Birger Jarl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Brigério Jarl)
Ir para: navegação, pesquisa
Birger Jarl
Imagem contemporânea de Birger jarl no Convento de Varnhem, onde está sepultado
Nascimento ca. 1210
Bjälbo na Östergötland,  Suécia
Morte 1266
Jälbolung na Västergötland,  Suécia
Nacionalidade  sueco
Ocupação Homem de estado
Militar
Regente do reino
Birger jarl, segundo uma representação tardia.

Birger Magnusson ou Birger jarl, nascido na década de 1210 em Bjälbo na Östergötland e falecido em 21 de outubro de 1266 em Jälbolung na Västergötland, foi um nobre sueco, regente do reino com o título de jarl a partir de 1248 até sua morte.[1][2]
Birger Jarl pertencia a uma linhagem, mais tarde chamada de Casa de Bjälbo (Bjälboätten) ou Casa de Folkung (Folkungaätten).[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nobre de nascimento, Birger se dedicou também às atividades militares a serviço do rei. Se casou em 1235 ou 1237 com a princesa Ingeborg Eriksdotter, a irmã de Érico XI. Dessa união, tem-se notícia que nasceram oito filhos e Birger se converteu em um dos homens mais influentes do reino. Seu nome aparece em crônicas medievais a partir do ano de 1237.

Em 1240, organizou um campanha militar contra a República de Novgorod, mas seu exército foi derrotado por Alexandre Nevsky durante a batalha de Neva. Depois da derrota da queda do jarl Ulf Fase entre 1247 e 1248, Birger jarl ascendeu ao cargo de jarl por ordem de Érico XI.

Quando morreu Érico XI em 1250, visto que o defunto rei não havia tido filhos, Valdemar, filho maior de Birger jarl e Ingeborg Eriksdotter foi designado para ser o sucessor do trono da Suécia. Mas, Valdemar era menor de idade e por isso Birger jarl se tornou regente do reino, de 1250 até sua morte.

Birger jarl aumentou o poder e a prosperidade da Suécia, e aproximou o país da Igreja Católica.
Em 1249, organizou uma expedição militar à Finlândia, onde se apoderou da região de Tavastia e construiu o Castelo de Tavastehus, na atual cidade de Hämeenlinna, continuando assim a construção de um império sueco na costa oriental do Mar Báltico. Por sua iniciativa, foram decretadas leis que protegiam as mulheres, as famílias, as igrejas e os tribunais.
Assinou um importante tratado comercial com a cidade de Lübeck, e, segundo a Crônica de Érico, Birger Jarl fundou a cidade de Estocolmo, fortificando a sua barra, a fim de a tornar um centro comercial entre a Suécia e Lübeck.[3]
[2]

Em 1251, o exército real sueco, sob o comando de Birger Jarl, derrotou na Batalha de Herrevadsbro a última resistência dos dissidentes sveas, liderados por Filipe Knutsson, Canuto Magnusson e Filipe Larsson, iniciando assim o processo de centralização do poder real e de integração das comunidades dos Götas e dos Sveas no reino unificado da Suécia.[4][2]

Após a morte de Ingeborg Eriksdotter em 1254, Birger casou-se novamente em 1261, com a rainha viúva da Dinamarca, Matilde Holstein.

Birger jarl faleceu em 21 de outubro de 1266 em um lugar chamado Jälbolung, na província Västergötland. Foi sepultado junto de Matilde e de seu filho Érico na Igreja do Convento de Varnhem.

Com a construção do Palácio Municipal de Estocolmo entre 1911 e 1923, construiu-se uma tumba abaixo da torre do edifício para que os restos mortais de Birger jarl fossem depositados ali. Ante a resposta negativa das autoridade eclesiásticas, a tumba permaneceu como um cenotáfio.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Mãe Desconhecida[editar | editar código-fonte]

Com Ingeborg Eriksdotter[editar | editar código-fonte]

Com Mechtild[editar | editar código-fonte]

Especula-se que teve uma filha com Mechtild:

  • Cristina Birgersdotter

Referências

  1. Magnusson, Thomas; et al. (2004). «Birger Jarl». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 59. ISBN 91-0-010680-1. 
  2. a b c d Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Birger Jarl». Bonniers uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag). p. 96-97. ISBN 91-0-011462-6. 
  3. «Birger jarl» (em sueco). Uppslagsverket Finland (Enciclopédia Finlândia). Consultado em 8 de março de 2016. 
  4. «Häradsvads bro – Herrevadsbro» (em sueco). Bengans historasidor: Historian sedd från Västergötland. Consultado em 18 de abril de 2014. 
Precedido por
Érico XI
Regente da Suécia
1248 - 1266
Sucedido por
Valdemar I
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Birger Jarl