César (cinema)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
César
Descrição Excelência em cinema
Organização Academia das Artes e Técnicas do Cinema
País França
Primeira cerimónia 3 de abril de 1976
Sítio oficial

O César (em francês: César du cinéma) é o prêmio mais importante do cinema francês. A Nuit des César ("Noite dos Césares"), como é conhecida a cerimônia, é realizada anualmente em Paris desde 1976. Os indicados ao prêmio são selecionados pelos membros de doze categorias de profissionais do cinema e apoiados pelo Ministério da Cultura francês.[1] A cerimônia é transmitida nacionalmente pela televisão todos os anos em fevereiro. A premiação é uma iniciativa da Academia das Artes e Técnicas do Cinema, fundada em 1975.

O César é considerado a maior honraria cinematográfica da França, com importância no país semelhante ao Molière do teatro e ao Victoires de la Musique da música. No cinema, é o equivalente francês do Óscar.

A premiação foi criada por Georges Cravenne, que também criou o Prêmio Molière do teatro. O nome do prêmio vem do escultor César Baldaccini (1921–1998), o criador da estatueta.

A 47.ª cerimônia do César decorreu em 25 de fevereiro de 2022. Illusions perdues, dirigido por Xavier Giannoli, ganhou o prêmio de Melhor Filme.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1975 Georges Cravenne (1914–2009) fundou a Academia das Artes e Técnicas do Cinema com o objetivo de premiar as realizações e trabalhos artísticos mais notáveis do cinema francês, um equivalente ao Óscar norte-americano. A primeira cerimônia (Nuit des César) foi realizada em 3 de abril de 1976 sob a presidência de Jean Gabin, poucos meses antes da sua morte. O nome do prémio provém do escultor César Baldaccini, criador das estatuetas entregues aos vencedores em cada categoria.[3] É, também, uma homenagem indireta ao ator francês Raimu, que interpretou um personagem chamado César no filme homônimo de Marcel Pagnol.[3]

O César substituiu o Étoile de cristal, um prémio concedido de 1955 a 1975. No entanto, existiram outros prémios concedidos ao cinema francês no passado, dentre eles o Grande Prémio do Cinema Francês (1934–1986), criado pelo pioneiro Louis Lumière, e as Vitórias do Cinema Francês (1946–1964).[4]

Na cerimônia inaugural do César, 13 prêmios foram distribuídos (hoje existem 22, divididos em nove subcategorias).[5] As categorias adicionadas nos últimos anos incluem Melhor ator/atriz revelação (Meilleur espoir), Melhor Documentário (Meilleur documentaire) e Melhor Filme de Animação (Meilleur film d'animation). As categorias que foram descontinuadas incluem a de Melhor Cartaz e a de Melhor Produtor, sendo a última atualmente dada pelo Prêmio Daniel Toscan du Plantier.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Durante a 45.ª cerimônia do César em 2020, Adèle Haenel, atriz francesa que protagonizou Portrait de la jeune fille en feu, deixou o evento quando Roman Polanski recebeu o prêmio de melhor diretor[6] em protesto contra o fato de que notáveis abusadores sexuais na indústria cinematográfica podem receber prêmios, ao mesmo tempo em que suas vítimas são silenciadas.[7][8][9][10] Polanski foi condenado por manter relações sexuais ilegais com uma garota de 13 anos na Califórnia em 1978, e também foi acusado outras vezes de estupro.[11][12]

A estatueta[editar | editar código-fonte]

A estatueta do César

As estatuetas do César são esculturas comprimidas de peças de metal, desenhadas em 1975 pelo escultor César Baldaccini, amigo de Georges Cravenne.[13][3] Essas peças forjadas são feitas de bronze natural polido, ao contrário do Óscar, que é banhado a ouro. Este último inspirou diretamente o primeiro troféu da AATC em 1976, que era um rolo de filme fotográfico circundando uma silhueta.[3][14] Em 1977, diante de uma recepção mista dos atores, Baldaccini apresentou a estatueta atual, pesando 3,5 kg e fundida na fundição Bocquel na Normandia.[3][15]

