Brasão de Teresópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Brasão de Teresópolis

O Brasão do município de Teresópolis foi criado pela Lei Municipal n° 330, de dezembro de 1959, na gestão do prefeito Omar Duarte de Magalhães, e elaborada por uma comissão composta pelos historiadores, Srs. Gustavo Barroso, Maciel Pinheiro e, ainda, pelo heraldista Sr. Alberto Lima, com a seguinte redação:

"Escudo português terciado em faixa, representando os três distritos do município; na primeira faixa, em campo de vermelho, a coroa imperial do Brasil, de ouro, ladeada por duas estrelas do mesmo metal; na segunda faixa, em campo de prata, a silhueta da serra dos Órgãos, destacando-se o pico do Dedo de Deus, tudo de negro; na terceira faixa, em campo verde, atravessando, um rio de prata aguado de azul. Um listel de ouro com as datas 1855 e 1891, ladeado a palavra TERESÓPOLIS, tudo de vermelho. Como suportes, duas palmas de palmeiras imperiais de verde, ligadas pelos talos ao listel. Conjunto encimado pela coroa mural de cinco torres de prata".

Deve-se acrescentar à descrição: "Abaixo do listel de ouro, um listel de vermelho com a inscrição SUB DIGITUM DEI em prata."

A frase em latim significa “sob a ponta do dedo”, em evidente alusão à formação rochosa conhecida como dedo de Deus - um dos principais pontos turísticos da cidade (apesar de o dedo de Deus ficar no município vizinho de Guapimirim).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.