Brasão de Contagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasão da Contagem


Brasão (Escudo de Armas) (Lei 499 de 23/05/1963 )

Significados: Campo azul - lembra a tradiçã portuguesa, as nossas mais remotas origens, o brasão de Vasco Fernandes Coutinho, a cuja capitania pertenceu Contagem, como posto fiscal do "imposto de contagens", criado por D. João V.

Formato do contorno do Brasão Justifica-se pela proximidade do paralelo 20; porque todas as cidades, países e estados que estão próximos a este paralelo usam este formato. O paralelo 20 passa no Barreiro, município de Belo Horizonte.

Cruzados de Ouro - Os três cruzados de ouro representam a origem portuguesa.

Chaminé - Representa a riqueza industrial e caracteriza a indústria.

Jabuticabeira - representa a nossa riqueza agrícola e pastoril, os frutos do solo e também o maior atrativo turístico de Contagem.

Em chefe - É a faixa púrpura(roxo) com sete estrelas. A cor das estrelas representam o privilégio da celebração do Jubileu das Dores, em Contagem por concessão especial do papa Pio VII a uma das duas cidades autorizadas no Brasil.

Sete estrelas - Representam as sete dores de Nossa Senhora.

Mote - Listel de Ouro - Com a inscrição: "Per Populum Omnis Potestas a Deo" ( em latim ), cuja tradução é: " Todo Poder vem de Deus pelo Povo ".

Brasão de Contagem[editar | editar código-fonte]

(Lei 499 de 23 de maio de 1963)

SIGNIFICADOS:

  • Campo azul - lembra a tradição portuguesa, as nossas mais remotas origens, o brasão de Vasco Fernandes Coutinho, a cuja capitania pertenceu Contagem, como posto fiscal do "imposto de contagens", criado por D. João V.
  • Formato do contorno do Brasão - justifica-se pela proximidade do paralelo 20; porque todas as cidades, países e estados que estão próximos a este paralelo usam este formato. O paralelo 20 passa no Barreiro, município de Belo Horizonte.
  • Cruzados de Ouro - os três cruzados de ouro representam a origem portuguesa.
  • Chaminé - representa a riqueza industrial e caracteriza a indústria.
  • Jabuticabeira - representa a nossa riqueza agrícola e pastoril, os frutos do solo e também o maior atrativo turístico de Contagem.
  • Em chefe - é a faixa púrpura (roxo) com sete estrelas. A cor das estrelas representam o privilégio da celebração do Jubileu das Dores, em Contagem por concessão especial do papa Pio VII a uma das duas cidades autorizadas no Brasil.
  • Sete estrelas em campo roxo - representam as sete dores de Nossa Senhora, que sob o título de Nossa Senhora das Dores, é a padroeira da cidade.
  • Mote - Listel de Ouro - com a inscrição: Per Populum Omnis Potestas a Deo (em latim), cuja tradução é: Todo Poder vem de Deus pelo Povo.

Bandeira em fundo branco com o brasão ao centro.

FATO INTERESSANTE

Os brasões de domínio(também chamado de domicílio) são as formas de representação mais expressivas das comunidades e revelam todas as peculiaridades do município.

No caso do brasão de Contagem/MG podemos ressaltar um fato super interessante: A AUSÊNCIA DE UMA COROA MURAL.

A coroa mural (coroa acima do escudo) representa toda a evolução político-administrativa das comunidades e é assim representada: - coroa mural de 3 torres é para aldeias; - coroa mural de 4 torres é para vilas; - coroa mural de 5 torres é para cidades.

Vale ainda lembrar que a coroa mural de 5 torres subdivide-se em duas categorias: - coroa mural de 5 torres em prata para cidades e coroa mural de 5 torres em ouro é privativa de cidade capital de Estado.

O brasão de Contagem não existe coroa, ou seja, para os especialistas da lei heráldica (tão difundida na Europa), não há como distinguir a categoria da comunidade que ostenta este escudo (brasão).

Ainda é tempo de mudar.

Ver também[editar | editar código-fonte]