Processo de votação[editar | editar código-fonte]

A votação para o César é feita através de duas votações pelo correio: a primeira para definir as indicações por categoria (três a cinco), e a segunda para decidir o vencedor.[16]

Os eleitores consistem em cerca de 4.000 profissionais do ramo, divididos em 12 áreas (atores, diretores, roteiristas, técnicos, produtores, distribuidores e vendedores internacionais, operadores, agentes artísticos, indústrias técnicas, diretores de elenco, assessores de imprensa e membros associados).[17] Os critérios para votar são: ter uma carreira relativamente consistente no cinema e um patrocínio duplo na Academia. Indicados ou vencedores das edições anteriores do César estão isentos dessas formalidades.[16][17]

Para ajudar os eleitores, a Academia identifica a cada ano filmes lançados na França e fornece um guia das obras e dos profissionais elegíveis. Um conjunto de DVDs de produções francesas produzidas durante o ano é enviado em dezembro com o catálogo de filmes aos eleitores.[16] Após a divulgação das indicações, no final de janeiro, os filmes indicados são exibidos em sessões especiais nos cinemas Les 3 Luxembourg no Quartier Latin, e no Le Balzac, próximo à Champs-Élysées.[18] Todos os anos, um almoço especial ("Déjeuner des nommés aux César du cinéma") é realizado no restaurante Fouquet's na Champs-Élysées, algumas semanas antes da cerimônia.[19]

Categorias[editar | editar código-fonte]

Prêmios ao mérito[editar | editar código-fonte]

Prêmios especiais[editar | editar código-fonte]

  • César honorário
  • César des Césars - entre 1985 e 1995
  • Prix Daniel Toscan du Plantier - desde 2008
  • Trophée César & Techniques - desde 2011
  • Médaille d'Or - apenas em 2015
  • César & Techniques Special Award - entre 2015 e 2017
  • César & Techniques Innovation Award - desde 2018
  • César du public - desde 2018

Prêmios retirados[editar | editar código-fonte]

Cerimônias[editar | editar código-fonte]

