César Moreira Baptista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
César Moreira Baptista.

César Henrique Moreira Baptista GOCGCCComSEGOIHGCIHOIP (Espinho, 14 de Março de 19151982) foi um advogado, professor de Economia e político português durante o período do Estado Novo.

Era o ministro do Interior, aquando do 25 de Abril.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

César Henrique Moreira Baptista nasceu a 14 de Março de 1915, em Espinho, no distrito de Aveiro.[2]

Formado em Direito, foi advogado e professor de Economia no Instituto Comercial de Lisboa.[2]

Dentro da União Nacional, Moreira Baptista foi presidente da Comissão Concelhia de Cascais, vogal da Comissão Distrital de Lisboa e vogal, em 1957, da Comissão Executiva.[2]

Entre 1953 e 1957 foi Presidente da Câmara Municipal de Sintra.[2]

Moreira Baptista foi deputado à Assembleia Nacional durante uma legislatura, a VII que decorreu entre 1957 e 1961.[2]

Substituiu José Manuel da Costa à frente do Secretariado Nacional de Informação (SNI), a 1 de Fevereiro de 1958, com o beneplácito de Marcelo Caetano, que a elevaria[3] o SNI, a 16 de Outubro de 1968, à categoria de Secretaria de Estado da Informação e Turismo (SEIT).

Durante o período que esteve à frente desta secretaria de Estado, César Moreira Baptista afastou-a da orientação de promoção da cultura de António Ferro, incluindo da cultura popular/folclórica, para um serviço mais vocacionado para a promoção do país, e consequentemente do regime, em moldes mais modernos, e integrados na linha dos organismos de promoção turística, como forma de suavizar a imagem externa do regime.

Durante este período César Moreira Baptista foi um elemento fundamental, juntamente com Ramiro Valadão para a instrumentalização da RTP, que deixa de ser um serviço passivo de relato dos acontecimentos pelo ponto de vista do regime, para se tornar efectivamente numa ferramenta de propaganda, proactivo a favor do Governo.

Quando Marcelo Caetano sobiu ao poder, chamou-o para subsecretário de Estado da Presidência do Conselho e, mais tarde, a 7 de Novembro de 1973, nomeou-o para ministro do Interior, funções que desempenhava em 25 de Abril de 1974.

Nesse dia é um dos únicos dois ministros que acompanham o presidente do Conselho no Quartel do Carmo, e o segue ao Funchal. No regresso será preso, mas é libertado uns meses depois.

Durante a sua carreira, Moreira Baptista foi ainda director da FNAT, (actual Fundação INATEL) e director da Caixa de Previdência dos Organismos Económicos.[2]

César Henrique Moreira Baptista faleceu no ano de 1982.[2]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

A 10 de Junho de 1948 foi feito Oficial da Ordem da Instrução Pública.[4]

A 19 de Julho de 1961 foi feito Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, a 16 de Fevereiro de 1967 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo e a 29 de Março de 1968 foi feito Comendador da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[4]

É elevado a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo a 20 de Outubro de 1971 e a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 21 de Junho de 1972[4]

Referências

  1. Mello, Manuel José Homem (11 de junho de 2008). Artigo de opinião. «À beira do precipício…». Águeda. Soberania do Povo. Consultado em 19 de dezembro de 2012 
  2. a b c d e f g Castilho, J. M. Tavares (2009). «Biografia e carreira parlamentar de César Henrique Moreira Baptista» (PDF). Os Deputados à Assembleia Nacional (1935-1974). Assembleia da República Portuguesa. Consultado em 4 de janeiro de 2013 
  3. «Arquivo & Biblioteca: Cronologia». Fundação Mário Soares. Consultado em 19 de dezembro de 2012 
  4. a b c «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "César Moreira Baptista". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 5 de janeiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.