] Apesar de rumores, Norwood afirma que os dois sempre foram amigos e que nunca houve algum tipo de relacionamento amoroso.[150] Ela namorou o vocalista do Boyz II Men, Wanya Morris, a quem ela citou como seu "primeiro amor". Morris, que é cinco anos mais velho, supostamente terminou seu relacionamento um mês antes do décimo nono aniversário de Norwood.[152] Também durante seu trabalho no álbum Never Say Never, ela namorou brevemente o rapper Mase.[153]

Durante a produção de seu álbum Full Moon, em meados de 2001, Norwood se envolveu romanticamente com o produtor Robert "Big Bert" Smith. O casal manteve seu relacionamento em segredo até fevereiro de 2002, quando Norwood anunciou que estava esperando seu primeiro filho. No entanto, um ano após o nascimento de sua filha, Sy'rai Iman Smith, em 16 de junho de 2002, Norwood e Smith se separaram.[154] Em 2004, Smith revelou que o casal nunca havia se casado legalmente, mas que eles fingiram se casar para preservar a imagem pública de Norwood.[155] Norwood respondeu que considerava seu relacionamento com Smith como uma "união espiritual e verdadeiro compromisso um com o outro", embora mais tarde ela tenha confirmado a declaração de Smith e justificado suas ações com a pressão de ter que ser uma modelo de comportamento.[155][156]

No ano seguinte, Norwood começou um relacionamento com o guarda da NBA Quentin Richardson, que jogava pelo Los Angeles Clippers. O casal logo ficou noivo em julho de 2004, mas Norwood terminou seu noivado de 14 meses em setembro de 2005.[157] Em 2010, ela namorou brevemente o rapper Flo Rida.[158] No final de 2012, Norwood ficou noivo do executivo musical Ryan Press.[159] Em abril de 2014, Norwood cancelou seu noivado com a imprensa após a separação no início daquele ano.[160]

Após o lançamento de B7, os fãs começaram a especular sobre o significado por trás da faixa de encerramento do álbum, "Bye Bipolar". Embora Norwood não tenha transtorno bipolar, de acordo com notas que a cantora escreveu para acompanhar o álbum, "Bye Bipolar" é uma metáfora que ela está usando para sua própria vida amorosa e discutindo a maneira como suas lutas de saúde mental foram exacerbadas por relacionamentos tóxicos.[161] Norwood disse ao New York Post: "Eu não fui diagnosticada como bipolar [...] mas tive momentos em que o trauma me fez não ser eu mesmo, e senti em um ponto que poderia ter experimentado momentos disso".[162] Em uma entrevista com The Grio, Norwood disse: "Eu lidei com a depressão no mais grave ... depressão grave. Eu lidei com traumas. Eu lidei com PSPT. Eu passei por muita coisa e tive que superar muito, mas tive que superar tudo o que superei fazendo o trabalho", voltando-se para terapia, oração, diário e meditação.[163]

Acidente de carro[editar | editar código-fonte]

Em 30 de dezembro de 2006, enquanto dirigia na 405 Freeway em Los Angeles, Norwood atingiu um Toyota dirigido por Awatef Aboudihaj, de 38 anos, que mais tarde morreu de seus ferimentos no LA Providence Holy Cross Medical Center.[164] Autoridades policiais relataram mais tarde que Norwood estava dirigindo seu carro a 100 quilômetros por hora e não percebeu que os veículos à sua frente diminuíram a velocidade consideravelmente. Seu veículo então colidiu com a traseira do de Aboudihaj, fazendo com que o Toyota batesse em outro veículo antes de deslizar para o lado e impactar o divisor central. Quando o Toyota parou, foi atingido por outro veículo.[165] No entanto, uma fonte da Patrulha Rodoviária da Califórnia informou mais tarde que Aboudihaj realmente atingiu o carro na frente dela e depois pisou no freio antes que Norwood fizesse contato. A parada repentina fez com que Norwood batesse no carro de Aboudihaj.[166] Conforme confirmado, os relatórios toxicológicos mostraram que Aboudihaj tinha "pequenos traços" de maconha em seu sistema no momento do acidente.[167]

Norwood não foi presa.[164] No entanto, houve vários processos movidos contra Norwood, todos resolvidos fora do tribunal por seu advogado Ed McPherson. Os pais de Aboudihaj entraram com uma ação de US$ 50 milhões por homicídio culposo contra Norwood.[168] Inicialmente marcado para ir a julgamento em abril de 2009, o processo acabou sendo cancelado porque Norwood havia resolvido fora do tribunal com os pais de Aboudihaj.[169] O marido de Aboudihaj também entrou com uma ação contra Norwood, processando-a por uma quantia não revelada de alívio financeiro para cobrir despesas médicas e funerárias, bem como custos legais e outros danos.[170] Ele rejeitou sua parte de uma oferta de acordo de US$ 1,2 milhão em fevereiro de 2009, ​​mas fez o acordo em novembro daquele ano.[171] Os dois filhos do casal receberam US$ 300.000 cada, ​​enquanto dois outros motoristas envolvidos fizeram um acordo com Norwood por valores não revelados.[172][173] Em maio de 2009, Norwood declarou: "Toda a experiência mudou completamente minha vida, e posso dizer que me considero uma pessoa melhor. Sabe, ainda não entendo tudo e por que tudo isso aconteceu, mas eu definitivamente tenho um coração, e meu coração está com todos os envolvidos. Eu oro sobre isso todos os dias, e isso é tudo que posso realmente dizer sobre o assunto".[174]

Artisticidade[editar | editar código-fonte]

Voz e estilo[editar | editar código-fonte]

Norwood possui um alcance vocal de contralto.[175][176][177] Sua voz tem sido frequentemente descrita como suave e rouca pelos críticos de música e pela própria Norwood.[178] O crítico de música e escritor da Slant Magazine, Andrew Chan, descreve o tom vocal de Norwood como tendo "uma mistura incomum de calor e frio, arestas duras". Ele ainda descreve sua qualidade vocal, dizendo: "Como pouco mais no canto da música pop, a sutil manipulação de timbre e textura de Brandy recompensa a audição atenta. [...] Sua principal reivindicação de virtuosismo técnico sempre foi seus riffs longos e em cascata, uma habilidade que muitos fãs de R&B a reverenciam".[179] Norwood também é conhecida por seu uso de gravação multipista para criar arranjos vocais e camadas intrincados. Terry Sawyer, da PopMatters, escreve sobre essa habilidade, comentando: "Embora tenha sido dito que a voz de Brandy não é exatamente um queimador de celeiro, não é mencionado o suficiente para que ela faça mais do que o suficiente com o que tem. Ela nunca deixa sua voz pendurada na escassez de holofotes, dobrando seus variados terraços, sussurrando a faixa principal, gritando no back-up e empilhando cada música com sons entrelaçados suficientes para criar a ilusão bem compacta de massividade vocal".[180]