Edição Data[20] Presidente(s)[21] Apresentador(es)[22] Melhor filme
1.ª 3 de abril de 1976 Jean Gabin Pierre Tchernia Le vieux fusil
2.ª 19 de fevereiro de 1977 Lino Ventura Monsieur Klein
3.ª 4 de fevereiro de 1978 Jeanne Moreau Providence
4.ª 3 de fevereiro de 1979 Charles Vanel Pierre Tchernia e Jean-Claude Brialy L'Argent des autres
5.ª 2 de fevereiro de 1980 Jean Marais Pierre Tchernia e Peter Ustinov Tess
6.ª 31 de janeiro de 1981 Yves Montand Pierre Tchernia Le dernier métro
7.ª 27 de fevereiro de 1982 Orson Welles Jacques Martin e Pierre Tchernia La Guerre du feu
8.ª 26 de fevereiro de 1983 Catherine Deneuve Jean-Claude Brialy La Balance
9.ª 3 de março de 1984 Gene Kelly Léon Zitrone (Empate) À nos amours
&
Le Bal
10.ª 3 de fevereiro de 1985 Simone Signoret Pierre Tchernia Les Ripoux
11.ª 22 de fevereiro de 1986 Madeleine Renaud and Jean-Louis Barrault Michel Drucker Trois hommes et un couffin
12.ª 7 de março de 1987 Sean Connery Michel Drucker e Pierre Tchernia Thérèse
13.ª 12 de março de 1988 Miloš Forman Michel Drucker e Jane Birkin Au revoir les enfants
14.ª 4 de março de 1989 Peter Ustinov Pierre Tchernia Camille Claudel
15.ª 4 de março de 1990 Kirk Douglas Ève Ruggieri Trop belle pour toi
16.ª 9 de março de 1991 Sophia Loren Richard Bohringer Cyrano de Bergerac
17.ª 22 de fevereiro de 1992 Michèle Morgan Frédéric Mitterrand Tous les matins du monde
18.ª 8 de março de 1993 Marcello Mastroianni Les Nuits fauves
19.ª 26 de fevereiro de 1994 Gérard Depardieu Fabrice Luchini e Clémentine Célarié Smoking / No Smoking
20.ª 25 de fevereiro de 1995 Alain Delon Jean-Claude Brialy e Pierre Tchernia Les roseaux sauvages
21.ª 3 de fevereiro de 1996 Philippe Noiret Antoine de Caunes La Haine
22.ª 8 de fevereiro de 1997 Annie Girardot Ridicule
23.ª 28 de fevereiro de 1998 Juliette Binoche On connaît la chanson
24.ª 6 de março de 1999 Isabelle Huppert La Vie rêvée des anges
25.ª 19 de fevereiro de 2000 Alain Delon Alain Chabat Vénus beauté (institut)
26.ª 24 de fevereiro de 2001 Daniel Auteuil Édouard Baer Le Goût des autres
27.ª 2 de março de 2002 Nathalie Baye Le fabuleux destin d'Amélie Poulain
28.ª 22 de fevereiro de 2003 Géraldine Pailhas The Pianist
29.ª 21 de fevereiro de 2004 Fanny Ardant Gad Elmaleh Les invasions barbares
30.ª 26 de fevereiro de 2005 Isabelle Adjani L'Esquive
31.ª 25 de fevereiro de 2006 Carole Bouquet Valérie Lemercier De battre mon cœur s'est arrêté
32.ª 24 de fevereiro de 2007 Claude Brasseur Lady Chatterley
33.ª 22 de fevereiro de 2008 Jean Rochefort Antoine de Caunes La Graine et le Mulet
34.ª 27 de fevereiro de 2009 Charlotte Gainsbourg Séraphine
35.ª 27 de fevereiro de 2010 Marion Cotillard Valérie Lemercier and Gad Elmaleh Un prophète
36.ª 25 de fevereiro de 2011 Jodie Foster Antoine de Caunes Des hommes et des dieux
37.ª 24 de fevereiro de 2012 Guillaume Canet The Artist
38.ª 22 de fevereiro de 2013 Jamel Debbouze Amour
39.ª 28 de fevereiro de 2014 François Cluzet Cécile de France Les Garçons et Guillaume, à table !
40.ª 20 de fevereiro de 2015 Dany Boon Édouard Baer Timbuktu
41.ª 26 de fevereiro de 2016 Claude Lelouch Florence Foresti Fatima
42.ª 24 de fevereiro de 2017 Jérôme Commandeur Elle
43.ª 2 de março de 2018 Vanessa Paradis Manu Payet 120 battements par minute
44.ª 22 de fevereiro de 2019 Kristin Scott Thomas Kad Merad Jusqu'à la garde
45.ª 28 de fevereiro de 2020 Sandrine Kiberlain Florence Foresti Les Misérables
46.ª 12 de março de 2021 Roschdy Zem Marina Foïs Adieu les cons
47.ª 25 de fevereiro de 2022 Danièle Thompson Antoine de Caunes Illusions perdues

No geral[editar | editar código-fonte]

Filmes que ganharam cinco ou mais prêmios[editar | editar código-fonte]

Filme Ano Indicações Vitórias
Cyrano de Bergerac 1990 13 10
Le dernier métro 1980 12 10
Un prophète 2009 13 9
De battre mon cœur s'est arrêté 2005 10 8
Illusions perdues 2022 15 7
On connaît la chanson 1997 12 7
Tous les matins du monde 1991 11 7
Le Pianiste 2002 10 7
Au revoir les enfants 1987 9 7
Séraphine 2008 9 7
Providence 1977 8 7
Timbuktu 2015 8 7
The Artist 2012 10 6
Thérèse 1986 10 6
Camille Claudel 1988 12 5
La Reine Margot 1994 12 5
Un long dimanche de fiançailles 2004 12 5
Annette 2022 11 5
Trop belle pour toi 1989 11 5
La môme 2007 11 5
Amour 2013 10 5
Les Garçons et Guillaume, à table ! 2014 10 5
Lady Chatterley 2007 9 5
Smoking / No Smoking 1993 9 5

Filmes que receberam 10 ou mais indicações[editar | editar código-fonte]

