Código Reed–Solomon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde outubro de 2012). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Em teoria, a codificação códigos de Reed-Solomon (RS), é um grupo de códigos cíclicos de correção de erros não binários, [1] inventados por Irving S. Reed e Gustave Solomon. Os Códigos RS constituem uma sub-classe de uma ampla classe de códigos cíclicos denominada de Códigos BCH (Bose–Chaudhuri–Hocquenghem). Eles descreveram uma forma sistemática de construção de códigos capazes de detectar e corrigir vários erros aleatórios de símbolos. Ao adicionar símbolos de verificação aos dados, um código RS pode detectar qualquer combinação de até símbolos errados, e corrigir até símbolos. Como erasure code consegue corrigir até faltas conhecidas, ou pode detectar e corrigir uma combinação de erros e faltas. Além disso, os códigos RS são adequados como códigos de correção de multiple-burst bit-error, uma vez que uma sequência de erros consecutivos afeta no máximo dois símbolos de tamanho . [2] A escolha de é arbitrária sendo efectuada pelo criador do código, e podendo ser seleccionado dentro de limites amplos.

Os Códigos RS encontram-se entre os códigos mais poderosos no que diz respeito à capacidade de correção de erro, sendo largamente utilizados em muitos sistemas digitais tais como: Comunicações de missões espaciais, CDs, DVDs, aDSL, WiMAX, DVB, QRCode, sistemas RAID 6 e sistemas de telecomunicações como DWDM.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]