Brasileiros asiáticos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasileiros asiáticos
JapãoRepública Popular da ChinaCoreia do SulÍndia Brasil
Daniele Suzuki no Paraná Business Collection 2007 02.jpg
Sabrina Sato.jpg
JulianaImai.jpg
Deputado-William-Woo-Plenario.jpg
Chagdud tulku rinpoche.JPG
Angela Park 2009-06-08.jpg
Lyoto Machida by Marcos Joel Reis.jpg
Lt Brig Juniti Saito.png
Luiz Gushiken 2004.jpg
Hugo Hoyama.jpg
População total

2,08 milhões de amarelos ou em torno de 2,1% da população[1] [nota 1]

Regiões com população significativa
Brasil, principalmente na região Sudeste
Línguas
Predominantemente português, japonês, chinês e coreano
Religiões
61,2% Igreja Católica[3]
13,3% Protestantes
12,5% Sem religião
0,8% Outros cristãos
Minoritariamente budismo, xintoísmo e taoísmo.[4]
Grupos étnicos relacionados
Nipo-brasileiro, Sino-brasileiro, coreano-brasileiro, Indo-brasileiro

Um brasileiro asiático é uma pessoa nascida no Brasil de ascendência asiática. Segundo o censo do IBGE de 2010, 2,08 milhões de brasileiros declararam ser de cor amarela (de acordo com o censo, amarelos são aqueles que se declaram de origem asiática, japoneses, coreanos e chineses).

Comparado ao censo de 2000, quando apenas 761 mil brasileiros declararam ser amarelos, houve nesses dez anos um aumento de 173,7%. Esse grande aumento foi inicialmente interpretado como resultado de um crescimento da migração de asiáticos para o Brasil ou do retorno dos decasséguis brasileiros do Japão. Também levantou-se a hipótese de ter havido um aumento da reafirmação da identidade étnica, assim como ocorreu entre os pardos e pretos.[5] Contudo, conforme apurou a Revista Veja, no último censo do IBGE, sobretudo no Piauí, muitas pessoas que não têm qualquer origem oriental classificaram-se como "amarelas" no censo. Isso inflacionou o número real de orientais que vivem no Brasil.[2]

O Brasil recebeu muitos imigrantes da Ásia, tanto do Oriente Médio quanto do Leste Asiático. Os primeiros imigrantes asiáticos que chegaram ao Brasil eram um pequeno número de chineses (3.000) durante o período colonial. No entanto imigração significativa da Ásia para o Brasil começou no final do século XIX, quando a imigração do Líbano e da Síria se tornou importante.

A maioria dos brasileiros asiáticos têm raízes na Ásia Oriental, a maioria deles japoneses. Os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao Brasil em 1908. Até a década de 1950, mais de 250 mil japoneses imigraram para o Brasil. Atualmente, a população japonesa do Brasil está estimada em 1,5 milhões de pessoas. É, de longe, a maior população de origem étnica japonesa fora do Japão. Outros grupos do leste asiático também são significativos no Brasil. A população coreana brasileira é estimada em 50.000 e a população sino-brasileira em torno de 160.000. Mais de 70% dos brasileiros asiáticos estão concentradas no estado de São Paulo. Também existem populações significativas no Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas , Pará e Pernambuco.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Imigrantes asiáticos no Brasil

Segundo dados do recenseamento de 2010, feito pelo IBGE, 2.1% dos brasileiros declararam-se como amarelos. Dos dez municípios brasileiros com maior população autodeclarada amarela, quatro estavam no Paraná, quatro em São Paulo, um no Amazonas e um em Pernambuco.

Municípios brasileiros com maior percentual de descendentes de orientais (sobretudo japoneses):[6]

Notas

  1. No censo de 2010, muitas pessoas que se classificaram como "amarelas" não tinham qualquer origem oriental. Isso comprometeu a mensuração do número real de orientais no Brasil.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências