Côndilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade. Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Côndilo ou cabeça da mandíbula é uma eminência arredondada na extremidade do osso mandibular, que forma a articulação temporomandibular.

Conceito[editar | editar código-fonte]

Segundo os autores do livro "Anatomia aplicada à odontologia", o côndilo é uma saliência elipsóide, convexa no sentido antero-posterior e latero-medial. Ele tem cerca de 15 a 20 mm de largura e 8 a 10 mm de diâmetro antero-posterior. Seu longo eixo forma um ângulo de 90º com o ramo da mandibula e o prolongamento dos longos dos dois côndilos forma um ângulo, cujo vértice se situa aproximadamente na borda anterior do forame magno, ou no próprio forame. Os prolongamentos dos dois eixos menores de cada côndilo se encontram anteriormente na região da sínfise mentual.

Apresenta uma superfície posterior, rugosa e uma superfície antero-superior lisa, que é a própria superfície articular. Ambas as superfícies são separadas por uma crista transversal discreta. O côndilo apresenta também dois pólos, medial e lateral, sendo este último palpável através da pele.

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Odontologia

O côndilo é suportado por uma porção estreita, o colo, que é arredondado posteriormente e apresenta ântero-medialmente uma depressão, fóvea pterigóidea, onde se insere o músculo pterigóideo lateral.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Anatomia odontológica funcional e aplicada; Figún/garino; 3º edição; Guanabara Koogan.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.