Círculo de Kreisau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Círculo de Kreisau (em alemão: Kreisauer Kreis) era o nome que a Gestapo deu a um grupo de dissidentes alemães sediados em uma propriedade de Helmuth James Graf von Moltke localizada em uma cidade chamada Kreisau na Silesia (hoje chamada de Krzyżowa, na Polônia). O Kreisauer Kreis é um grupo de rebeldes que lutavam contra a tirania do regime nazista. Eles queriam tomar a Alemanha das mãos dos Nazistas e entregá-la ao povo alemão restaurando assim a democracia no país. É considerado um dos principais centros de oposição alemã ao regime nazista. A dificuldade para todos esses dissidentes era conciliar a lealdade a pátria Alemã com a oposição aos nazistas, uma vez que os nazistas tinham subvertido e manipulado o Estado Alemão de tal forma que os dois estavam quase fundidos.

Membros do Kreisau Circle

Os principais membros desse grupo foram Helmuth James von Moltke, Peter Yorck Graf von Wartenburg e Adam von Trott zu Solz. Os líderes do Kreisauer Kreis eram descendentes de pessoas muito importantes para a História da Alemanha, que lutaram em batalhas importantes. Helmuth von Moltke era sobrinho-neto do famoso Marechal de Campo Helmuth von Moltke (o Velho) que liderou o exército prussiano-alemão na vitória sobre a França, em 1870. Peter Yorck von Wartenburg era um descendente direto do general prussiano da era napoleônica, que tinha sido vital em organizar uma coalizão para lutar contra o exército de Napoleão em 1813. General Yorck foi recompensado com o título de conde, Graf von Yorck, e teve permissão para acrescentar o sobrenome 'Wartenburg' ao seu nome como uma honra militar.

A maioria dos membros do grupo eram homens conservadores da aristocracia alemã e da nobreza. Mas dentro do Círculo também tinha pessoas do povo alemão e de todas as classes sociais, como padres jesuítas, pastores, conservadores, liberais, monárquicos, latifundiários, ex-dirigentes, diplomatas e líderes de sindicatos. Eles estavam unidos na sua aversão ao nazismo e no seu desejo de conceber uma nova Alemanha, mais humana após Hitler.

Referências

  1.  Richard J. Evans (2008), The Third Reich at War, 1939-1945, Penguin, pp. 632–, ISBN 978-1-59420-206-3, retrieved 13 January 2013