Céu (cantora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Céu
Céu @ sesc pompéia.jpg
Céu ao vivo em São Paulo em 13 de Agosto de 2009
Informação geral
Nome completo Maria do Céu Whitaker Poças
Nascimento 17 de abril de 1980 (37 anos)
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) MPB, bossa nova, afrobeat, soul, R&B, jazz, world music
Ocupação(ões) Cantora e compositora
Instrumento(s) Vocal
Extensão vocal Mezzo-Soprano
Período em atividade 2002 - presente
Influência(s) Heitor Villa-Lobos, Ernesto Nazaré, Orlando Silva, Cibelle, Bebel Gilberto, Gal Costa, Marisa Monte, Jorge Ben, Manu Chao, Billie Holiday, Ella Fitzgerald, Lauryn Hill, Beto Villares, Billie Holiday, Bob Marley e Erykah Badu.
Página oficial CeuMusic.com

Céu, nome artístico de Maria do Céu Whitaker Poças (São Paulo, 17 de abril de 1980), é uma cantora e compositora brasileira de música popular brasileira.

Iniciou sua carreira artística em 2002. Seu trabalho traz influências tanto de música originalmente brasileira (particularmente o samba), como de hip hop, afrobeat, jazz, R&B etc.[1] Já afirmou em entrevista que não rejeita o rótulo de MPB, mas considera que ele já ficou limitado:

No dia 7 de Julho de 2009, Céu, lançou seu segundo álbum "Vagarosa", que recebeu grande aclamação da crítica internacional. No mesmo ano, foi considerada pela revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes de 2009, vendendo mais de 25 mil cópias na Europa e, 100 mil nos Estados Unidos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Céu é filha de Edgard Poças, um maestro e compositor brasileiro, responsável pelos arranjos musicais do grupo Balão Mágico e de Carolina Whitaker, artista plástica. Entrou em contato com a música ainda jovem, e aos 15 anos decidiu seguir carreira na área. Chegou a gravar vocal em jingles publicitários.

Aos 18 anos foi morar em Nova York, onde trabalhou em bares e teve empregos variados: faxineira, garçonete, guardadora de casacos. Em Nova York encontrou por acaso o músico Antonio Pinto,[3] que posteriormente descobriu ser um primo distante, e com quem dividiu um apartamento enquanto ele passava por problemas financeiros.

Antonio Pinto juntou-se a Beto Villares[3]— como ele produtor e compositor atuante em trilhas sonoras de filmes brasileiros — para produzir o primeiro disco de Céu. Ela é co-autora de 12 das suas 15 faixas.[2] Foi lançado no Brasil em 2005, pelos selos Urban Jungle e Ambulante Discos (de Beto Villares), e posteriormente distribuído na América Latina pela Warner Music. Em 2007 foi lançado nos EUA (onde vendeu 30 mil discos na duas primeiras semanas[4]) e no Reino Unido, bem como em diversos outros países, da Europa ao Japão. Nos EUA, o álbum foi lançado na série Starbucks Hear Music Debut, vendido tanto em lojas tradicionais como na rede estadunidense Starbucks; Céu foi a primeira artista estrangeira a ter um álbum nessa série.

Sua música "Lenda" compôs a trilha sonora da novela Pé na Jaca, e "Malemolência" compôs a trilha sonora da novela Beleza Pura, ambas da Rede Globo. Em 2005, foi considerada pela revista francesa Les Inrockuptibles como uma das cinco revelações do ano.[5] Seu primeiro disco apareceu na primeira posição nos rankings "Heatseekers (new artist)" e "World Music", e na posição 57 do "Hot 100", todos da Billboard.[4] Foi a mais alta posição nas paradas dos EUA já alcançada por uma artista brasileira, desde Astrud Gilberto com "Garota de Ipanema", em 1963.[6]

Em 2006 foi indicada para o Grammy Latino na categoria melhor artista revelação,[5] e para o Prêmio Tim de Música na categoria melhor cantora..[7] Em 2007, foi indicada para o Grammy na categoria melhor álbum de world music contemporânea,[5] e apresentou-se na abertura dos XV Jogos Panamericanos, no Rio de Janeiro.[8]

O CD vendeu 25 mil cópias nos Países Baixos e na França, e os bons números renderam shows na Europa. Nos Estados Unidos vendeu mais de 100 mil cópias, 15 mil só na primeira semana. Foi incluída pela revista Época entre os 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009.[9]

