Brummbär

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sd.Kfz. 166
Sturmpanzer 43
Brummbär
Sturmpanzer.Saumur.0008gkp7.jpg
Tipo Canhão de assalto
Local de origem Flag of Germany (1935–1945).svg Alemanha Nazista
História operacional
Em serviço 1943-1945
Utilizadores Flag of Germany (1935–1945).svg Alemanha Nazista
Guerras Segunda Guerra Mundial
Histórico de produção
Data de criação 1942-1943
Fabricante Vienna Arsenal
Deutsche Eisenwerke
Período de
produção
1943-1945
Quantidade
produzida
306
Variantes 4
Especificações
Peso 28,2 t (62 200 lb)
Comprimento 5,93 m (19 ft)
Largura 2,88 m (9,4 ft)
Altura 2,52 m (8,3 ft)
Tripulação 5 (condutor, comandante, artilheiro e 2 municiadores)
Blindagem do veículo Frontal: 100-80 mm (3 900 in)
Laterais: 50-30 mm (2 000 in)
Traseira: 30-20 mm (1 200 in)
Armamento
primário
1 x 15 cm StuH 43 L/12 de 150 mm
Armamento
secundário
1 x MG 34 de 7.92 mm
Motor Maybach HL120 TRM V12
296 hp (221 000 W)
Peso/potência 300 PS/ton
Suspensão Suspensão de lâminas
Alcance
Operacional
210 km (130 mi) (estrada)
Velocidade 40 km/h (estrada)
24 km/h (fora-de-estrada)

O Sturmpanzer 43, apelidado de Brummbär, foi um canhão de assalto pesado de suporte a infantaria utilizado pela Alemanha Nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi utilizado nas batalhas de Kursk, Anzio, Normandia, além de ser utilizado também na Revolta de Varsóvia. Era conhecido pelo apelido Brummbär (em alemão: "Resmungão") pela Inteligência Aliada, um nome que não foi usado pelos alemães. Pouco mais de 300 veículos foram construídos e eles foram divididos em quatro batalhões independentes.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O Sturmpanzer foi projetado para fornecer apoio de fogo direto à infantaria, especialmente em áreas urbanas. Utilizava o chassi do Panzer IV com uma super-estrutura blindada em forma de casamata para alocar a tripulação e o canhão de 15.0 cm (150mm) Sturmhaubitze (StuH) 43 L/12, desenvolvido pela Škoda.[1] Esse canhão utilizava projéteis de 150 mm Sig 33, que pesava 38 quilos, oque fez o trabalho do carregador árduo, especialmente se o canhão foi elevado à um ângulo elevado.

Uma metralhadora MG 34 foi adicionada, que poderia ser presa a escotilha do artilheiro, muito parecida com a do Sturmgeschütz III Ausf. G. Os primeiros veículos carregava uma pistola-metralhadora MP-40 em seu interior, que poderia ser acionada por meio de portas de disparo nos lados da superestrutura.[2]

Os veículos iniciais eram demasiados pesados para o chassi, o que levou a frequentes avarias da suspensão e transmissão. Foram feitos esforços para melhorar isso a partir da segunda série em diante, com algum sucesso.

Em outubro de 1943, foi decidido que o canhão StuH 43 precisava ser redesenhado para reduzir o seu peso. Uma nova versão, de cerca de 800 kg mais leve que o StuH 43, foi construída, como StuH 43/1. Algum do peso salvo se deu através da redução da blindagem sobre o canhão de montagem propriamente dito. Esta arma foi usada a partir da terceira série de produção em diante. O revestimento de Zimmerit (uma espécie de pasta que proporcionava proteção contra mina antitanques) foi aplicado a todos os veículos até setembro de 1944.[3]

Histórico de combate[editar | editar código-fonte]

Os alemães utilizaram o Sturmpanzer pela primeira vez em 1943 durante a batalha de Kursk. Vários foram enviados para Itália em 1944 e também para a França durante a campanha contra os aliados após a invasão da Normandia.[4][5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.