O som inicial de Norwood foi p R&B contemporâneo, fortemente enraizado no gospel e no hip hop soul.[181] Suas letras falavam de vários tipos de amor, desde amor casual e amigável até assuntos românticos e espirituais.[181] Influenciada por Whitney Houston e Mariah Carey, ela incorporou pop contemporâneo adulto e ênfase em baladas de R&B suaves e maduras no som de seu segundo álbum de estúdio, Never Say Never.[39] Seu terceiro álbum de estúdio, Full Moon, viu Norwood, e seu então parceiro criativo Rodney Jerkins, experimentarem misturar seus sons R&B anteriores com produções futuristas e inovadoras, incluindo influências de electro-funk.[182][183] Junto com seu estilo, sua voz passou por uma evolução, com sua voz leve e feminina se tornando muito mais profunda, mais quente e mais esfumaçada do que tinha sido ao longo da década de 1990.[184] As letras também refletiram a mudança, já que o álbum explorou tópicos mais adultos e sexuais e se concentrou em aspectos físicos e emocionais de um relacionamento íntimo.[185] Em 2004, sua recente maternidade, experiências de vida e crescente afinidade com a banda de rock britânica Coldplay, fizeram com que ela mudasse para uma visão mais experimental de seu quarto álbum de estúdio, Afrodisiac. O álbum, uma colaboração com os produtores Timbaland e Kanye West, utilizou a estética distintiva, que funde paisagens sonoras de pop ambiente, dub e breakbeat com métodos de amostragem progressivos.[186] Um hiato de quatro anos e algumas ocorrências de mudança de vida fizeram com que Norwood voltasse à indústria da música no final de 2008 com Human, seu quinto álbum de estúdio, que discutia temas de amor, mágoa e honestidade.[187] Experimentando uma carreira e rejuvenescimento pessoal em 2012, Norwood estava ansiosa para reduzir o estilo pop de seu álbum anterior e retornar ao R&B em seu sexto álbum de estúdio, Two Eleven. O álbum foi uma fusão do som R&B dos anos 1990 de Norwood e as tendências de baixo-pesado do hip-hop contemporâneo pós-2000.[188]

Influências[editar | editar código-fonte]

Desde o início de sua carreira, Brandy nomeou Whitney Houston como sua influência musical e de entretenimento mais proeminente. No início de sua carreira, ela costumava descrever Houston como seu “ídolo”, creditando sua voz, música e performances como essenciais para ela, tanto pessoal quanto profissionalmente. Em uma entrevista de 2014, Brandy afirmou que, “como músico profissional, eu diria que Whitney Houston é a maior voz de todos os tempos".[189] Ela elabora, dizendo: “Ela sempre foi a ideia para mim. Eu queria ser como ela, cantar como ela e fazer tudo o que ela estava fazendo".[190] A partir do final dos anos 1990, Houston evoluiria como uma amiga pessoal e mentora de Brandy, com Houston se autodenominando a “madrinha” de Norwood.[191]

Norwood também nomeia seu pai, o treinador vocal Willie Norwood, como fundamental para sua descoberta e desenvolvimento como músico. Ela exclama que seu pai “me ensinou tudo o que sei [sobre cantar]”. Sobre seu pai, Norwood afirma: “Cresci cantando na igreja com meu pai, onde ele era o diretor musical e cantávamos músicas gospel a cappella quase que exclusivamente. Ele me comprou meu primeiro gravador de 4 pistas. No começo, eu não gostava da minha própria voz, mas ele me encorajou a abraçar as qualidades únicas da minha voz".[192]

Enquanto desenvolvia seu próprio estilo e som vocal, Norwood creditou a cantora de jazz gospel Kim Burrell, a artista new age Enya e a cantora e compositora inglesa Sade como principais influências. Ao falar sobre elas, ela disse: "... foi ouvir essas mulheres, junto com minha própria voz criativa, que me ajudou a encontrar meu nicho, meu próprio som".[193][194] Brandy também citou várias outras inspirações musicais, incluindo Michael Jackson, Mariah Carey, Boyz II Men, The Clark Sisters, Stevie Wonder, Aretha Franklin, Coldplay, Janet Jackson, Aaliyah, Timbaland e seu irmão Ray J.[195][196][197][198][199]

Ao longo de sua carreira de atriz, Brandy observou Lucille Ball, Jenifer Lewis, Gabrielle Union, Niecy Nash e Kim Fields como sendo parte integrante de seu desenvolvimento como atriz e a descoberta de sua força em papéis cômicos.[200][201]

Legado e impacto[editar | editar código-fonte]

Desde de seu álbum de estreia, lançado em 1994, Norwood vendeu mais de 40 milhões de discos mundialmente, sendo mais de 8.62 milhões de álbuns vendidos apenas nos Estados Unidos.[202][203] De acordo com a Recording Industry Association of America (RIAA), Norwood possui 10.5 milhões de unidades certificadas.[204] Sua canção "The Boy Is Mine" é uma das canções que passaram mais tempo no topo das paradas musicais dos Estados Unidos (13 semanas), e é também um dos duetos mais vendidos de todos os tempos. Em 1999, Billboard incluiu Norwood entre o top 20 das mais populares artistas pop da década de 1990.[205] Em 2010, Billboard incluiu Norwood em sua lista dos 50 Artistas de R&B e Hip-Hop dos últimos 25 anos.[206] Norwood foi uma das artistas mais jovens a serem indicadas ao Grammy Award de Best New Artist.[207] Seu segundo álbum Never Say Never apareceu na lista de Top 100 Álbuns Certificados da RIAA.[208]

