Cândido Xavier de Almeida e Sousa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cândido Xavier de Almeida e Sousa (São Paulo, 1748Santos, 25 de dezembro de 1831) foi um militar e político brasileiro.

Filho de Luciano de Sousa Azevedo, ingressou na carreira das armas em 1762, no regimento de infantaria de São Paulo. Foi também um desbravador de territórios onde hoje encontram-se localidades como Guarapuava, por ele fundada em 8 de setembro de 1770, com o forte de Nossa Senhora do Carmo, no atual estado do Paraná, anteriormente nos limites da capitania de São Paulo com o Paraguai.

Em 1800 foi enviado ao Mato Grosso para tratar dos limites de fronteira com o Paraguai e comandar o Forte de Coimbra.

Foi membro do triunvirato que governou provisoriamente (10 de setembro de 1822 a 9 de janeiro de 1823) a província de São Paulo logo após a independência do Brasil e, em seguida, governou sozinho de 9 de janeiro de 1823 a 1 de abril de 1824.

Foi agraciado com a Imperial Ordem de Avis, Imperial Ordem de Cristo e oficial da Imperial Ordem do Cruzeiro.

Fonte de referência[editar | editar código-fonte]

  • SILVA, Alfredo P.M. Os Generais do Exército Brasileiro, 1822 a 1889, M. Orosco & Co., Rio de Janeiro, 1906, vol. 1, 949 pp.


Precedido por
João Carlos Augusto de Oyenhausen-Gravenburg e
José Bonifácio de Andrada e Silva
Presidente da Província de São Paulo
1822 — 1824
Sucedido por
Cândido Xavier de Almeida e Sousa
Precedido por
Junta governativa paulista de 1822
Presidente da Província de São Paulo
1822 — 1824
Sucedido por
Lucas Antônio Monteiro de Barros