Filme Ano Indicações Vitórias
Illusions perdues 2022 15 7
Le fabuleux destin d'Amélie Poulain 2001 13 4
Cyrano de Bergerac 1990 13 10
Subway 1985 13 3
A Prophet 2009 13 9
Polisse 2012 13 2
Camille redouble 2013 13 0
Au revoir là-haut 2018 13 5
120 battements par minute 2018 13 6
8 femmes 2002 12 0
Le dernier métro 1980 12 10
Tchao Pantin 1984 12 5
Camille Claudel 1988 12 5
La Reine Margot 1994 12 5
Ridicule 1996 12 4
On connaît la chanson 1997 12 7
Un long dimanche de fiançailles 2004 12 5
L'Exercice de l'État 2012 12 3
J'accuse 2020 12 3
Les Misérables 2020 12 4
Tous les matins du monde 1991 11 7
Nelly et Monsieur Arnaud 1995 11 2
Un secret 2007 11 1
À l'origine 2009 11 1
Des hommes et des dieux 2010 11 3
Ceux qui m'aiment prendront le train 1998 11 3
Trop belle pour toi 1989 11 5
La môme 2007 11 5
Marguerite 2016 11 4
Elle 2017 11 2
Frantz 2017 11 1
Trois souvenirs de ma jeunesse 2016 11 1
La Belle Époque 2020 11 3
Annette 2022 11 5
L'Instinct de mort 2008 10 3
De battre mon cœur s'est arrêté 2005 10 8
Coup de torchon 1981 10 0
The Pianist 2002 10 7
Thérèse 1986 10 6
Welcome 2009 10 0
The Artist 2012 10 6
Les Adieux à la reine 2013 10 3
Amour 2013 10 5
Les garçons et Guillaume, à table ! 2014 10 5
Jusqu'à la garde 2019 10 4
Saint Laurent 2015 10 1
Le Grand Bain 2019 10 1
Le Sens de la fête 2018 10 0
Portrait de la jeune fille en feu 2020 10 1
Aline 2022 10 1

Diretores com dois ou mais prêmios[editar | editar código-fonte]

Diretor Indicações Vitórias
Roman Polanski 5 5
Jacques Audiard 7 3
Alain Resnais 8 2
Bertrand Tavernier 7 2
Jean-Jacques Annaud 4 2
Claude Sautet 4 2
Abdellatif Kechiche 3 2

Atores com 7 ou mais indicações[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Indicações Vitórias
Gérard Depardieu 17 2
Isabelle Huppert 16 2
Daniel Auteuil 14 2
Catherine Deneuve 14 2
Karin Viard 13 3
Nathalie Baye 10 4
Catherine Frot 10 2
Juliette Binoche 10 1
Fabrice Luchini 10 1
Miou-Miou 10 1
Isabelle Adjani 9 5
Dominique Blanc 9 4
Sandrine Kiberlain 9 2
François Cluzet 9 1
Michel Serrault 8 3
Jean-Hugues Anglade 8 1
Emmanuelle Béart 8 1
André Dussollier 7 3
Marion Cotillard 7 2
Charlotte Gainsbourg 7 2
Adèle Haenel 7 2
Noémie Lvovsky 7 0
Jean-Pierre Marielle 7 0

Filmes vencedores e indicados para as cinco principais categorias[editar | editar código-fonte]

Vencedores[editar | editar código-fonte]

  1. Melhor filme: François Truffaut
  2. Melhor diretor: François Truffaut
  3. Melhor ator: Gérard Depardieu
  4. Melhor atriz: Catherine Deneuve
  5. Melhor roteiro: Suzanne Schiffman e François Truffaut
  1. Melhor filme: Michael Haneke & Margaret Ménégoz
  2. Melhor diretor: Michael Haneke
  3. Melhor ator: Jean-Louis Trintignant
  4. Melhor atriz: Emmanuelle Riva
  5. Melhor roteiro: Michael Haneke

Indicados[editar | editar código-fonte]

Quatro prêmios vencidos

Três prêmios vencidos

Filmes com mais indicações e vitórias em categorias de atuação[editar | editar código-fonte]

