Break on Through (To the Other Side)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Break On Through)
Ir para: navegação, pesquisa
"Break on Through (To the Other Side)"
Single de The Doors
do álbum The Doors
Lado B End of the Night
Lançamento Janeiro de 1967
Formato(s) Vinil
Gravação Finais de Agosto - inícios de Setembro de 1966
Gênero(s) Rock psicodélico, protopunk
Duração 2:29
Gravadora(s) Elektra Records
Composição Jim Morrison
Produção Paul A. Rothchild
Cronologia de singles de The Doors
"Light My Fire"
(1967)
Faixas de The Doors

"Break on Through (To the Other Side)" é uma canção dos The Doors inserida no seu álbum de estreia, The Doors. Foi o primeiro single lançado pela banda e foi relativamente mal-sucedido quando comparado com os singles seguintes, atingindo apenas o 106º[1] posto nos Estados Unidos. Também surge no videojogo Tony Hawk's Underground 2.

Análise da Música[editar | editar código-fonte]

O Baterista John Densmore se inspirou na batida da Bossa Nova que acabava de chegar no EUA para criar a batida da música.. Jim Morrison compôs a letra que diz em seu refrão para "atravessar para o outro lado" (break on through to the other side), esse "outro lado" Morrison, que praticava Yoga, comparava os The Doors com o Yang do símbolo Yin e Yang, e quando ele ele diz "other side" ele convida a juventude de 1967 a sair do "obla di obla dá" e viajar para o lado mais sombrio, o lado da noite, o lado onde se "caça os prazeres e se cava os tesouros" (We chased our pleasures here, Dug our treasures there) ..

A música também aparece como faixa um do seu álbum de estréia, mas a gravadora Elektra Records censurou a canção na parte do "she gets high" (que significa "ela fica chapada"), que é repetida no meio da música (depois da parte do "Everybody loves my baby"). A versão original do álbum e todas as suas versões até os anos 90 tiveram a palavra "high" deletada, com Morrison cantando "she gets" quatro vezes antes de acabar a música. Versões ao vivo e mais recentes, tem toda a linha "she gets high". Atualmente, em rádios de rock e na maioria das coletâneas continua usando a versão censurada, pois a versão é mais familiar para os ouvintes.

Covers[editar | editar código-fonte]

Stone Temple Pilots fez o cover da música para o álbum de tributo do The Doors chamado Stoned Immaculate: The Music of The Doors. A banda de hard rock mexicana La Cuca fez um cover da música para o seu álbum La Racha.

Quando o The Doors apareceu em um episódio pelo VH1 Storytellers, aparece vários cantores convidados para falarem sobre Jim Morrison. Scott Weiland (cantor do Stone Temple Pilots) falou e cantou "Break on Through".

A banda Night Shift fez cover desta música em 2002 para seu álbum de estréia chamado Undercovers.

A banda de new wave americana Blondie tocou esta música várias vezes durante sua turnê de 1997-1999. Eles costumavam tocar esta música como primeira ou segunda do show.[2]

Aparições na mídia[editar | editar código-fonte]

  • No filme de Oliver Stone, The Doors a música é tocada três vezes; a primeira vez na casa de Ray Manzarek, então a segunda vez foi em um show durante o começo da banda no London Fog, e depois no filme no concerto em Miami, na qual Jim expôs si mesmo para a pláteia e foi preso.
  • A música pode ser escutada no filme Forrest Gump de 1994 (junto com "Hello, I Love You" e "People Are Strange").
  • A música parece no jogo Tony Hawk's Underground 2.
  • É um dos trailers do filme da Disney/Pixar chamado Monsters, Inc..
  • Aparece no trailer do filme 21 de 2008.
  • A versão remixada da música aparece no jogo Burnout Revenge. A música foi remixada por Brian Transeau e ela dura 7 minutos e 8 segundos.
  • Aparece no filme Jarhead de 2005.
  • Aparece no programa Os Simpsons durante um episódio da quarta temporada quando Krusty canta ela durante um flashback para 1973.
  • A música é usada no jogo musical Rock Band 3.
  • Tocada pelo Travis Meeks em novembro de 2002.

Referências[editar | editar código-fonte]

<references>

  1. Whitburn, Joel. Bubbling Under Singles & Albums (1998): 66
  2. http://www.deborah-harry.com/dh/breakonthrough.php