Os estilos vocais de Norwood tiveram um impacto significativo na indústria da música, principalmente com os gêneros contemporâneos de R&B, pop e gospel, onde ela é muitas vezes referida subjetivamente como a "The Vocal Bible" (A Bíblia Vocal).[209] Seu trabalho influenciou vários artistas, incluindo Jessie J, JoJo, Bridget Kelly, Olivia, Ariana Grande, Emeli Sandé, Jordin Sparks, Ryan Destiny, Tank, Teyana Taylor, Lil' Mo, Megan Rochell e Elle Varner, enquanto os vocais de Norwood foram elogiados por vários de seus colegas, incluindo Natasha Bedingfield, Missy Elliott, Jennifer Hudson, Syleena Johnson, Gladys Knight, Brian McKnight, Jill Scott, Angie Stone, Tamia, Ty Dolla Sign. e Tamar Braxton, entre outros.[210][211][212][213] Além disso, em muitas ocasiões, Norwood foi considerada um artista talentosa que produtores musicais e compositores usaram para aprimorar suas próprias energias artísticas e criativas.[214]

O compositor Sean Garrett credita o trabalho vocal no álbum Full Moon por sua abordagem de escrita, dizendo: "Aproveito muito do que [Brandy] e Rodney fizeram no álbum Full Moon. Fiquei extremamente impressionado com isso e sempre tento superar esse álbum".[215] B.Slade falou sobre o álbum, comentando que Full Moon sozinho mudou o jogo vocal. "Tem sido o modelo para escolhas vocais e arranjos vocais de fundo [durante anos]".[216] A cantora de R&B Melanie Fiona, admirava especialmente o trabalho da cantora nesse álbum.[217] A cantora de neo soul India.Arie frequentemente cita o álbum, particularmente a música "He Is" como sendo "um modelo para uma grande variedade de cantores". O trabalho vocal frequentemente elogiado no álbum despertou a ideia de Norwood ganhar o apelido subjetivo de "bíblia vocal".[218][219][220] A cantora canadense de R&B Keshia Chanté creditou o álbum por inspirar sua escrita para seu álbum Night & Day, enquanto o cantor americano Luke James se referiu a Full Moon como a "bíblia" do R&B contemporâneo dos anos 2000, chamando-o de "referência de como fazer vocais".[221]

Afrodisiac foi creditado como um dos antecessores do subgênero R&B alternativo. Em uma conversa de música e moda em 2014 com a NPR, a cantora e modelo Solange discutiu o álbum, dizendo: "Brandy é realmente a base de muito desse R&B experimental, progressivo e inovador. Brandy realmente influenciou muito disso. Frank Ocean vai dizer isso, Miguel vai dizer isso".[222] Em uma entrevista com MalcolmMusic, Miguel revelou que ele era um "grande fã" desde pequeno, afirmando que Brandy tinha "arrasado desde o primeiro álbum".[223]

A cantora americana de neo soul Erykah Badu observou que seu álbum de estreia, Baduizm (1997), foi parcialmente influenciado pelo álbum de estreia de Norwood, enquanto a cantora de Barbados Rihanna disse sobre seu álbum Good Girl Gone Bad (2007): "[Brandy] realmente ajudou a inspirar esse álbum. Eu ouvia [Afrodisiac] todos os dias [enquanto estava no estúdio]".[224][225] Kelly Rowland citou Norwood, que também escreveu e produziu para o álbum de estreia de Rowland, como uma das inspirações para seu segundo álbum de estúdio, Ms. Kelly (2007).[226] O músico John Frusciante, guitarrista do Red Hot Chili Peppers citou Norwood como a "principal inspiração" por trás do trabalho de guitarra no álbum Stadium Arcadium (2006).[227] Ao discutir o trabalho em seu projeto de estreia autointitulado, a cantora H.E.R., que trabalhou com o produtor DJ Camper, revelou que Brandy foi uma "grande inspiração" para ela, e que ela sendo inspirada Brandy impactou sua produção musical.[228]

Norwood também causou impacto na indústria cinematográfica e televisiva. Norwood foi a primeiro afro-americana a desempenhar o papel de Cinderela.[229] Seu papel como Cinderela inspirou muitos atores afro-americanos. Falando sobre o papel, Keke Palmer disse: "Sinto que a razão pela qual sou capaz de fazer isso [tornar-me a primeira Cinderela afro-americana na Broadway] é definitivamente porque Brandy fez isso na TV".[230] O programa de TV de Norwood, Moesha na UPN, também foi uma das comédias negras mais longas de todos os tempos.[231] No palco, Norwood fez história na Broadway junto com a co-estrela Lana Gordan, tornando-se a primeira co-protagonista negra no musical Chicago em 2017.[232]

Outros empreendimentos[editar | editar código-fonte]

Norwood teve muitos endossos em sua carreira. Em 1999, ela se tornou uma CoverGirl, aparecendo em vários comerciais.[233] Ela também representou as marcas Candie's em 1998 e DKNY na primavera de 2000.[234][235] No final da década de 1990, Norwood foi representada pela Wilhelmina Agency, uma das principais agências de modelos do indústria.[235] Em 1999, a Mattel lançou o Brandy Doll. A boneca apresentava Norwood em uma blusa laranja avermelhada e saia longa laranja. Junto a isso, a Holiday Brandy Doll foi lançada em 2000 junto com outra "Brandy Doll". Milhões das bonecas foram vendidas e foram um dos brinquedos mais vendidos da Mattel.[236] Em 2005, Brandy tornou-se o porta-voz da Ultima, uma empresa de tranças e perucas. A partir de 2014, ela não os representa mais.[237][238]

Filantropia[editar | editar código-fonte]

Em 1996, Norwood junto com seu irmão Ray J, criou a Norwood Kids Foundation. Seu objetivo é "usar as artes cênicas como um catalisador para moldar a juventude de hoje em indivíduos autoconfiantes, disciplinados, responsáveis ​​e atenciosos, capazes de causar um impacto positivo em suas comunidades".[239] Em 1999, Norwood foi a primeiro porta-voz internacional para a juventude da UNICEF.[240] Norwood também é uma ávida defensora da Make A Wish Foundation e da RAINN.[241] Em 2000, Norwood doou US$ 100.000 para a 2.000 WATTS, um centro comunitário de entretenimento fundado pelo cantor Tyrese Gibson na comunidade carente de Watts, Califórnia.[242] Brandy se uniu à campanha “Nothing Compares to Family” da Skecher em 2008.[243] Em 2010, Norwood se envolveu com a Get Schooled, uma organização nacional sem fins lucrativos que faz ligações de celebridades para acordar os alunos para a escola.[244] Em 2014, Norwood se uniu ao "text4baby", que espalha saúde e bem-estar para futuras mamães por meio de mensagens de texto, e se tornou co-presidente honorária da Fundação Unstoppable em 2014.[245][246] Em 2018, ela também apareceu em um PSA para a American Heart Association e Hands-Only CPR com colegas do elenco de Chicago.[247]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • Never Say Never World Tour (1999)
  • Human World Tour (2009)
  • Slayana World Tour (2016)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Filme/Série Papel Nota
1990 Aracnofobia Brandy Beechwood Não Creditada
1993-1994 Thea Danesha Turrell Elenco Principal
1995 New York Undercover Cantora Episódio: "Digital Underground"
1996-2001 Moesha Moesha Mitchell Protagonista / Produtora Executiva (22 episódios)
1997 Cinderela Cinderella Telefilme
Filhotes da Selva Latecia Voz / Episódio: "A Tale of Two Tails/Hair Ball"
1998 Eu Ainda Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado Karla Wilson
1999 Sempre no Coração Kayla Harris Telefilme / Produtora Executiva
VH1 Divas '99 Ela Mesma Especial do VH1
2000 The Parkers Moesha Mitchell Episódio: "Scary Kim" / Spin-off de Moesha
2001 Osmosis Jones Leah Voz
2002 Sabrina, Aprendiz de Feiticeira Mystery Caller Episódio: "Guilty!"
Reba Episódio: "She Works Hard for the Money"
Raising Dad Episódio: "The House of Stewart"
Os Pesadelos de Molly Ela Mesma Episódio: "The Quahog Festival"
Brandy: Special Delivery Ela Mesma Documentário de 4 partes para a MTV
2004 American Dreams Gladys Knight Episódio: "Long Shots and Short Skirts"
Punk'd Ela Mesma Temporada 3, episódio 6
2005 Dr. House Ela Mesma Episódio: "Me Deixe Morrer"
American Idol Jurada Convidada Episódio: "Auditions: San Francisco"
2006 One on One Michelle McGinty 4 episódios
America's Got Talent Jurada 1ª temporada
Project Runway Jurada Convidada 2 episódios
2008 The Hills Ela Mesma Episódio: "I Want You to Be with Me"
2009-2010 For the Love of Ray J Ela Mesma Reality Show / 4 episódios
2010 Dancing with the Stars Competidora 11ª temporada, eliminada na 9ª semana
2010-2011 Brandy & Ray J: A Family Business Ela Mesma Reality Show / Produtora Executiva / 20 episódios
2011 90210 Marissa Harris-Young 5 episódios
Majors & Minors Mentora (Ela Mesma) Temporada 1 (9 episódios) / Produtora Executiva
2011-2012 Drop Dead Diva Elisa Shayne 5 episódios
2012-2015 The Game Chardonnay Temporadas 5, 6, 9
2013 Relação em Risco Melinda
2014 The Soul Man Rita Episódio: "All the Way Live"
Love & Hip Hop: Hollywood Ela Mesma Reality Show / Vários episódios
2016 Zoe Ever After Zoe Moon Protagonista / 8 episódios
A Escolha Perfeita Avatia
2017 Batalha de Cozinheiros Competidora 3 episódios
2018-2019 Star Cassie Brown Temporadas 2, 3
2021-presente Queens Naomi "Xplicit Lyrics" Protagonista

Referências

  1. a b Allmusic. «Biography» (em inglês). Consultado em 12 de Janeiro de 2010 
  2. Hampp, Andrew; Hampp, Andrew (16 de outubro de 2012). «Brandy, 'Two Eleven': Track-By-Track Review». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2022 
  3. «BET Experience». www.bet.com (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2022 
  4. Trust, Gary; Trust, Gary (2 de outubro de 2009). «Ask Billboard: How Popular Is Country Music?». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de fevereiro de 2022 
  5. «Brandy – 'B7' review: illustrious R&B star shares hard-won truths on forthright comeback record». NME (em inglês). 3 de agosto de 2020. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  6. «Brandy Is Her Most Authentic Self on 'B7': Album Review». Rated R&B (em inglês). 31 de julho de 2020. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  7. Spanos, Brittany; Spanos, Brittany (31 de julho de 2020). «With Her First Album in 8 Years, Brandy Finally Feels Free». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  8. «Brandy Drops 'B7,' Rolls Out "Borderline" Video». idolator. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  9. «Essence (magazine)». Wikipedia (em inglês). 28 de janeiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  10. Archive-Corey-Moss. «Snoop Reunites With Dre, Improves Macking Mojo On Blue Carpet». MTV News (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  11. «https://twitter.com/sashabankswwe/status/529848274069757952». Twitter. Consultado em 25 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  12. «Entrar • Instagram». www.instagram.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  13. Group, Vibe Media (julho de 2004). Vibe (em inglês). [S.l.]: Vibe Media Group 
  14. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 24 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  15. a b c «Rome News-Tribune - Google News Archive Search». news.google.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  16. Samuels, Anita M. (2 de abril de 1995). «UP AND COMING: Brandy; At 16, Her Debut Is a Sweet Success». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  17. Company, Johnson Publishing (15 de maio de 1995). Jet (em inglês). [S.l.]: Johnson Publishing Company 
  18. Company, Johnson Publishing (15 de maio de 1995). Jet (em inglês). [S.l.]: Johnson Publishing Company 
  19. Group, Vibe Media (julho de 2004). Vibe (em inglês). [S.l.]: Vibe Media Group 
  20. a b «Brandy Norwood». IMDb. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  21. Gerston, Jill (11 de fevereiro de 1996). «COVER STORY;Brandy, Pop Star, Plays a Teen-Ager, Though Not Just Any Teen-Ager». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  22. «Brandy Songs, Albums, Reviews, Bio & More». AllMusic (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  23. Brandy - Brandy | Songs, Reviews, Credits | AllMusic (em inglês), consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  24. November 04, erson Jones Updated; EST, 1994 at 05:00 AM. «Music Review: 'Brandy'». EW.com (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  25. «kinoweb: Ich weiss noch immer, was du letzten Sommer getan hast». web.archive.org. 20 de setembro de 2018. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  26. «Rock On The Net: Brandy». www.rockonthenet.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  27. «Brandy Songs, Albums, Reviews, Bio & More». AllMusic (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  28. «Brandy Norwood». IMDb. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  29. Staff, MTV News. «Shaggy The 'Humna Kid,' Brandy And Wanya, Mariah's 'Fantasy': This Week In 1995». MTV News (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  30. «Brandy Songs, Albums, Reviews, Bio & More». AllMusic (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  31. «Brandy Norwood». IMDb. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  32. a b «Moesha». Wikipedia (em inglês). 24 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  33. Mifflin, Lawrie (26 de setembro de 1999). «TELEVISION/RADIO; UPN's 'Moesha,' The Nonwhite Hit Nobody Knows». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  34. «Brandy Norwood». IMDb. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  35. «Chardonnay Pitts | The Game | Shows | BET». web.archive.org. 28 de março de 2014. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  36. «Ebony (magazine)». Wikipedia (em inglês). 1 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  37. «R & B RODNEY At age 21, the N.J.-based producer is king of his world». web.archive.org. 10 de outubro de 2008. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  38. «Brandy». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  39. a b Never Say Never - Brandy | Songs, Reviews, Credits | AllMusic (em inglês), consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  40. «Brandy Songs, Albums, Reviews, Bio & More». AllMusic (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  41. «Never Say Never World Tour». Wikipedia (em inglês). 28 de janeiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  42. Millner, Denene. «BRANDY POURS IT ON A VETERAN SUPERSTAR AT 19, SHE'S GOING FOR THE RECORD AGAIN WITH 'NEVER SAY NEVER'». nydailynews.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  43. I Still Know What You Did Last Summer (em inglês), consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  44. a b «Double Platinum (film)». Wikipedia (em inglês). 27 de dezembro de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  45. «Divas Live '99». Wikipedia (em inglês). 17 de maio de 2021. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  46. a b Staff, MTV News. «For The Record: Quick News On Ja Rule, B2K, Aimee Osbourne, Brandy, Guns N' Roses, Yardbirds & More». MTV News (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  47. Brandy and Ray J - Another Day In Paradise, consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  48. «Brandy». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  49. Brandy - What About Us?, consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  50. Brandy - Full Moon, consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  51. «Rolling Stone : Brandy: Full Moon : Music Reviews». web.archive.org. 29 de abril de 2007. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  52. «Brandy News - Yahoo! Music». archive.ph. 10 de julho de 2012. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  53. «BreakingNews.ie - 2004/07/19: Brandy leaves Medina». web.archive.org. 29 de setembro de 2007. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  54. Afrodisiac by Brandy (em inglês), consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  55. «Brandy: Afrodisiac - PopMatters Music Review». web.archive.org. 22 de setembro de 2004. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  56. «allmusic ((( Afrodisiac > Overview )))». web.archive.org. 12 de outubro de 2007. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  57. «Yahoo! Music». web.archive.org. 29 de junho de 2011. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  58. «Talk About Our Love by Brandy and Kanye West - Music Charts». acharts.co. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  59. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 24 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  60. Archive-Alyssa-Rashbaum. «Another Breakup For Brandy: This Time It's Her Label». MTV News (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  61. «Brandy - The Best of Brandy - Review - Stylus Magazine». web.archive.org. 1 de fevereiro de 2010. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  62. The Best of Brandy - Brandy | Songs, Reviews, Credits | AllMusic (em inglês), consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  63. «Brandy Preps New Album, Talks to MySpace Friends : VIBE.com». web.archive.org. 2 de dezembro de 2008. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  64. «Medialifemagazine.com». www.medialifemagazine.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  65. a b «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 24 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  66. «Brandy Readies Human After Four-Year Hiatus: 'I Never Wanna Leave For That Long Again' | News | VH1.com». web.archive.org. 26 de agosto de 2008. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  67. «Latest News». MarketWatch (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  68. «Coming attractions: Remember Brandy? She's coming back - USATODAY.com». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  69. «Brandy Readies Human After Four-Year Hiatus: 'I Never Wanna Leave For That Long Again' | News | VH1.com». web.archive.org. 26 de agosto de 2008. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  70. Hasty, Katie; Hasty, Katie (17 de dezembro de 2008). «Taylor Swift Reclaims Billboard 200 Throne». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  71. Ramirez, Erika; Ramirez, Erika (12 de outubro de 2012). «Brandy & Reps Talk 'Two Eleven' Album & Four-Year Hiatus». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  72. «THE LATEST ON BRANDY AMIDST HER EUROPEAN TOUR « UrbanBridgez.com». web.archive.org. 21 de maio de 2009. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  73. «..::That Grape Juice // ThatGrapeJuice.net::.. || Thirsty?». web.archive.org. 6 de fevereiro de 2009. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  74. «Jennifer Lopez Walks in Brandy's 'Louboutins'». Rap-Up (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  75. «David Walton asking '100 Questions' at NBC». web.archive.org. 17 de abril de 2009. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  76. «Brandy & Ray J to Star with Family in VH1 Reality Series». Rap-Up (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  77. «Brandy & Ray J: A Family Business Season 2 To Premiere Sunday, December 5 | Reality TV + Gossip News | VH1 Blog». web.archive.org. 9 de julho de 2013. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  78. «Label Saguaro Road widens to encompass R&B and gospel». Reuters (em inglês). 17 de julho de 2010. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  79. Stewart, Allison (22 de julho de 2011). «Album review: Brandy and Ray J, "A Family Business"». Washington Post (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  80. Herrera, Monica; Herrera, Monica (20 de setembro de 2010). «Brandy Talks 'Dancing with the Stars,' Bristol Palin & New Music». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  81. «The Clicker - 'Dancing' cuts yet another front-runner». web.archive.org. 20 de novembro de 2010. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  82. «Brandy Performs 'Put It Down' Live in Washington, D.C.». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  83. «Brandy Hints at Drake Collaboration». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  84. «Brandy Signs with RCA/Chameleon Records». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  85. Halperin, Shirley; Halperin, Shirley (23 de setembro de 2011). «'Majors & Minors' Creator Evan Bogart on Junior Talents, What Justin Bieber Should Do Next (Q&A)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  86. M; August 31, i Bierly Updated; EDT, 2011 at 04:15 PM. «'Drop Dead Diva' guest star Brandy talks!». EW.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  87. Schutte, Lauren; Schutte, Lauren (6 de dezembro de 2011). «Brandy's 'The Game' Character Arc Revealed». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  88. Carlson, Erin; Carlson, Erin (17 de janeiro de 2012). «Brandy and Monica Reunite For First New Single in 14 Years». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  89. «Producer Bangladesh plots his pop domination, but not before settling differences». LA Times Blogs - Pop & Hiss (em inglês). 27 de setembro de 2010. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  90. Trust, Gary; Trust, Gary (24 de outubro de 2012). «Jason Aldean's 'Night Train' Rolls to No. 1 On Billboard 200». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  91. Sneider, Jeff; Sneider, Jeff (2 de novembro de 2011). «Brandy joins Tyler Perry's 'Marriage'». Variety (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  92. Temptation (em inglês), consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  93. «Temptation: Confessions of a Marriage Counselor». Box Office Mojo. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  94. Sun, Rebecca; Sun, Rebecca (4 de junho de 2013). «Brandy Signs With CAA (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  95. «That Grape Juice A&R: Brandy's Seventh Studio Album - That Grape Juice». thatgrapejuice.net. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  96. «Brandy Inducted as Honorary Member of AKA». Essence (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  97. «https://twitter.com/billboard/status/488722109347426305». Twitter. Consultado em 26 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  98. «New Music: Brandy – 'Magic' (Coldplay Cover)». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  99. «Brandy, Queen Latifah, MC Lyte, & Yo-Yo Reunite at BET Hip-Hop Awards». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  100. March 24, Jennifer Maas Updated; EDT, 2015 at 11:09 PM. «Brandy to debut on Broadway as Roxie Hart in 'Chicago'». EW.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  101. Desk, BWW News. «Brandy Norwood to Return to the Cell Block in Broadway's CHICAGO». BroadwayWorld.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  102. «Destiny's Child and Brandy mash-up will be released». KISS (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  103. «99 SOULS | full Official Chart History | Official Charts Company». www.officialcharts.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  104. «BET Her». BET (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  105. Petski, Denise; Petski, Denise (31 de agosto de 2015). «Brandy Norwood's BET Comedy Series 'Zoe Ever After' Sets Cast». Deadline (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  106. «BET's 'Sunday Best' appears to be cancelled – or at least not coming back in 2016 | Radio and TV Talk». web.archive.org. 13 de agosto de 2017. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  107. «Brandy Releases Her First Single In 4 Years & 2016 Could Really Be Her Year — LISTEN». Bustle (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  108. Beggin & Pleadin - Single by Brandy (em inglês), 21 de janeiro de 2016, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  109. «Brandy announces 2016 UK tour dates | MOBO Awards». web.archive.org. 8 de julho de 2017. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  110. Adams, Cameron (8 de junho de 2016). «'I want to be the face of triumph'». news.com.au — Australia’s leading news site. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  111. O'Brien, Jon (2 de abril de 2021). «Why Brandy Doesn't Get As Much Work Anymore». NickiSwift.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  112. Press, Associated; Press, Associated (31 de março de 2016). «Brandy Sues Record Label Over Right to Release New Music». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  113. «Watch Brandy Bring the 90s Back at the Soul Train Awards». Time (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  114. Petski, Denise; Petski, Denise (13 de maio de 2016). «Fox Orders 'My Kitchen Rules' Cooking Series With Curtis Stone & Cat Cora». Deadline (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  115. Petski, Denise; Petski, Denise (2 de julho de 2018). «'Star': Brandy Norwood Upped To Series Regular For Season 3 Of Fox Series». Deadline (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  116. «Brandy Honored with the BMI President's Award at the 2019 BMI R&B/Hip-Hop Awards». BMI.com (em inglês). 30 de agosto de 2019. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  117. Anderson, Trevor; Anderson, Trevor (22 de novembro de 2019). «Brandy Earns Career First as Daniel Caesar Duet 'Love Again' Tops Adult R&B Songs». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  118. «Brandy returns with a fierce new single, 'Freedom Rings' on the 25th anniversary of her debut». NME (em inglês). 27 de setembro de 2019. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  119. «Brandy Promises Her Upcoming Album 'b7' Is Her Most Authentic Yet». HuffPost UK (em inglês). 11 de maio de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  120. Brandy (2020), B7, Urban/Entertainment One, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  121. «Official Hip Hop and R&B Albums Chart Top 40 | Official Charts Company». www.officialcharts.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  122. «https://twitter.com/billboardcharts/status/1292579828818939906». Twitter. Consultado em 26 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  123. «2020 BET Soul Train Awards: The Complete Winners List | Entertainment Tonight». www.etonline.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  124. August 23, Rosy Cordero; EDT, 2020 at 01:33 PM. «Brandy and Monica announce epic Verzuz battle: 'Get ready for the queens!'». EW.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  125. «Monica debuts new track 'Trenches' during Verzuz battle with Brandy». NME (em inglês). 1 de setembro de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  126. «The 20 Most OMG Viral Moments Of 2020». BET (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  127. VIBE; VIBE (15 de outubro de 2020). «Billboard Music Awards 2020: Watch Performances From Brandy, Ty Dolla $ign, Doja Cat And More». VIBE.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  128. ETOnline.com, Meredith B. Kile‍ (13 de abril de 2021). «'The Voice': Brandy Is Moved To Tears By Team Legend's Talented Teen Singers». ET Canada (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022  zero width joiner character character in |primeiro= at position 17 (ajuda)