Total Vitórias Filme Atores
7 1 Polisse Atriz: Marina Foïs e Karin Viard
Ator secundário: Nicolas Duvauchelle, JoeyStarr e Frédéric Pierrot
Atriz secundária: Karole Rocher
Atriz revelação Naidra Ayadi (venceu)
7 0 Camille redouble Atriz: Noémie Lvovsky
Ator secundário: Samir Guesmi e Michel Vuillermoz
Atriz secundária: Judith Chemla e Yolande Moreau
Atriz revelação Julia Faure e India Hair
5 3 On connaît la chanson Ator: André Dussollier (venceu)
Atriz: Sabine Azéma
Ator secundário: Jean-Pierre Bacri (venceu)
Atriz secundária: Agnès Jaoui (venceu) e Lambert Wilson
4 3 La Reine Margot Atriz: Isabelle Adjani (venceu)
Ator secundário: Jean-Hugues Anglade (venceu)
Atriz secundária: Dominique Blanc e Virna Lisi (venceu)
4 2 Le dernier métro Ator: Gérard Depardieu (venceu)
Atriz: Catherine Deneuve (venceu)
Ator secundário: Heinz Bennent
Atriz secundária: Andréa Ferréol
4 1 Elle Atriz: Isabelle Huppert (venceu)
Ator secundário: Laurent Lafitte
Atriz secundária: Anne Consigny
Ator revelação: Jonas Bloquet
4 1 La Famille Bélier Ator: François Damiens
Atriz: Karin Viard
Ator secundário: Éric Elmosnino
Atriz revelação: Louane Emera (venceu)
4 1 Trop belle pour toi Ator: Gérard Depardieu
Atriz: Josiane Balasko e Carole Bouquet (venceu)
Ator secundário: Roland Blanche
4 0 Le fabuleux destin d'Amélie Poulain Atriz: Audrey Tautou
Ator secundário: Jamel Debbouze e Rufus
Atriz secundária: Isabelle Nanty
3 2 Amour Ator: Jean-Louis Trintignant (venceu)
Atriz: Emmanuelle Riva (venceu)
Atriz secundária: Isabelle Huppert
3 2 Le Prénom Ator: Patrick Bruel
Ator secundário: Guillaume de Tonquédec (venceu)
Atriz secundária: Valérie Benguigui (venceu)
3 1 Camille Claudel Ator: Gérard Depardieu
Atriz: Isabelle Adjani (venceu)
Ator secundário: Alain Cuny
3 1 Hippocrate Ator: Vincent Lacoste
Ator secundário: Reda Kateb (venceu)
Atriz secundária: Marianne Denicourt
3 1 Juste la fin du monde Ator: Gaspard Ulliel (won)
Ator secundário: Vincent Cassel
Atriz secundária: Nathalie Baye
3 1 La môme Atriz: Marion Cotillard (venceu)
Ator secundário: Pascal Greggory
Atriz secundária: Sylvie Testud
3 1 Yves Saint Laurent Ator: Pierre Niney (venceu)
Ator secundário: Guillaume Gallienne
Atriz secundária: Charlotte Le Bon
3 0 Ridicule Ator: Charles Berling
Ator secundário: Bernard Giraudeau e Jean Rochefort
3 0 Saint Laurent Ator: Gaspard Ulliel
Ator secundário: Louis Garrel e Jérémie Renier

Lusofonia no César[editar | editar código-fonte]