Em 2016, Céu lança o seu quarto disco de estúdio, Tropix, tendo como primeiro single a canção "Perfume do Invisível" [10]. O clipe de "Perfume do Invisível", lançado no dia 26 de fevereiro de 2016, foi dirigido por Esmir Filho. Com uma estética glitch art, o clipe obteve rápido sucesso. [11].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Discografia de Céu
Álbuns de estúdio 4
Álbuns ao vivo 1
Álbuns para a Internet 1
Extended plays (EP) 2
Singles 6
Vídeos musicais 2
Ano Álbum Billboard - Paradas estadunidenses Vendas nos EUA Vendas na Europa Vendas no Brasil Total de Vendas
Estados Unidos Top Independent Albums Top Heatseekers Top World Music Albums
2005 CéU 57 2 1 1 200,000 [12] 500,000 [13]
2007 Remixed EP (iTunes Digital download)*
2009 Cangote EP 11
2009 Vagarosa 3 [14] 100,000 [15] 25,000 [16] 25,000 [17] 150,000
2012 Caravana Sereia Bloom 3 15,000
2014 Ao Vivo 10,000 +
2016 Tropix 10,000 +

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Single Lista Álbum
Hot100Brasil
2006 "Malemolência" 42 CéU
2007 "Lenda" 75
2008 "10 Contados" 60
2009 "Cangote" 60 Vagarosa
2012 "Retrovisor" Caravana Sereia Bloom
2016 "Perfume do invisível" Tropix

Trilhas Sonoras[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Nomeação Resultado Ref.
2006 Grammy Latino Melhor Artista Revelação Céu Indicado
Prêmio TIM de Música Melhor Cantora Venceu
2007 Grammy Awards Melhor Álbum de World Music Contemporânea CéU Indicado [18]
MTV Video Music Brasil Banda ou Artista Revelação Céu Indicado
2009 Troféu APCA Melhor Cantora Venceu [19]
MTV Video Music Brasil MPB Indicado
2010 Grammy Latino Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro Vagarosa Indicado
MTV Video Music Brasil MPB Céu Indicado
2012 Grammy Latino Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro Caravana Sereia Bloom Indicado [20]
2016 Melhor Álbum De Engenharia De Gravação Trópix Venceu
Melhor Álbum De Pop Contemporâneo Em Língua Portuguesa Venceu [21]
Prêmio Multishow de Música Brasileira Versão do Ano "Chico Buarque Song" Venceu [22]
Melhor Clipe "Perfume do Invisível" Indicado
Canção do Ano Indicado
Varanda Suspensa Indicado
Disco Trópix Indicado
Melhor gravação de disco Venceu
Melhor direção de clipe "Perfume do Invisível" Venceu
Melhor fotografia de clipe Venceu
Melhor capa de disco Trópix Indicado

Referências

  1. «Página oficial da cantora.» 
  2. a b «Cantora Céu toca em SP e diz que 'rótulo da MPB ficou limitado'", 9/5/2007.» 
  3. a b «Biografia no AllMusicGuide, por Jason Birchmeier.» 
  4. a b «News, no site oficial da cantora para o Reino Unido.» 
  5. a b c «Biografia no site do selo Six Degrees Records.» 
  6. «Cantora Céu iguala recorde brasileiro na Billboard", 3/7/2007.» 
  7. «Prêmio Tim de Música divulga os indicados de 2006", 29/6/2006.» 
  8. «Cantora Céu canta Wave, de Tom Jobim, na abertura dos Pan, 13/7/2007.» 
  9. «Época - NOTÍCIAS - Os 100 brasileiros mais influentes de 2009». revistaepoca.globo.com. Consultado em 20 de Dezembro de 2009 
  10. http://rollingstone.uol.com.br/noticia/ceu-anuncia-o-lancamento-do-quarto-disco-da-carreira-tropix/
  11. http://billboard.com.br/noticias/ceu-esta-de-volta-com-clipe-de-perfume-do-invisivel/
  12. http://tragaseushow.com.br/projeto/ceu-em-porto-alegre
  13. http://tragaseushow.com.br/projeto/ceu-em-porto-alegre
  14. http://www.billboard.com/#/album/ceu/vagarosa/1268034
  15. http://tragaseushow.com.br/projeto/ceu-em-porto-alegre
  16. http://tragaseushow.com.br/projeto/ceu-em-porto-alegre
  17. http://www.ukmix.org/forums/viewtopic.php?t=33047&postdays=0&postorder=asc&start=0
  18. http://www.shockya.com/news/2007/12/06/50th-annual-grammy-nominations-complete-list-announced-thursday-on-grammycom/
  19. http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,confira-a-lista-dos-vencedores-do-premio-apca-2009,480042
  20. http://www.latingrammy.com/pt/winners/117
  21. «Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa». Wikipédia, a enciclopédia livre. 18 de novembro de 2016 
  22. «Prêmio Multishow de Música Brasileira 2016». Wikipédia, a enciclopédia livre. 4 de novembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]