Bret Michaels

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bret Michaels
Bret Michaels em 2008
Informação geral
Nome completo Bret Michael Sychak
Nascimento 13 de março de 1963 (51 anos)
Origem Pensilvânia
País  Estados Unidos
Gênero(s) Hard rock, Glam metal
Instrumento(s) Vocais, Harmônica, Guitarra, Piano, Percussão
Período em atividade 1979 - atualmente
Página oficial bretmichaels.com

Bret Michael Sychak, mais conhecido como Bret Michaels, (Pensilvânia, 13 de março de 1963) é um cantor de hard rock, popular por fazer parte da banda Poison; também é um aclamado cantor, especialmente do gênero Glam Metal, o qual a banda Poison popularizou, mas seu trabalho solo tem em sua maioria, blues e country combinados com Heavy Metal.

É considerado o #40 dos "100 melhores vocalistas do Heavy Metal" superando muitos cantores excelentes e já vendeu mais de 35 milhões de cópias com o Poison. Sua carreira solo começou em 1998 e também foi bem no álbum que lançou em 2008 intitulado "Rock My World". Agora Bret, em 2010, acaba de lançar seu novo álbum "Custom Built", com músicas novas e outras pré-gravadas, mas fez novas versões.

Era conhecido pelo apelido de "Bad Boy", devido ao fato de possuir diabetes e, antes dos shows do Poison, injetar em si mesmo a insulina, confundindo a mídia, que declarava que ele usava drogas.

Ele formou a banda Paris em sua cidade natal em 1984, com o baterista Rikki Rockett. A banda, que mais tarde seria chamado de Poison, se mudou para Los Angeles em 1984, para romper com a cena Glam Metal da cidade. Poison se tornou uma das maiores bandas Hair Metal dos anos 80 gravando álbuns como "Open Up and Say ... Ahh!" vendeu 10 milhões de cópias no mundo inteiro e "Flesh & Blood" com 7 milhões de álbuns.

Michaels lançou seu primeiro álbum solo em 1998 intitulado "Uma Carta da Death Row e foi a trilha sonora do filme de mesmo nome. Lançou os 5 álbuns de estúdio e seu último single Rock My World foi o maior sucesso de seus discos solo.

Lançou oito álbuns de estúdio com a banda Poison, além de dois álbuns solo. No cinema, estrelou o filme "No Corredor da Morte", com Charlie Sheen, em 1998.

Teve um affair entre 1988 e 1992 com Sussie Hatton, atriz e modelo, e também teve um relacionamento curto, mas notório com Pamela Anderson. Neste novo século, bem como o lote de volta com a fama de Poison, tem sido destaque em seus shows Rock Of Love por 3 temporadas, o que o programa vem obtendo grande sucesso e Bret provocou uma nova geração de fãs prontos para o rock com ele e o Poison. Ele já apareceu em vários reality shows de diversos canais de televisão e cinema, em especial os canais MTV e VH1.

Em 22 de abril de 2010, Michaels foi levado ao hospital com uma dor de cabeça insuportável, quando foi examinado pelos médicos descobriram que ele havia sofrido uma hemorragia subaracnóide. Estava em estado crítico, mas sua condição era estável, a banda esperava para ver se o estado de Bret melhorava, mas isso é um pouco difícil pelo tabagismo e diabetes de Bret. Mas ele prontamente se recuperou logo após.

Em 5 de junho de 2010, Bret foi levado novamente ao hospital de Phoenix e era esperado para se recuperar totalmente de sua hemorragia cerebral quase fatal que ocorrera no mês anterior;

Em 27 de junho de 2010, reapareceu no palco, estava no show American Idol. Lá ele se juntou ao finalista Casey James para tocar "Every Rose Has Its Thorn", do Poison . Bret também participou do programa da Oprah Winfrey.

Em 6 de julho de 2010, Bret Michaels lançou seu novo álbum sob o nome de "Custom Built", pelo selo "Poor Boy". O material contém 12 faixas, muitas das quais são temas que já gravou em trabalhos anteriores, como "Every Rose Has Its Thorn" e outras novas faixas como "Riding Against The Wind" ou "Wasted Time".

Ele retomou sua turnê, que foi suspensa na sequência da hemorragia que sofreu.

Em 23 de Agosto, realizou o Miss Universo 2010, onde Bret Michaels e Natalie Morales, foram os apresentadores da festa popular.

Recentemente teve uma apariçao no filme American Pie - O Livro do Amor fazendo-se de si mesmo.

No game Guitar Hero III: Legends Of Rock ele aparece como personagem. E mais tarde, aparece no show Celebrity Apprendice, de Donald Trump.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Poison
  • Look What the Cat Dragged In (1986) #3
  • Open Up and Say...Ahh! (1988) #2
  • Flesh & Blood (1990) #2
  • Swallow This Live (1991) #5
  • Native Tongue (1993) #16
  • Poison's Greatest Hits: 1986-1996 (1996) #15
  • Crack a Smile...and More! (2000) #131
  • Power to the People (2000) #166
  • Hollyweird (2002) #103
  • Best of Ballads & Blues (2003) #144
  • The Best of Poison: 20 Years of Rock (2006) #17
  • POISON'D (2007) #32
  • Live Raw and Uncut (2008) #8


Compilações
  • Poison's Greatest Hits: 1986-1996 (1996)
  • Poison - Rock Champions (2001)
  • Best of Ballads & Blues (2003)
  • The Best of Poison: 20 Years of Rock (2006)
  • Poison - Box Set (Collector's Edition) (2009)


Álbuns solo
  • A Letter from Death Row (1998) #98
  • Ballads, Blues & Stories (2001)
  • Songs of Life (2003) #40
  • Freedom of Sound (2005) #34
  • Rock My World (2008) #24
  • Custom Built (2010)
  • Jammin’ with Friends (2013)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.