Bug, Bug, Bye, Bye

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Bug, Bug, Bye, Bye"
Single de Ivete Sangalo
do álbum Beat Beleza
Lançamento 3 de agosto de 2001
Formato(s) Airplay
Gravação 2000
Gênero(s) Samba-reggae
Duração 4:07
Gravadora(s) Universal
Composição
  • Augusto Conceição
  • Chiclete
  • Rayala
Cronologia de singles de Ivete Sangalo
"A Lua Q Eu T Dei
(2001)
"Empurra-Empurra"
(2001)

Bug, Bug, Bye, Bye é uma canção da cantora baiana Ivete Sangalo, para o seu segundo álbum de estúdio, Beat Beleza (2000). A canção, composta por Augusto Conceição, Chiclete e Rayala, foi lançada como terceiro single do álbum, e é considerada uma das músicas mais pop do álbum, tendo também toques de reggae. "Bug Bug Bye Bye" é uma canção que fala sobre um término de um relacionamento, onde Ivete canta sobre não querer mais um amor que a machucou, dando adeus ao seu ex-amado. A canção não atingiu enorme sucesso nas paradas, alcançando o pico de número 41. Para promover a canção, Ivete foi aos programas Planeta Xuxa, Superpop e É Show para cantá-la. A canção também esteve presente nas turnês "Beat Beleza Tour" e "Festa Tour".

Composição e letra[editar | editar código-fonte]

"Bug, Bug, Bye, Bye" foi composta por Augusto Conceição, Chiclete (os compositores de "Pererê") e Rayala.[1] A canção, de estilo pop, também traz elementos de reggae.[2] "Bug, Bug, Bye, Bye" fala sobre um término de um relacionamento, onde Ivete canta, "Não quero mais esse amor, no peito uma dor machuca não pára de doer, é um tormento esse amor, traz pranto, não sou santo , prefiro não sofrer." Depois, Ivete reclama, "É chato amar sem ser amado, talvez tenha que mudar, talvez tenha!." No refrão, Ivete dá adeus ao ex-amado, cantando, "Bug Bug Bye Bye!, Bug Bug Bye, Bug Bug Bye Bye!, Bug Bug Bye."[1]

Desempenho nas paradas e outras versões[editar | editar código-fonte]

"Bug, Bug, Bye, Bye" foi lançada no início de agosto, e estreou nas paradas de sucesso do Hot 100 Brasil no dia 11 de agosto de 2001. A canção alcançou o pico de número 41, no dia 29 de setembro de 2001, ficando por duas semanas na mesma posição. Apesar de não ter entrado no Top 40, a canção fez mais sucesso que o primeiro single, "Pererê," que ficou na posição de número 44.[3] A canção também entrou na 39ª posição das mais tocadas do site "Som do Rádio".[4]

"Bug, Bug, Bye, Bye" entrou apenas nas compilações "Novo Millennium" de 2005 e "Sem Limite" de 2008.[5] Ivete cantou pouquíssimas vezes a canção, em programas de TV, Ivete cantou a canção no "Planeta Xuxa de Verão", "Superpop," e "É Show", já em suas turnês, a canção só fez parte da Turnê Beat Beleza, de 2001, e da Turnê Festa de 2002-2003. Em 2016 a música foi regravada no CD e DVD Acústico em Trancoso.

Posição nas paradas[editar | editar código-fonte]

Paradas (2001) Posição
 Brasil - (Hot 100 Brasil)[3] 41

Referências

  1. a b «Bug Bug Bye Bye, de Ivete Sangalo». Letras e Músicas. UOL. Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  2. «Folha da Região: Gôndola». Folha da Região. 10 de janeiro de 2001. Consultado em 21 de dezembro de 2013 
  3. a b «Hot 100 Brasil» (PDF). Consultado em 02 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Som do Rádio - As músicas mais tocadas nas rádios do Brasil em 2001». Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  5. «Bug Bug Bye Bye - Ivete Sangalo | Allmusic». Allmusic. Consultado em 26 de dezembro de 2013