Bruno Nogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bruno Nogueira
Nome completo Bruno Nogueira
Nascimento 31 de janeiro de 1982 (35 anos)
Lisboa
 Portugal
Nacionalidade  Portugal
Ocupação humorista
apresentador de televisão
ator
Atividade 2002 - até hoje
Outros prêmios
Prémio Arco-íris (2010)

Prémio Autores de 2012

Bruno Nogueira (Lisboa, 31 de Janeiro de 1982), 1,94 m de altura,[1] é um humorista, actor e apresentador de televisão português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Apresentou durante 4 anos o programa da SIC Radical Curto Circuito. Porém, foi através da stand-up comedy que se tornou conhecido, em programas como Levanta-te e Ri (2003/2006), Manobras de Diversão (2004/2005) ou HermanSIC (2004/2005). Participou em Sorte Nula, longa-metragem de Fernando Fragata (2004) e foi o apresentador de O Pior Condutor de Sempre (SIC, 2006).

No teatro participou salienta as comédias Antes Eles do Que Nós, de João Quadros no Teatro São Luiz e Avalanche, de Ana Bola no Teatro Villaret, ambos dirigidos por António Pires em 2006. Em 2007 esteve em cena no Casino Lisboa ao integrar o elenco do espectáculo Os Melhores Sketches dos Monty Python, dirigido por António Feio.

Em Abril de 2010, estreou na RTP o talk-show Lado B, apresentado por Bruno Nogueira, igualmente presente na rádio através da rubrica Tubo de Ensaio, da TSF.

Em 2011, Nogueira começou o ano com o seu primeiro papel dramático, na peça "Azul Longe nas Colinas", de Dennis Potter e encenada por Beatriz Batarda, no Teatro Nacional D. Maria II, onde contracena com actores como Dinarte Branco, Luísa Cruz ou Albano Jerónimo, entre outros. Na televisão, a RTP exibiu Último a Sair, uma série em formato de falso reality-show na qual Bruno Nogueira participou como criador, actor e argumentista (juntamente com João Quadros e Frederico Pombares).

Em 2013 foi protagonista do programa Odisseia (2013), com Gonçalo Waddington, na RTP.

Apresenta o espetáculo "Deixem o Pimba em Paz", feito com o objectivo de descontruir as melodias e o universo lírico do universo da música pimba. No ano seguinte é editado em disco.

Em Agosto de 2015 regressa à SIC com o programa "Som de Cristal" onde acompanha vários cantores do universo da música pimba.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Foi galardoado com o Prémio Arco-íris,[2] da Associação ILGA Portugal, pelo seu contributo, enquanto humorista, na luta contra a discriminação e a homofobia.

Foi galardoado com o Prémio TV 7 Dias para Melhor Programa do Ano, com Lado B.

Em 2012 ganhou o Prémio de Melhor Programa de Ficção, da Sociedade Portuguesa de Actores, com o programa Último a Sair.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Tem uma filha, Luísa nascida em Lisboa, a 10 de Novembro de 2014, fruto da sua relação com a actriz Beatriz Batarda.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre profissionais de Televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.