  129. «https://twitter.com/4everbrandy/status/1381725664592728069». Twitter. Consultado em 26 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  130. Otterson, Joe; Otterson, Joe (8 de março de 2021). «Brandy Joins ABC Music Drama Pilot 'Queens'». Variety (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  131. Haylock, Zoe (8 de março de 2021). «Brandy and Her Vocal Cords to Star in Hip-Hop Drama Queens». Vulture (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  132. Cuby, Michael. «Brandy Will Star In a New ABC Drama About a Reunited Hip-Hop Group». Nylon (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  133. «Brandy, Naturi Naughton, Eve, & More Continue Shooting New ABC Music Series 'Queens' - That Grape Juice». thatgrapejuice.net. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  134. White, Nellie Andreeva,Peter; Andreeva, Nellie; White, Peter (14 de maio de 2021). «'The Wonder Years', 'Queens', 'Maggie' & 'Abbott Elementary' Picked Up To Series At ABC». Deadline (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  135. «ABC Announces Full Season Order Of 'Queens' Starring Brandy, Eve, & Naturi Naughton - That Grape Juice». thatgrapejuice.net. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  136. Nemetz, Dave; Nemetz, Dave (14 de maio de 2021). «ABC Orders The Wonder Years Reboot, Hip-Hop Drama Queens, More to Series». TVLine (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  137. «Brandy Is Our Forever Princess on New Song 'Starting Now': Listen». Rated R&B (em inglês). 21 de maio de 2021. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  138. «Brandy Is The Ultimate Disney Princess On 'Starting Now'». SoulBounce (em inglês). 21 de maio de 2021. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  139. «Brandy "Starting Now"». Rap Radar (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  140. Nasty Girl by Queens Cast, Eve, Naturi Naughton, Nadine Velazquez & Brandy (em inglês), 1 de outubro de 2021, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  141. Abraham, Mya; Abraham, Mya (1 de outubro de 2021). «Brandy, Eve, Naturi Naughton, And Nadine Velazquez Drop "Nasty Girl" Single, Ahead Of 'Queens' Premiere». VIBE.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  142. The Introduction by Queens Cast, Eve, Naturi Naughton, Nadine Velazquez, Brandy & Pepi Sonuga (em inglês), 18 de outubro de 2021, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  143. Hear Me by Queens Cast & Brandy (em inglês), 18 de outubro de 2021, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  144. Framke, Caroline; Framke, Caroline (18 de outubro de 2021). «ABC's 'Queens' Lets Brandy, Eve, Crafty Melodrama Shine: TV Review». Variety (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  145. Han, Angie; Han, Angie (18 de outubro de 2021). «ABC's 'Queens': TV Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  146. Wrecking Ball - Single by Queens Cast & Brandy (em inglês), 25 de outubro de 2021, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  147. «Brandy Takes Center Stage on 'Until My Final Breath' | From This Weeks 'Queens'». UrbanBridgez.com | R&B, Interviews, TV + Films (em inglês). 13 de dezembro de 2021. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  148. Lady Z Strikes Back (Can't Stop You), 3 de janeiro de 2022, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  149. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  150. a b Lubrano, Anna Orso, Allison Steele, Justine McDaniel and Alfred. «The prom that became a legend: An oral history of the night Kobe took Brandy to a school dance». https://www.inquirer.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  151. Chan, Henry (24 de setembro de 1996), The Whistle Blower, Moesha, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  152. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  153. Group, Vibe Media (julho de 2004). Vibe (em inglês). [S.l.]: Vibe Media Group 
  154. «WebCite query result». archive.ph. 18 de janeiro de 2010. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  155. a b Archive-Joe-DAngelo. «Brandy's 'Ex-Husband' Says They Were Never Really Married». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  156. «Brandy Apologizes for Lying to Oprah». Essence (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  157. «Brandy breaks off engagement to Quentin Richardson, morphs tattoo». Reality TV World. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  158. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  159. «Brandy Gets Engaged to Music Executive Ryan Press». Rap-Up (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  160. «Brandy, Ryan Press Split, End Engagement: "They Are No Longer Together"». Us Weekly (em inglês). 15 de abril de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  161. «Brandy's New Song "Bye BiPolar" Is an Open Discussion of Mental Health». Distractify (em inglês). 31 de julho de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  162. Archive, View Author; Author, Email the; feed, Get author RSS (6 de agosto de 2020). «Brandy talks Kanye, Whitney and her first album in eight years». New York Post (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  163. «Brandy talks new album 'B7' and overcoming 'severe' depression». TheGrio (em inglês). 7 de agosto de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  164. a b «Brandy Tells Witness Fatal Crash Was Her Fault». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  165. «Brandy Car Accident | TMZ.com». web.archive.org. 6 de julho de 2009. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  166. «Brandy in the Clear». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  167. «Brandy Crash -- Dead Woman at Fault?». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  168. «Brandy Sued for $50 Million». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  169. «Brandy Settles with Final Crash Victim». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  170. «Victim's Husband Sues Brandy Over Fatal Crash». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  171. «Brandy Settles With Motorist Over Fatal Crash». E! Online. 15 de julho de 2009. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  172. «Brandy Settles Fatal Car Crash with Victim's Kids». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  173. «Brandy Settles Lawsuit with Crash Survivor». TMZ (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  174. «Brandy: Still Intoxicating». www.bluesandsoul.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  175. «10 Little Known Facts About Brandy Norwood». TheTalko (em inglês). 24 de fevereiro de 2020. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  176. «Cover Story: Brandy Chats Growth, Bouncing Back From Adversity». JetMag.com (em inglês). 17 de dezembro de 2012. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  177. «2017 tour of Chicago starring Brandy Norwood (review)». dctheatrescene.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  178. «Album Review: Brandy's 'Two Eleven' « Power 98 WPEG». web.archive.org. 30 de outubro de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  179. Andrew Chan (14 de outubro de 2012). «Review: Brandy, Two Eleven». Slant Magazine (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  180. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  181. a b «Brandy Norwood, Mississippi-born musician who sings, acts, and has her own show.». web.archive.org. 15 de julho de 2009. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  182. Brandy talks for a minute or two.. lol Pregnant and Glowing., consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  183. Reid, Shaheem. «Fans Will Get A New Taste Of Brandy On Full Moon». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  184. March 17, Craig Seymour Updated; EDT, 2020 at 03:06 AM. «Full Moon». EW.