Bujar Nishani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Bujar Nishani
Bujar Nishani
7.º Presidente da Albânia
Período 24 de julho de 2012
a 24 de julho de 2017
Antecessor(a) Bamir Topi
Sucessor(a) Ilir Meta
Dados pessoais
Nascimento 29 de setembro de 1966
Durrës, Albânia
Morte 28 de maio de 2022 (55 anos)
Berlim, Alemanha
Primeira-dama Odeta Nishani
Partido Partido Democrático da Albânia

Bujar Faik Nishani (Durrës, 29 de setembro de 1966Berlim, 28 de maio de 2022; AFI: buˌjaɹ niˈʃani) foi um político albanês, foi presidente da Albânia de 2012 até 2017. Quando foi eleito, Nishani era membro do Partido Democrático da Albânia, deputado, e ministro dos Assuntos Internos. Constitucionalmente resignou aos três cargos após a eleição. O parlamento da Albânia elegeu Nishani para presidente com uma maioria simples de 73 em 140 possíveis, sem consenso da oposição.

Vida pessoal e educação[editar | editar código-fonte]

Bujar Nishani nasceu em Durrës, Albânia. Em 1988 terminou os estudos na Academia Militar Skënderbej. Em 1996 estudou em San Antonio, Texas e na Califórnia. Em 2004, graduou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Tirana. Completou ainda um mestrado em Estudos Europeus.[1] É casado com Odeta Nishani e tem dois filhos.

Política[editar | editar código-fonte]

Bujar Nishani militou-se no Partido Democrático da Albânia em 1991, após a queda do comunismo. Trabalhou com chefe de relações exteriores no Ministério da Defesa e, depois, como chefe do gabinete de relações com a NATO no Ministério dos Negócios Estrangeiros. Em 1996 regressou ao Ministério da Defesa como membro do gabinete.[1]

Após o Partido Democrático ter perdido as eleições parlamentares de 1997, saiu do cargo que ocupava e tornou-se presidente de uma ONG dedicada a assuntos militares euro-atlânticos. Em 2001 foi eleito secretário-geral do ramo do Partido Democrático em Tirana, e em 2004 membro do conselho da cidade de Tirana.[1]

Venceu as eleições de 2005, na 34.ª zona eleitoral da capital contra o Ministro da Polícia e Segurança Igli Toska. Depois de liderar a Comissão Parlamentar de Segurança Nacional foi nomeado Ministro do Interior pelo primeiro-ministro Sali Berisha, e, em setembro de 2009, após segunda vitória eleitoral, foi nomeado Ministro da Justiça.[1] Em 2011 substituiu Lulzim Basha como Ministro do Interior.[2]

A 12 de junho de 2012, após vencer as eleições presidenciais, Nishani abandonou o cargo de Ministro do Interior.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Após uma doença autoimune que infectou seus pulmões. Sua condição piorou devido a ele ter contraído COVID-19. Ele morreu em 28 de maio de 2022.[4]

Referências

  1. a b c d Biografia oficial
  2. Agenzia Nova, 20 de abril de 2011
  3. Takim përshëndetës me stafin e Ministrisë së Brendshme i Z. Bujar Nishani pas zgjedhjes në postin e Presidentit të Republikës. Dt.12.06.2012, Ministério do Interior da República da Albânia, 12 de junho de 2012 (em albanês)
  4. «Former President of Albania Bujar Nishani Dead at 58». Exit - Explaining Albania (em inglês). 28 de maio de 2022. Consultado em 28 de maio de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Gjergj Lezhja
(interino)
Ministro do Interior da Albânia
2007 – 2009
Sucedido por
Lulzim Basha
Precedido por
Enkelejd Alibeaj
Ministro da Justiça da Albânia
2009 – 2011
Sucedido por
Eduard Halimi
Precedido por
Lulzim Basha
Ministro do Interior da Albânia
2011 – 2012
Sucedido por
Flamur Noka
Precedido por
Bamir Topi
Presidente da Albânia
2012 – 2017
Sucedido por
Ilir Meta