Buritis (Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Buritis.
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Buritis
—  Bairro do Brasil  —
Região administrativa Sul
Município Belo Horizonte
Limites
Fonte: Não disponível

O Buritis é um bairro nobre[1] de classe média alta e classe alta da região Oeste de Belo Horizonte, com maioria de moradores de alta renda[1], um dos melhores bairros de Belo Horizonte[2].

Teve crescimento recorde entre todos os bairros da América do Sul há poucos anos, e crescimento médio populacional de mais de 27% ao ano, devido principalmente à mudança no coeficiente de aproveitamento do solo, que foi alterado de 1,0 para o 1,7, hoje com 1,0 devido a alteração da lei de uso e ocupação do solo de Belo Horizonte pela lei 9959 de 20 de Julho de 2010.

O bairro apresenta prédios de alto luxo, construídos a partir da segunda metade da década de oitenta, com gigantescas áreas de lazer (as maiores de Belo Horizonte, com verdadeiros clubes, já que os outros bairros da cidade são mais antigos e portanto têm estruturas mais simples ou menos espaçosas). Ruas largas, jardins, urbanismo impecável, todas as ruas com calçadas portuguesas, vistas impecáveis, envolto por montanhas e serras, um comércio forte concentrado na Avenida Mario Werneck (principal via do bairro), inúmeros bancos, inclusive as agências exclusivas para os segmentos de alta renda (Itaú Personalite, Bradesco Prime, BB Estilo), galerias, clínicas, supermercados gourmets (Verdemar e Supernosso Gourmet), restaurantes, ao bairro uma completa infraestrutura, fatores que atraem investidores e boa parte dos ricos de Belo Horizonte. O bairro Buritis conta com um Guia Comercial gratuito, feito por moradores e hoje já é uma referencia na região, muito utilizado por quem procura produtos e serviços. O Guia aproximou prestadores de serviço e moradores do bairro. Antes do Guia, vizinhos não sabiam que moravam próximo de um prestador de serviço e deslocavam-se para outros bairros para contratar serviços. Hoje é diferente, a amizade chegou ao ponto de se comunicarem através de aplicativos sobre assuntos do bairro e até mesmo confraternizações em bares da região.

História[editar | editar código-fonte]

A região onde se encontra o bairro Buritis era, até a década de 60, uma fazenda, do Sr. Aggeo Pio Sobrinho; também faziam parte da mesma os Bairros Palmeiras e Estrela D'alva; vizinhos do bairro Buritis .

Na década de 70, esta fazenda foi dividida e os terrenos foram vendidos. Nesta época a única maneira de se chegar ao local era através da avenida D. João VI, via bairro Palmeiras.

Já no início dos anos 80, a Construtora Alcindo Vieira (CONVAP-SA), lançou um grande empreendimento na região do Buritis. Segundo a construtora, aqui seria construído um condomínio fechado. Nesta época, a região era considerada Zona Residencial 2, ou seja, permitia-se a construção apenas de residenciais unifamiliares e horizontais. Abriu-se então a Av. Mário Werneck, as principais ruas do bairro e fez-se a ligação com a Av. Raja Gabáglia.

Origem[editar | editar código-fonte]

Lançado na década de 70 o Buritis, bairro da região Oeste, é um dos bairros que mais crescem em Belo Horizonte. Em 1987, chegou a ser considerado o maior canteiro de obras da capital. O ritmo das construções diminuiu, mas o bairro encabeça a lista dos que oferecem o maior número de unidades habitacionais, conforme levantamento do Instituto de Pesquisas Administrativas da Universidade Federal de Minas Gerais (IPEAD/UFMG), realizado em novembro de 2005. O Buritis é um bairro jovem, bem localizado, com infra-estrutura e vida próprias. Pelo menos é assim que boa parte dos moradores o descrevem. A localização privilegiada e a boa infra-estrutura da região também são motivos de orgulho e atraem compradores de imóveis. Mas nem sempre foi assim. As primeiras casas, projeto original do bairro, começaram a ser erguidas em 1981, mas, em 1985, a Prefeitura de Belo Horizonte alterou o tipo de zoneamento previsto na Lei de Uso e Ocupação do Solo, dando início à verticalização do lugar. Em pouco mais de 10 anos, a paisagem se transformou e centenas de empreendimentos se instalaram: bancos, universidades, supermercados, imobiliárias, bares, restaurantes, academias, farmácias e shoppings. A sua população teve um aumento considerável e hoje está estimada em mais de 29 mil habitantes.


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b Classificação de renda do Ipead segundo o censo 2000. http://www.ipead.face.ufmg.br/site/siteipead/downloads/Classes_Bairros_BH_com_mapa.pdf
  2. Bairros de Belo Horizonte