Breno Masi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Breno Masi
Breno Masi
Nascimento 10 de março de 1983 (36 anos)
São Paulo
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Empresário, Geek. Hoje Diretor de Produtos na Movile

Breno Masi ganhou fama por ser o primeiro brasileiro a conseguir desbloquear o iPhone (primeira geração) para ser usado em outras operadoras em julho de 2007, alguns dias depois do lançamento oficial do aparelho pela Apple, juntamente com seu amigo Paulo Stool.[1]

Um fórum de hackers foi criado em todo o mundo e diversos grupos passaram a competir em favor do desbloqueio. Apesar de Breno Masi ter ganhado a fama como sendo o primeiro a fazer o desbloqueio do iPhone no Brasil, quem realmente fez o primeiro desbloqueio foi George Hotz, quatro minutos depois de Masi.[2]

Masi conseguiu destaque internacional [3] quando foi o primeiro a desbloquear o iPhone 3G. Ele foi entrevistado pelo site Engadget,[4] que testou pessoalmente o desbloqueio e deu destaque para o feito de Masi.

De hacker a parceiro da Apple[editar | editar código-fonte]

Breno conseguiu notoriedade internacional por ter sido o primeiro a desbloquear o iPhone em julho de 2007,[6][7] alguns dias depois do lançamento. Ele publicou um vídeo no YouTube, onde aparecia discando para seu próprio celular, provando que o desbloqueio funcionava. Depois disto começaram a telefonar para Masi,[2] que passou a ganhar por esse serviço. Ele inclusive afirma ter desbloqueado o iPhone para o Presidente do Brasil,[2] alem de outras celebridades como Rubens Barrichello, Tony Kanaan, Hebe Camargo entre outros.

Na época o desbloqueio do iPhone 3G era feito via hardware, não por software, usando um adaptador para cartões SIM, e esse desbloqueio, não fazia a ativação do iPhone original (lançado um ano antes).

Conhecido pelo seu know-how na plataforma, Masi deixou o desbloqueio, se associou a empresários em 2008 e fundou a FingerTips, primeira desenvolvedora de aplicativos para iPhone da América latina.

Empreendedor[editar | editar código-fonte]

  • 2007/08 Ficou sócio do site MacMagazine [8] e colaborador da revista Macmais. Foi sócio da empresa DesbloqueioBR,[5] especializada em desbloqueio de aparelhos celulares, com sede em São Paulo.
  • 2008 Após essa fase, em junho Breno fundou a FingerTips junto com 5 empresários. Segundo a Revista Época, em 2010, tinha uma estimativa de receita de 4,5 milhões de reais [1] e teria sido a primeira empresa brasileira especializada em criação para aplicativos na plataforma iOS, publicado na App Store. O Bradesco Seguro Auto[9] foi um dos primeiros cases da empresa. Com mais de 300 aplicativos desenvolvidos se tornaram a maior produtora de aplicativos móveis do Brasil. Em 2011, a FingerTips passou a fazer parte do Grupo Pontomobi, que é o braço de mobilidade do Grupo RBS.
  • 2010 co-fundador da MonsterJuice, produtora de games mobile com sede em Curitiba. Fizeram games de sucesso como o Mundo vs Danilo Gentili,[10] Monster Cube, Estrela Digital que foi ganhador de diversos prêmios 2013.[11] Além de projetos para grandes marcas como Coca-Cola, Danone, Estrela e Volkswagen.
  • 2011 ele fundou a primeira rede social de aplicativos a Finggers [12] que chegou a ter 1 milhão de usuários ativos mensalmente.
  • 2013 foi um ano de mudanças na carreira de Breno Masi, ele saiu da própria empresa para assumir o cargo de Diretor de Produtos na Movile. Hoje ele é responsável pelo produto PlayKids "Netflix para crianças" que está disponível em mais de 24 países. Em 2013 foi considerado como um dos melhores aplicativos na App Store e Play Store.
  • 2013 junto com Walter Longo e Ricardo Longo fundaram a Onoffre Consulting a primeira consultoria especializada em mobile, wearable devices e tecnologias de vanguarda. A missão da Onoffre é ajudar empresas dos mais variados segmentos a aproveitarem novas oportunidades de negócios através de um conhecimento estratégico sobre um mundo em que as barreiras entre as realidades física e virtual estão cada vez menos definidas. [13]

Fanático por Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Breno Masi sempre foi obcecado por novas tecnologias, adora participar de programas de testes das principais empresas como Apple, Microsoft e Google. Em 2013 foi um dos primeiros escolhidos para testar o Google Glass.[14] Hoje já tem 4 aplicativos desenvolvidos para ele, além de ter participado da primeira cirurgia com o uso desse equipamento no Instituto Lubeck [15]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]