Em 20 de fevereiro de 2015 o documentário franco-ítalo-brasileiro O Sal da Terra, dirigido por Wim Wenders e Juliano Salgado foi premiado como o melhor documentário.[23] Além disso, dois filmes brasileiros disputaram o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro: Central do Brasil (em 1999) e Aquarius (em 2017).[24][25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "The César Ceremony" Arquivado 3 dezembro 2013 no Wayback Machine, Académie des arts et techniques du cinéma
  2. Zilko, Christian (25 de fevereiro de 2022). «Annette' and 'Lost Illusions' Dominate César Awards 2022: Full Winners List». IndieWire. Consultado em 25 de fevereiro de 2022 
  3. a b c d e Bichler, Camille (22 de fevereiro de 2019). «Petite histoire du trophée César». France Culture (em francês). Consultado em 13 de julho de 2022 
  4. Ligammari, Rosario (21 de fevereiro de 2019). «Au fait, c'est quoi les César ?». myCANAL Gabon (em francês). Consultado em 15 de julho de 2022 
  5. Pagesy, Hélène; Aubel, François (18 de fevereiro de 2015). «César 2015 : la 40e cérémonie en 15 chiffres». Le Figaro (em francês). Consultado em 15 de julho de 2022 
  6. «Claire Denis n'a pas hésité avant de remettre le César à Roman Polanski». Le Huffington Post (em francês). 1 de março de 2020. Consultado em 1 de março de 2020 
  7. Peltier, Elian (24 de fevereiro de 2020). «Adèle Haenel: France 'Missed the Boat' on #MeToo». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 1 de março de 2020 
  8. «What Happened at the César Awards Was a Setup For Silence». AwardsWatch (em inglês). 29 de fevereiro de 2020. Consultado em 1 de março de 2020 
  9. «César. César pour Polanski, Adèle Haenel quitte la cérémonie». www.lejsl.com (em francês). Consultado em 1 de março de 2020 
  10. «César : A l'annonce de la victoire de Polanski, Adèle Haenel quitte la salle». Les Inrocks (em francês). Consultado em 1 de março de 2020 
  11. «"Bravo la pédophilie" : le coup de colère d'Adèle Haenel après la victoire de Roman Polanski aux César». Madame Figaro (em francês). Consultado em 1 de março de 2020 
  12. «Adele Haenel : "Ils voulaient séparer l'homme de l'artiste, ils séparent aujourd'hui les artistes du monde"». Libération.fr (em francês). Consultado em 1 de março de 2020 
  13. Yannick Dehée, Agnès Chauveau (2013). Dictionnaire de la télévision française. [S.l.]: Nouveau Monde éditions. p. 67 .
  14. Robert Cravenne (1995). Le tour du monde du cinéma français. [S.l.]: Dixit. p. 185 .
  15. «En Normandie, des fondeurs d'art coulent les César du cinéma français». 20 minutes (em francês). Consultado em 13 de julho de 2022 
  16. a b c Dehesdin, Cécile (22 de fevereiro de 2013). «César 2013: qui vote et comment?». Slate (em francês). Consultado em 15 de julho de 2022 
  17. a b «Comment devenir membre de l'Académie». Académie des Arts et Techniques du Cinéma. Consultado em 15 de julho de 2022. Arquivado do original em 6 de março de 2016 
  18. «Visionnage des films éligibles aux César». Académie des Arts et Techniques du Cinéma. Consultado em 15 de julho de 2022. Arquivado do original em 6 de março de 2016 
  19. «Focus sur les nommés». Académie des Arts et Techniques du Cinéma. Consultado em 15 de julho de 2022. Arquivado do original em 6 de março de 2016 
  20. «Dates, les lieux et les diffuseurs» (PDF). Académie des César. Consultado em 17 de março de 2015. Arquivado do original (PDF) em 26 de abril de 2015 
  21. «Présidences de Cérémonie» (PDF). Académie des César. Consultado em 17 de março de 2015. Arquivado do original (PDF) em 2 de abril de 2015 
  22. «Maîtres de Cérémonie» (PDF). Académie des César. Consultado em 17 de março de 2015. Arquivado do original (PDF) em 2 de abril de 2015 
  23. «Kristen Stewart e documentário sobre Sebastião Salgado levam o César». G1. 20 de fevereiro de 2015. Consultado em 10 de julho de 2022 
  24. «"Central do Brasil" vai disputar o César». Folha de São Paulo. 4 de fevereiro de 1999. Consultado em 10 de julho de 2022 
  25. «'Aquarius' é indicado a melhor filme estrangeiro pelo César, o Oscar francês»Subscrição paga é requerida. Folha de São Paulo. 25 de janeiro de 2017. Consultado em 10 de julho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre César (cinema)