Brian Greene

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brian Greene
Nascimento 9 de fevereiro de 1963 (54 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade norte-americano
Alma mater Stuyvesant High School, Universidade Harvard, Universidade de Oxford
Prêmios Prêmio Andrew Gemant (2003)
Orientador(es) James Binney
Instituições Universidade Cornell, Universidade Columbia
Campo(s) Física

Brian Greene (Nova Iorque, 9 de fevereiro de 1963) é um físico norte-americano, professor da Universidade de Columbia e especialista da teoria das cordas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Nova Iorque, Greene foi um menino prodígio em matemática. A partir dos doze anos passou a ter lições particulares com um professor da Universidade de Columbia, visto dominar já a matemática do ensino secundário.

Ingressou em Harvard em 1980 para estudar física. Tendo concluído o bacharelado, foi para Oxford como Rhodes Scholar para concluir o doutoramento. Entrou na Universidade de Columbia em 1996, onde é professor desde 2003. Atualmente é co-diretor do Columbia's Institute for Strings, Cosmology, and Astroparticle Physics (Instituto de Cordas, Cosmologia e Física de Partículas da Universidade de Columbia) (ISCAP) e lidera um programa de pesquisas da aplicação da teoria das supercordas em questões cosmológicas.

Suas atividades para o público em geral incluem palestras (técnicas e gerais) em mais de 25 países, três livros de divulgação científica (ver abaixo), uma novela de ficção científica (Icarus at the Edge of Time, de 2008) e aparições na televisão (CNN, Time, David Letterman, Big Bang Theory,[1] etc).

Bibliografia (em Português)[editar | editar código-fonte]

O Universo elegante[editar | editar código-fonte]

  • O Universo elegante: Supercordas, dimensões ocultas e a busca da teoria definitiva; 2001; Companhia das Letras; ISBN 8535900985. Versão original: The Elegant Universe: Superstrings, Hidden Dimensions, and the Quest for the Ultimate Theory; 2000; Vintage; ISBN 0375708111.

É uma popularização da Teoria das cordas e da teoria M. Foi finalista do Prêmio Pulitzer em não ficção e vencedor do The Aventis Prizes for Science Books em 2000. O livro fala sobre como as variedades Calabi-Yau, assim como os pontos multi-dimensionais (11D, 16D, 26D) podem nos fazer compreender o espaço-tempo. Posteriormente, o livro gerou um programa especial em três partes pela PBS com Greene como narrador.

O Tecido do Cosmo[editar | editar código-fonte]

Trata sobre o espaço, tempo e a natureza do universo. Usando de personagens da cultura pop (como Os Simpsons e Arquivos X), o livro trata de assuntos da física moderna, como a não-localidade do emaranhamento das partículas e seu relacionamento com a relatividade especial e explicações básicas da teoria das cordas. É um exame da natureza íntima da matéria e realidade, cobrindo tópicos como espaço-tempo e cosmologia, origens e unificação, e finalmente possíveis aplicações das teorias mais recentes - como buracos de verme e viagens no tempo.

A Realidade Oculta[editar | editar código-fonte]

Trata de apresentar os recentes desenvolvimentos da física de multiverso nas últimas décadas, com apresentação das diferentes hipóteses sobre universos paralelos partindo de fundamentos da relatividade e da mecânica quântica.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.