Bring It On

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura single da banda Godsmack, veja Bring It On (single).
Bring It On
Tudo por Elas (PRT)
Teenagers - As Apimentadas (BRA)
 Estados Unidos
2000 •  cor •  99 min 
Direção Peyton Reed
Produção Marc Abraham
Thomas A. Bliss
Produção executiva Armyan Bernstein
Paddy Cullen
Caitlin Scanlon
Max Wong
Roteiro Jessica Bendinger
Elenco Kirsten Dunst
Eliza Dushku
Jesse Bradford
Gabrielle Union
Género comédia
Edição Larry Bock
Companhia(s) produtora(s) Beacon Pictures
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 25 de Agosto de 2000
Brasil 5 de Janeiro de 2001
Idioma inglês
Orçamento US$ 11 milhões[1]
Receita US$ 90 449 929[1]
Cronologia
Again
Página no IMDb (em inglês)

Bring It On (bra: Teenagers - As Apimentadas /prt: Tudo por Elas) é um filme de comédia estadunidense de 2000, dirigido por Peyton Reed, e estrelado por Kirsten Dunst, Eliza Dushku, Jesse Bradford e Gabrielle Union. O enredo do filme gira em torno da preparação de uma equipe de líderes de torcida para as competições.

É o primeiro filme da série As Apimentadas. Foi lançado nos cinemas da América do Norte em 25 de agosto de 2000. No Brasil foi lançado em 5 de janeiro de 2001.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em busca de ganhar pelo 6.º ano consecutivo o Campeonato Nacional de Cheerleaders, Torrance Shipman (Kirsten Dunst), capitã da equipe de cheerleaders do San Diego Toros, precisa motivar sua equipe para derrotar seus principais rivais, os Clovers. Enquanto Isis (Gabrielle Union), capitã da equipe dos Clovers, busca arrecadar dinheiro para investir numa nova performance, Torrance enfrenta uma crise de criatividade, que faz com as coreografias de sua equipe não sejam nem um pouco originais. Ambas terão que enfrentar seus problemas e preparar suas equipes até o duelo final entre elas, no próprio Campeonato Nacional.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Kirsten Dunst .... Torrance Shipman
  • Eliza Dushku .... Missy Pantone
  • Jesse Bradford .... Cliff Pantone
  • Gabrielle Union .... Isis
  • Clare Kramer .... Courtney Egbert
  • Nicole Bilderback .... Whitney
  • Tsianina Joelson .... Darcy
  • Rini Bell .... Kasey
  • Nathan West .... Jan
  • Huntley Ritter .... Leslie
  • Shamari Fears .... Lava
  • Natina Reed .... Jenelope
  • Brandi Williams .... Lafred
  • Lindsay Sloane .... Big Red
  • Bianca Kajlich .... Carver
  • Holmes Osborne .... Bruce Shipman
  • Sherry Hursey .... Christine Shipman
  • Cody McMains .... Justin Shipman
  • Carla Mackauf .... Namorada do Arron na faculdade
  • Ian Roberts .... Sparky Polastri

Recepção da Critica[editar | editar código-fonte]

O longa recebeu 63% de aprovação no Rotten Tomatoes, com base em um total de 117 avaliações; o consenso do site diz: "Apesar do enredo estereotipado e fofo, este filme é surpreendentemente divertido de assistir, principalmente devido à sua alta energia e como ele humoristicamente engana as líderes de torcida em vez de se levar a sério."[2] O Metacritic, atribui uma pontuação média de 52 pontos, com base em 31 resenhas, indicando "Revisões mistas ou médias".[3] Muitos críticos fizeram elogios ao desempenho de Kirsten Dunst, em sua resenha para o The New York Times, A. O. Scott a chamou de "uma excelente atriz cômica, em grande parte por causa de seu grande alcance expressivo e da agilidade com que ela pode passar da ansiedade para a agressão, de magoada a genuína".[4]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Bring It On foi lançado na América do Norte em 25 de agosto de 2000, e arrecadou 17.362.105 de dólares em 2.380 cinemas durante o fim de semana de estréia, ficando em primeiro lugar nas bilheterias norte-americanas e tendo lucro logo na primeira semana, já o que o orçamento foi de 11 milhões. Embora tenha tido um declínio de 18% nos ganhos, o filme voltou a ocupar a primeira posição por uma segunda semana consecutiva e, posteriormente, por uma terceira, sendo considerado um sucesso. O filme arrecadou 68.379.000 de dólares na América do Norte e 22.070.929 de dólares fora dos Estados Unidos, chegando a um total de 90.449.929 de dólares.[5]

Legado[editar | editar código-fonte]

O sucesso do longa rendeu 5 sequencias lançadas pela Universal Studios diretamente em vídeo. O filmes contam praticamente com a mesma história e sempre com um elenco diferente.

Uma versão teatral e musical do filme estreou no Alliance Theatre, em Atlanta, Geórgia, em 16 de janeiro de 2011. O musical conta com músicas de Lin-Manuel Miranda e Tom Kitt, letras de Amanda Green, direção e coreografia de Andy Blankenbuehler.[6] Uma turnê nacional do musical começou no Ahmanson Theatre, em Los Angeles, ficando em cartaz de novembro a 10 de dezembro de 2011.[7] Depois viajou para São Francisco, Denver, Houston e Toronto no Canadá. O musical estreou na Broadway no St. James Theatre, em uma apresentação especial em 12 de julho de 2012, e entrou em cartaz oficialmente em 1º de agosto, indo até 30 de dezembro de 2012.[8]

Vários atores desconhecidos (ou pouco conhecidos) que passaram pela franquia de filmes "Bring It On" alcançaram fama ou notoriedade em Hollywood, sendo no cinema, na televisão ou na música, como Gabrielle Union, Joshua Gomez, Felicia Day, Bethany Joy Lenz, Solange Knowles, Ashley Benson, Holland Roden, Caity Lotz entre outros.

Em 2008 o filme ficou em 30º lugar na lista da Entertainment Weekly dos "50 melhores filmes de Escola", e atualmente é considerado um clássico cult.[9]

Referências

  1. a b «Bring It On : Total Lifetime Grosses : Worldwide:» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 6 de novembro de 2017. Arquivado do original em 7 de novembro de 2017 
  2. Bring It On (em inglês), consultado em 11 de outubro de 2018 
  3. Bring It On, consultado em 11 de outubro de 2018 
  4. Scott, A. O. «FILM REVIEW; Strong, Modest and Sincere Behind All the Giddy Cheer» (em inglês) 
  5. «Bring It On: 2000». Box Office Mojo. Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  6. «Bring It On - The Musical» 
  7. «Bring It On: The Musical to Launch National Tour at L.A.'s Ahmanson Theatre». Broadway.com (em inglês) 
  8. «Three Cheers! Bring It On: The Musical Confirmed to Play Broadway This Summer». Broadway.com (em inglês) 
  9. «The unexpected cult status of Peyton Reed's "Bring It On."». IFC (em inglês)