Círculo eleitoral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Círculo eleitoral ou distrito eleitoral é uma circunscrição territorial criada para fins eleitorais, a cujos eleitores inscritos corresponde um determinado número de mandatos, previamente definido, no órgão a eleger.

Os círculos eleitorais podem corresponder à organização administrativa, a solução mais comum nos países que não usam círculos uninominais (isto é que elegem apenas um representante), ou serem demarcados especificamente para fins eleitorais.

A dimensão do círculo pode ir da simples freguesia, município ou unidade semelhante, como ocorre nas eleições autárquicas, até à totalidade do território nacional, como ocorre em Portugal nas eleições para o Parlamento Europeu.

Quando os círculos são plurinominais, é em geral utilizado um método de distribuição proporcional dos mandatos para garantir que o número de eleitos de cada lista reflecte adequadamente a proporção dos votos recebidos. Estes métodos contêm por vezes provisões de discriminação positiva em relação às minorias, facilitando a atribuição de pelo menos um mandato, embora também seja comum a existência de um valor limiar, normalmente fixado em percentagem do voto válido, que exclui de consideração as listas que o não atinjam. Uma dessas formas mais comuns, de distribuição proporcional dos mandatos, é o método de Hondt.

A fixação dos círculos eleitorais é em geral controversa, pois pode determinar a priori o resultado final de uma eleição, pelo que esta matéria costuma ser reservada para a Constituição dos Estados ou para leis especiais que apenas podem ser aprovadas com maiorias qualificadas e em certos períodos bem definidos.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Os deputados à Assembleia da República são eleitos por 22 círculos eleitorais. No continente correspondem actualmente aos distritos. Existem dois círculos nas Regiões Autónomas e ainda um para os cidadãos portugueses residentes na Europa e outro para os que residem fora da Europa.

Para as eleições legislativas de 2015, os deputados distribuidos por distritos eram os seguintes:[1]

Distrito Deputados Mapa
Lisboa 47 Diputados por distrito (elecciones a la Asamblea de la República, 2015).svg
Porto 39
Braga 19
Setúbal 18
Aveiro 16
Leiria 10
Coimbra, Faro, Santarém e Viseu 9
Madeira e Viana do Castelo 6
Açores e Vila Real 5
Guarda e Castelo Branco 4
Beja, Bragança e Évora 3
Portalegre, Europa e Fora da Europa 2

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "Mapa Oficial nº 2-A 2015" (PDF). CNE - Comissão Nacional de Eleições - Diário da República, 1.a série—N.o 154-10 de agosto de 2015. Consult. 20 de janeiro de 2016. 

Ver também[editar | editar código-fonte]