Cássio Loredano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cássio Loredano
Nascimento 17 de julho de 1948 (70 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação cartunista
Loredano em 2017

Loredano Cássio Silva Filho, conhecido como Cássio Loredano (Rio de Janeiro, 1948) é um caricaturista brasileiro.

Nas palavras de Millôr Fernandes, “filho de um oficial de cavalaria, Loredano desde cedo se sentiu obrigado a desmontar o ser humano”. De 1949 a 1971, viveu entre Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo. Foi também repórter e redator de jornal e radiojornalismo de 1968 até 1972, quando se dedicou exclusivamente à caricatura. Trabalhou nos jornais O Pasquim, Opinião, O Globo e Jornal do Brasil. Morou na Alemanha, França, Itália e Espanha, colaborando para periódicos como Frankfurter Allgemeine Zeitung, Die Zeit, La Repubblica, Il Globo, Libération, Magazine Littéraire e El País.

Pesquisador, Cássio organizou quatro livros de desenhos de J. Carlos. Também organizou coletâneas de outros caricaturistas, como Guevara e Figueroa. Publicou Nássara desenhista (1985), Guevara e Figueroa: caricatura no Brasil nos anos 20 (1986), Luís Trimano: desenhos, 1968-1990 (1993), Loredano caricaturas: mancha, traço, página (1994), O Rio de J. Carlos (1998), Carnaval J. Carlos (1999) e Alfabeto literário (2002).

É desenhista de O Estado de S. Paulo e colabora regularmente para outros órgãos da imprensa nacional e estrangeira.[1]

Loredano tem um estilo único na criação de caricaturas.Com um traço preciso e dinâmico, impressiona pela captação de gestos e impressões.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cássio Loredano

Ligações externas[editar | editar código-fonte]