Brigitte Macron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brigitte Macron
Primeira-dama da França
Período 14 de maio de 2017
até à atualidade
Antecessor(a) Julie Gayet
Dados pessoais
Nascimento 13 de abril de 1953 (64 anos)
Amiens, França
Cônjuge Emmanuel Macron (2007-atualmente)
André-Louis Auzière (1974-2006)
Filhos 3
Ocupação Professora

Brigitte Marie-Claude Macron (Amiens, 13 de abril de 1953) é uma professora do ensino médio e esposa de Emmanuel Macron, presidente da República Francesa.[1][2] Atualmente, é professora de literatura na Lycée Saint-Louis-de-Gonzague, uma escola de elite em Paris.[3]

Início da vida e educação[editar | editar código-fonte]

Brigitte Macron nasceu chamando-se Brigitte Marie-Claude Trogneux em Amiens, França. É filha de Simone (1910-1998) e Jean Trogneux (1909-1994), antigos donos da Chocolaterie Trogneux, fundada em 1872 em Amiens.[4][5] Seus pais tiveram seis filhos, e ela era a mais nova.</ref>

Carreira[editar | editar código-fonte]

Brigitte Auzière ensinou francês e latim em La Providence, um colégio jesuíta em Amiens. Foi nesta escola que Brigitte e Emmanuel Macron se conheceram.[6] Ele frequentava suas aulas de literatura e ela era responsável pela aula de teatro que ele frequentava.[7] O romance não era típico, uma vez que ela tinha 24 anos e 8 meses a mais, e Macron descreveu-o como "um amor frequentemente clandestino, muitas vezes escondido, incompreendido por muitos antes de se impor."[8]

Política[editar | editar código-fonte]

Brigitte Macron desempenhou um papel ativo na campanha do marido; um alto conselheiro afirmou "sua presença é essencial para ele." De acordo com uma matéria da Bloomberg, ela é "uma das poucas pessoas que ele [Macron] confia."[9] Macron afirmou que após sua vitória na eleição presidencial, sua esposa "terá o papel que ela sempre teve comigo, ela não será escondida."[10]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 22 de junho de 1974, casou-se com o banqueiro André-Louis Auzière, com quem teve três filhos. Ela se divorciou de Auzière em 2006 e casou-se com Macron em 2007.[11][12]

Nota[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Brigitte Trogneux». Gala. Consultado em 7 de maio de 2017 
  2. Point.fr, Le (9 de maio de 2017). «Les images émouvantes du mariage d'Emmanuel et Brigitte Macron». Le Point (em francês) 
  3. «Brigitte Macron, l'ex-prof de français qui pourrait entrer à l'Elysée». LeParisienne. 28 de abril de 2017. Consultado em 7 de maio de 2017 
  4. Tiphaine Lévy-Frébault (25 de junho de 2016). «Qui est Brigitte Trogneux, l'épouse d'Emmanuel Macron?». L'Express. Consultado em 7 de maio de 2017 
  5. «Arras : la chocolaterie Trogneux va déménager sur la place des Héros». La Voix du Nord. 30 de outubro de 2015. Consultado em 7 de maio de 2017 
  6. Pamela Druckerman (2 de fevereiro de 2017). «Sex and the French Elections». The New York Times. Consultado em 7 de maio de 2017 
  7. Richard Balmforth (2 de fevereiro de 2017). «France's Macron defied parental veto on schoolboy love affair with teacher». Reuters. Consultado em 7 de maio de 2017 
  8. Sofia Lotto Persio (12 de abril de 2017). «Emmanuel Macron: From teacher's pet to teacher's husband to President of France?». International Business Times. Consultado em 7 de maio de 2017 
  9. Helene Fouquet (7 de abril de 2017). «The Singular Woman Behind France's Front-Runner». Bloomberg. Consultado em 7 de maio de 2017 
  10. Ellie Pithers (4 de abril de 2017). «How Brigitte Macron Is Redefining First Lady Dressing». Vogue. Consultado em 7 de maio de 2017 
  11. «Emmanuel Macron: The new French minister of the economy». Cosmopolis. 27 de agosto de 2014. Consultado em 7 de maio de 2017 
  12. «VIDEO. LES IMAGES DU MARIAGE D'EMMANUEL MACRON ET DE BRIGITTE TROGNEUX DIFFUSÉES». LeParisienne. 22 de novembro de 2016. Consultado em 7 de maio de 2017