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  185. Reid, Shaheem. «Fans Will Get A New Taste Of Brandy On Full Moon». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  186. Reid, Shaheem. «Brandy Gets Love From Kanye, Timbaland On New Album». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  187. «CD: Brandy, Human». the Guardian (em inglês). 5 de dezembro de 2008. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  188. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  189. Brandy on Whitney Houston HSN Special, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  190. Brandy Remembers Whitney Houston: "She's Definitely One of My Angels" | Where Are They Now | OWN, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  191. Whitney & Brandy Behind The Scenes, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  192. Pt.3/4 TrueExclusives.com's Upclose & Personal Interview w/ Brandy (Part 3/4), consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  193. US Superstar Brandy LIVE on The Hangout in association with Musicalize & That Grape Juice, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  194. Pt.3/4 TrueExclusives.com's Upclose & Personal Interview w/ Brandy (Part 3/4), consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  195. Pt.3/4 TrueExclusives.com's Upclose & Personal Interview w/ Brandy (Part 3/4), consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  196. S&R w/ Brandy, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  197. «Rome News-Tribune - Google News Archive Search». news.google.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  198. «Brandy Has BIG Plans For The Future». HuffPost (em inglês). 28 de maio de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  199. Brandy - Next Level! | Interview, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  200. Reflections with Gabrielle Union, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  201. Web Exclusive: Brandy Fan Questions Interview Backstage at The Queen Latifah Show, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  202. Trust, Gary; Trust, Gary (2 de outubro de 2009). «Ask Billboard: How Popular Is Country Music?». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  203. «BET Experience». www.bet.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  204. «Gold & Platinum». RIAA (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  205. «Yahoo!». web.archive.org. 7 de janeiro de 2016. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  206. Staff, Billboard; Staff, Billboard (18 de novembro de 2010). «The Top 50 R&B / Hip-Hop Artists of the Past 25 Years». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  207. Strauss, Neil (5 de janeiro de 1996). «New Faces in Grammy Nominations». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  208. «Gold & Platinum». RIAA (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  209. «VIBE Vixen Style Story: Dawn Richard » VIBE Vixen». web.archive.org. 21 de outubro de 2013. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  210. Celebrities Congratulate Brandy on 20 Years & She Reacts!, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  211. Lipshutz, Jason; Lipshutz, Jason (9 de outubro de 2013). «Gimme Five: Ariana Grande's Most Inspirational Female Singers». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  212. Ty Dolla Sign Interview: Brandy, having to eat celery as a kid, EP with R. Kelly | MalcolmMusic, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  213. Tamar Braxton talks about Ariana Grande, John Legend & Brandy | MalcolmMusic, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  214. «Afrodisiac : Brandy : Review : Rolling Stone». web.archive.org. 24 de outubro de 2007. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  215. «Brandy Sean Garrett in the Studio Oct. 18th 2011 part 2 - YouTube». web.archive.org. 23 de outubro de 2011. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  216. EpicFailureTV1 Interviews Epic Singer "Brian Slade" Part 4, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  217. Melanie Fiona Loves Brandy (on KEMPIRE RADIO), consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  218. Brandy In The Studio With Stacy Barthe & Corey Chorus***2010, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  219. «VIBE Vixen Style Story: Dawn Richard » VIBE Vixen». web.archive.org. 21 de outubro de 2013. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  220. «That Grape Juice Interviews Brandy - That Grape Juice». thatgrapejuice.net. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  221. Celebrities Congratulate Brandy on 20 Years & She Reacts!, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  222. Muhammad, Ali Shaheed; Kelley, Frannie (12 de fevereiro de 2014). «Solange Knowles On Nas, Juvenile And Dance Moves». NPR (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  223. JoJo evaluates the vocals of Brandy, Beyoncé & Mary J. Blige, crowns a winner, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  224. «https://twitter.com/fatbellybella/status/251677695241494528». Twitter. Consultado em 26 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  225. June 22, Margeaux Watson Updated; EDT, 2007 at 04:00 AM. «Caribbean Queen: Rihanna». EW.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  226. «VH1.com : Kelly Rowland : Kelly Rowland Scraps Sappy Story, Picks Up Snoop - Rhapsody Music Downloads». web.archive.org. 1 de outubro de 2007. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  227. «John Frusciante, 'The Empyrean' (Record Collection)». SPIN (em inglês). 19 de fevereiro de 2009. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  228. H.E.R. talks about working with Rihanna & Bruno Mars controversy, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  229. «Brandy Norwood». Wikipedia (em inglês). 25 de fevereiro de 2022. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  230. Jules, Anne (5 de agosto de 2014). «First Black Cinderella: Keke Palmer Cast in Groundbreaking Role for African-Americans on Broadway». Latin Post. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  231. Moss, Robert F. (25 de fevereiro de 2001). «TELEVISION/RADIO; The Shrinking Life Span of the Black Sitcom». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  232. August 22, Dave Quinn; Pm, 2017 06:55. «Brandy Norwood and Lana Gordon Make Broadway History as Chicago the Musical's First Concurrent Black Leads». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  233. News, A. B. C. «A Brand New Brandy». ABC News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  234. «The Brandy Blog! Modeling». The Brandy Blog! (em inglês). 27 de julho de 2013. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  235. a b Archive-John-Gill. «Brandy Does DKNY In NYC». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  236. Staff, MTV News. «Mattel To Issue Brandy Doll». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  237. Brandy shows off the new styles at Ultima Hair shoot '08, consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  238. «Sensationnel Natural Protein Hair PRO 10 By BRANDY Weave». www.hairqueen.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  239. «Norwood Kids Foundation | About Us». web.archive.org. 13 de abril de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  240. Staff, MTV News. «Brandy Named International Youth Spokesperson For UNICEF». MTV News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  241. «The Brandy Blog! Charities & Community Service». The Brandy Blog! (em inglês). 27 de julho de 2013. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  242. «The Brandy Blog! Charities & Community Service». The Brandy Blog! (em inglês). 27 de julho de 2013. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  243. «Brandy teams up with Skechers for charity | Latest Celebrity News, Sports and Entertainment | Sandra Rose». sandrarose.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  244. «About Get Schooled». getschooled.com (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  245. «DO-GOODER: BRANDY NORWOOD PARTNERS WITH 'TEXT4BABY' TO HELP NEW MOMS - Black Celebrity Kids». web.archive.org. 30 de outubro de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  246. «Brandy's PSA - We Are Unstoppable - YouTube». web.archive.org. 1 de junho de 2014. Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
  247. «https://twitter.com/chicagomusical/status/1002230924422057984». Twitter. Consultado em 26 de fevereiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]