Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CAERN)
Ir para: navegação, pesquisa
Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte
Tipo Sociedade de economia mista
Indústria Saneamento, distribuição de água
Fundação 2 de setembro de 1969
Sede Natal, RN, Brasil Brasil
caern.rn.gov.br

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) é uma empresa brasileira que detém a concessão dos serviços públicos de saneamento básico, captação, tratamento e distribuição de água no Estado de Rio Grande do Norte. É uma sociedade de economia mista[1], cujo maior acionista é o Governo do Estado do Rio Grande do Norte.[2]

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) foi criada em 2 de setembro de 1969 pelo então governador monsenhor Walfredo Gurgel.[3] Sua sede está localizada em Natal.

A Caern possui 165 sistemas de abastecimento de água distribuídos em 152 sedes de municípios e 13 localidades. No Rio Grande do Norte são 40 sistemas de esgoto em 39 municípios e 1 localidade (Praia de Pipa). Apenas 15 cidades do estado possuem sistemas de abastecimento de água que não pertencem a Caern.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) foi criada em 2 de setembro de 1969 pelo então governador monsenhor Walfredo Gurgel. É uma empresa de economia mista estadual, com personalidade jurídica própria, tendo como maior acionista o governo do estado.[5]

Atualmente a empresa pública possui 165 sistemas de abastecimento de água distribuídos em 152 sedes de municípios e 13 localidades. No Rio Grande do Norte são 40 sistemas de esgoto em 39 municípios e 1 localidade (Praia de Pipa). Apenas 15 cidades do estado possuem sistemas de abastecimento de água que não pertencem a Caern.

Críticas[editar | editar código-fonte]

A Caern é amplamente criticada por ofertar água com altos niveis de nitrato, estando assim fora dos níveis de potabilidade. O teor máximo de nitrato permitido pela Portaria nº 518/2004 do Ministério da Saúde, para a água ser considerada potável é de 10 mg/L. No entanto, de acordo com a própria Caern, alguns setores estão com os índices de nitrato acima do permitido, chegando a 19 mg/L. Fato este fez o Ministério Público entrar com uma ação civil pública contra a Caern no ano de 2007.[6]

Na questão do saneamento básico, a Caern foi eleita, em 2009, uma das melhores empresas de saneamento do país pela revista Saneamento Ambiental.[7] Entretanto, uma vistoria feita em 2010 pelo Ministério Público e Idema nas estações de tratamento de esgostos da capital, constatou-se que o esgoto jogado pela CAERN no meio ambiente não é tratado como manda a lei.[8]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.