Brescia Calcio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Brescia
Bresciacalcio new.png
Nome Brescia Calcio
Alcunhas Rondinelle (Andorinhas)
Biancoazzurri (Azul e branco)
Leonessa (Leoa)
Mascote Leo
Principal rival Mantova
Atalanta
Fundação 1911
Estádio Estádio Mario Rigamonti
Capacidade 27 592 pessoas
Localização Bréscia, Itália
Presidente Itália Massimo Cellino
Treinador(a) Espanha Pep Clotet
Patrocinador(a) Itália UBI Banco Di Brescia
Material (d)esportivo Itália Kappa
Competição Serie B
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

Brescia Calcio é uma agremiação esportiva italiana com sede na comuna de Bréscia, que disputa a Série B.

História[editar | editar código-fonte]

A equipe foi fundada em 1911 como Brescia Football Club, jogou a Terceira Divisão no mesmo ano. Em 1913, foi promovido a Série B pela primeira vez, e em 1929, jogou na Serie A em seis das sete temporadas seguintes. Sucessivamente, o clube jogou entre as duas divisões principais, até 1982, quando desceu para a Serie C1. O clube voltou à Série B em 1985. Ganhou a Torneio Anglo-Italiano em 1994, a maior conquista notável em toda a sua história até então. No entanto, o Brescia ganhou notoriedade apenas em 2000, quando o clube assinou com Roberto Baggio, que levou o Brescia ao surpreendente sétimo lugar na Serie A em 2000-01, o melhor resultado durante todo o seu tempo na Serie A, sendo assim qualificada para a Taça Intertoto. Sucessivamente, o Brescia chegou à final da Taça Intertoto, mas em seguida, perdeu para o Paris Saint-Germain. Roberto Baggio, um dos maiores jogadores da história do clube, encerrou sua carreira de futebolista em 2004, após quatro anos defendendo as cores do Brescia e, durante esses quatro anos históricos, o clube se tornou amplamente conhecido como "Brescia Baggio". A camisa 10 foi aposentada em homenagem a Roberto Baggio, que encerrou sua carreira no clube. A camisa 13 também foi aposentada, em homenagem a Vittorio Mero, que faleceu após um grave acidente automobilístico. No entanto, na temporada seguinte que se seguiu a aposentadoria de Roberto Baggio, 2004-05, o Brescia foi novamente rebaixado para a Série B, terminando no humilde 19° lugar. O Brescia lutou para voltar à Serie A após o rebaixamento e finalmente retornou à Serie A depois de vencer o Torino com um agregado de 2-1 na temporada 2009-10.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
4º Uniforme

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Coppa Ali della Vittoria.png Campeonato Italiano de Futebol - Série B 4 1964-65, 1991-92, 1996-97, 2018-19
Itália Campeonato Italiano - Serie C 1 1938-39 (Grupo C)
Itália Campeonato Italiano - Serie C1 1 1984-85 (Grupo A)

Recordes Individuais[editar | editar código-fonte]

Escudo anterior do Brescia Calcio
Recordes Individuais
  • Maiores Artilheiros[1]
    Andrea Caracciolo (153 gols)[2]
    Virginio De Paoli (102 gols)
  • Melhor Atacante na Serie A
    Roberto Baggio (45 gols)
  • Melhor Atacante em 1ª Temporada na Serie A
    Dario Hübner (17 gols)
  • Jogador com mais partidas
    Stefano Bonometti (420 partidas)
    Egidio Salvi (397 partidas)
  • Jogador com mais partidas na Serie A
    Giuseppe Peruchetti (196 partidas)

Atualizado até 20 de dezembro de 2020.

Jogadores com mais jogos na história
Jogadores com mais gols na história

Rivais[editar | editar código-fonte]

O maior rival do Brescia Calcio é a Atalanta Bergamasca Calcio. Também protagoniza rivalidade com Albinoleffe.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 26 de agosto de 2022. [3]


Goleiros
N.º Jogador
1 Itália Lorenzo Andrenacci
12 Itália Luca Lezzerini
Defensores
N.º Jogador Pos.
6 Itália Davide Adorni Z
14 Itália Massimiliano Mangraviti Z
15 Itália Andrea Cistana Z
32 Itália Andrea Papetti Z
2 Austrália Fran Karačić LD
18 Suécia Alexander Jallow LD
3 França Matthieu Huard LE
30 Itália Federico Pace LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
5 Países Baixos Tom Van de Looi V
7 Itália Federico Viviani V
8 Albânia Emanuele Ndoj V
16 Itália Vincenzo Garofalo V
19 Itália Patrick Nuamah V
21 Polónia Jakub Labojko V
25 Itália Dimitri Bisoli V
26 Itália Massimo Bertagnoli V
6 Itália Nicolas Galazzi M
27 Itália Giacomo Olzer M
28 Líbia Ahmad Benali M
Atacantes
N.º Jogador
9 Itália Stefano Moreo
11 França Florian Ayé
20 Países Baixos Reuven Niemeijer
24 Itália Flavio Bianchi Vindo de Empréstimo
Comissão técnica
Nome Pos.
Espanha Pep Clotet T
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido
  • +: Jogador em fase final de recuperação
  • +: Jogador que volta de lesão/contusão
  • Suspenso.: Jogador suspenso

Jogadores destacados[editar | editar código-fonte]

A equipa do Brescia Calcio da temporada 1971-1972.

Esta é uma lista de jogadores de destaque que já passaram pelo Brescia:

Formados pelo clube[editar | editar código-fonte]

Com passagem marcante no clube[editar | editar código-fonte]

Sedes e estádios[editar | editar código-fonte]

Mario Rigamonti[editar | editar código-fonte]

É mais usado para receber partidas de futebol, e é a casa do time Brescia Calcio. Possui capacidade para receber 27.592 pessoas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Considerando os gols em campeonatos.
  2. Três gols em play-off.
  3. «Prima Squadra»