Bryan O'Connor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bryan O'Connor
Nome completo Bryan Daniel O'Connor
Nascimento 6 de setembro de 1946 (72 anos)
Orange, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Cônjuge Susan O'Connor
Filho(s)
  • Thomas
  • Kevin
Alma mater Academia Naval dos Estados Unidos em Annapolis
Ocupação
Serviço militar
Serviço Corpo de Fuzileiros Navais
dos Estados Unidos
Anos de serviço 1968–1992
Patente coronel
Condecorações Medalha de Serviço
Superior de Defesa (2)
Cruz de Voo Distinto
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 15 dias, 23 horas, 18 minutos
Seleção Grupo 9 da NASA 1980
Missões
Insígnia da missão Sts-61-b-patch.png Sts-40-patch.png
Aposentadoria 31 de agosto de 2011
Prêmios Medalha de Serviço
Distinto da NASA

Bryan Daniel O'Connor (Orange, 6 de setembro de 1946) é um ex-astronauta e ex-coronel do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, veterano de duas missões no espaço.

Formado em engenharia pela Academia Naval dos Estados Unidos em 1968 e com um mestrado científico em Aeronáutica pela Universidade West Florida em 1970, formou-se como piloto naval pela Escola de Pilotos de Teste Navais dos Estados Unidos em 1976. Em sua carreira como piloto, serviu em jatos A-4 Skyhawk e Sea Harrier nos Estados Unidos, na Europa e no Pacífico Ocidental. No total, cumpriu cerca de 5000 horas de voo em mais de 40 tipos de aeronaves.[1]

NASA[editar | editar código-fonte]

Foi selecionado para o curso de astronautas da NASA em 1980. Após a qualificação, foi designado para funções em terra, em apoio de missões do ônibus espacial e serviu como Capcom das missões STS-5 até STS-9. Com o acidente da Challenger em 1986, O'Connor passou os três anos seguintes trabalhando em uma série de tarefas de segurança e de gestão para as futuras missões do ônibus espacial, além de ter coordenado as primeiras atividades de recolhimento, análise e montagem dos destroços nos dias seguintes à tragédia.

Foi pela primeira vez ao espaço em novembro de 1985 como piloto da missão STS-61-B Atlantis, a primeira a colocar quatro satélites em órbita terrestre, num total de 108 órbitas e 165 horas no espaço. A segunda foi em 5 de junho de 1991, na STS-40 Columbia, uma missão do Spacelab dedicada à biologia e a primeira a transportar três mulheres na tripulação, com a duração de nove dias.[1]

Deixou a NASA em 1991 após seu último voo, para comandar o Departamento de Aviação Naval no Naval Air Test Center na base de Patuxent River, retornando no ano seguinte para assumir funções no quartel-general da agência em Washington, D.C. Em 2011 se aposentou definitivamente depois de exercer o cargo de Oficial Chefe de Segurança e Garantia de Missão, perfazendo um total de mais de 30 anos de serviços prestados na NASA.[1]

Referências

  1. a b c «BRYAN O'CONNOR». Astronaut Scholarship Foundation. Consultado em 7 de abril de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]