Cátia Fonseca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catia Fonseca
Nome completo Catia Cilene de Miranda e Fonseca
Nascimento 1 de fevereiro de 1969 (47 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Apresentadora

Catia Cilene de Miranda e Fonseca (São Paulo, 1 de fevereiro de 1969), nascida como Catia Cilene de Souza Pedreschi e conhecida artisticamente apenas como Catia Fonseca, é uma apresentadora de televisão brasileira. É formada em Rádio e TV pelo SENAC.[1] É constantemente chamada de 'Rainha do Merchandising' pela imprensa, uma vez que é uma das artistas mais procuradas pelos patrocinadores pela credibilidade em vendas, chegando a ser garota-propaganda de 23 empresas simultaneamente em 2015.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1986, aos 16 anos, Cátia viu um anúncio de jornal buscando uma secretária para a rádio Antena 1, conquistando a vaga e ficando na empresa por seis anos.[3] No tempo em que esteve na rádio interessou-se pelo ofício e, após cursar Rádio e TV, realizou alguns testes na televisão e rádio, embora não tenha passado.[4] Em 1994 soube que iria se inaugurar uma nova emissora em São Paulo, a Rede Mulher – atual Record News –, que estava buscando apresentadores para contratar.[5] Cátia realizou os testes e, sem receber resposta, passou a ir na emissora vários dias da semana durante meses pedir aos diretores que lhe dessem uma chance.[5] Contratada naquele ano, estreou o programa de culinária Com Sabor, que em 1995 muda de nome para Universo Feminino, uma vez que passaria a abordar outros temas relacionados à mulher, como qualidade de vida, posicionamento no mercado de trabalho e pautas familiares.[6] No final de 1997 se desliga da emissora, recusando renovar o contrato por visar investir em um empreendimento próprio.[6] Na mesma época é convidada pela Rede Manchete para assumir o programa Mulheres de Hoje e, após rejeitar o convite primeiramente, fecha um acordo de que ficaria apenas três meses enquanto a emissora tentasse encontrar outra apresentadora.[6] Em março de 1998 assina com a TV Gazeta e assume o programa Pra Você.[7] Em 1999 assina com a Rede Record para comandar o Note e Anote no lugar de Ana Maria Braga, após ser visada pela boa repercussão com o público e com os patrocinadores.[8]

Em 2000 também passou a dirigir o Note e Anote.[9] Em setembro é dispensada pela Rede Record após um ano e meio no programa.[10] Na época Cátia explicou para a revista Isto É Gente que a apresentadora Claudete Troiano havia arquitetado para tomar seu posto no Note e Anote: "Não usaria os meios que ela usou. Soube que ela pediu para um diretor dizer aos executivos da emissora que era mais em conta e aceitava ganhar metade do que eu".[11] Claudete já havia entrado no lugar de Cátia anteriormente no Mulheres de Hoje e no Pra Você, o que desencadeou uma discussão na imprensa.[12] A emissora chegou a oferecer um programa nas tardes para Cátia, porém a apresentadora preferiu finalizar seu contrato pela situação que acontecera.[13] Em 2002 Cátia assina com a TV Gazeta e, em 4 de março, assume o Mulheres, reestruturando o programa, retirando os quadros de sensacionalismo e casos trágicos e trazendo de volta o formato original com reportagens voltadas ao público feminino, culinária e prestação de serviço.[14][15]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1986, aos 17 anos, se casou com o jornalista Dafnis da Fonseca.[16] Em 1987 nasce seu primogênito, Thiago e, em 1992, o segundo filho, Felipe.[17] Ainda em 1991 ingressou no curso de Rádio e TV pelo SENAC, formando-se dois anos depois.[16] Em maio de 2013, após 27 anos de casada, anuncia sua separação, revelando que estava adiando a decisão há alguns anos.[18][19] Em novembro do mesmo ano assume o namoro com o diretor Rodrigo Riccó, com quem está atualmente.[20]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo
1994 Com Sabor Apresentadora
1995–97 Universo Feminino Apresentadora
1998 Mulher de Hoje Apresentadora
1998–99 Pra Você Apresentadora
1999–00 Note e Anote Apresentadora
2002–presente Mulheres Apresentadora

Referências

  1. «Catia Fonseca». TV Square. Consultado em 2016-01-30. 
  2. «Rainha do merchandising, Catia Fonseca nunca viajou de primeira classe e adora bolacha de submarca». UOL. Consultado em 2016-01-30. 
  3. «A antiperua está no ar». Terra. Consultado em 2016-01-30. 
  4. «BIOGRAFIA DE CÁTIA FONSECA, PARA O MUSEU DA TELEVISÃO BRASILEIRA». Museu da TV. Consultado em 2016-01-30. 
  5. a b «Sobre bullying, Cátia Fonseca afirma: "nada me deixa em uma saia justa"». Jovem Pan. Consultado em 2016-01-30. 
  6. a b c «Relembre a trajetória de Cátia Fonseca na TV, que hoje é considerada a “Rainha do merchandising”». Famosos Web. Consultado em 2016-01-30. 
  7. «Cátia Fonseca: a mulher por trás da apresentadora». Revista Estilo Fashion. Consultado em 2016-01-30. 
  8. «Cátia Fonseca: a mulher por trás da apresentadora». Revista Estilo Fashion. Consultado em 2016-01-30. 
  9. «Cátia Fonseca: sem pressa de voltar ao ar». Estadão. Consultado em 2016-01-30. 
  10. «Claudete vai para Record; Márcia assume "Mulheres"». Folha de S.Paulo. Consultado em 2016-01-30. 
  11. «Cozinha em chamas». Terra. Consultado em 2016-01-30. 
  12. «Record demite Cátia Fonseca». UOL. Consultado em 2016-01-30. 
  13. «Record troca Cátia Fonseca por Claudete Troiano». Diário do Grande ABC. Consultado em 2016-01-30. 
  14. «Gazeta tira Cátia Fonseca da padaria para o Mulheres». Terra. Consultado em 2016-01-30. 
  15. «Notinhas da Fama». Folha de S.Paulo. Consultado em 2016-01-30. 
  16. a b «Cátia Fonseca desabafa: 'Me separei, porque há anos queria me separar'». Revista Caras. Consultado em 2016-01-30. 
  17. «Cátia Fonseca: "Dedico 80% do que sou ao sofrimento que passei na Record" - TV & Novelas - iG». Gente. Consultado em 2016-01-30. 
  18. «Cátia Fonseca está se separando do marido». Área VIP. Consultado em 2016-01-30. 
  19. «Cátia Fonseca fala sobre polêmica: “me separei porque há anos queria me separar”». Papo Feminino. Consultado em 2016-01-30. 
  20. «Apresentadora Cátia Fonseca assume namoro com diretor do "Mulheres"». UOL. Consultado em 2016-01-30. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]