CRUX

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre uma distribuição Linux. Para a constelação, veja Crux.
CRUX Linux  v  e 

Captura de tela
Captura de tela do ambiente de desktop KDE rodando no sistema operacional Crux Linux.
Desenvolvedor Per Lidén e a comunidade do CRUX
Arquiteturas arm x86-64
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em dezembro de 2002 (15 anos)
Versão estável 3.3 / 11 de fevereiro de 2017; há 11 meses[1]
Mercado-alvo desktop, estações de trabalho, servidores, entusiastas, variado
Família GNU
Núcleo Linux
Método de atualização Ports
Gerenciamento de pacotes Pkgutils[2]
Interface Openbox
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website crux.nu
Origem comum  Suécia
Portal do Software Livre

CRUX é uma distribuição Linux leve otimizada para computadores x86-64, voltada para usuários de Linux experientes e instalada através de um sistema de gerenciamento de pacotes baseado em tar.gz com initscripts de estilo BSD. Ele não é baseado em outra distribuição Linux.[3] Ele também utiliza um sistema de portes para instalar e atualizar aplicativos.[4]

Embora crux seja a palavra em Latim para "cruz", a escolha do nome "CRUX" em si não tem significado. Per Lidén escolheu isso porque "soou legal" e termina em "X", o que o coloca em linha com vários outros sabores do Unix, como IRIX, Ultrix, Mac OS X e IBM AIX.[5]

Instalação[editar | editar código-fonte]

O CRUX não inclui um programa de instalação gráfico. Em vez disso, o usuário inicializa o kernel armazenado em um CD ou disquete; particiona o(s) dispositivo(s) de armazenamento para o qual o sistema operacional será instalado (usando um programa como fdisk ou cfdisk); cria os sistemas de arquivos apropriados nas várias partições; monta o CD ou o NFS juntamente com as partições criadas anteriormente para uso pelo script de instalação do pacote; compila um novo kernel; e instala um carregador de inicialização, tudo através de comandos de shell.[6][7]

Gerenciamento de pacotes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Coleção ports

O CRUX implementa uma infraestrutura semelhante à dos sistemas operacionais baseados em BSD para gerenciamento de pacotes. Os pacotes consistem em um Pkgfile (que é um script de shell), todos os patches necessários para ajustar o funcionamento do programa, hashes md5 usados para verificar a integridade dos arquivos baixados e um arquivo de banco de dados listando os arquivos a serem incluídos nos pacotes. Esses arquivos são baixados de um repositório de software do CRUX, compilados e instalados usando o frontend prt-get para pkgutils.[2] Os códigos fontes do software são baixadas dos sitess dos fabricantes nos endereços especificados no Pkgfile.

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

Histórico de lançamentos
Versão Data
1.0 Dezembro de 2002
1.1 Março de2003
1.2 Agosto de 2003
1.3 Dezembro de 2003
1.3.1 Fevereiro de 2004
2.0 Março de 2004
2.1 Abril de 2005
2.2 Abril de 2006
2.3 Março de 2007
2.4 Dezembro de 2007
2.5 Dezembro de 2008
2.6 Setembro de 2009
2.7 Outubro de 2010
2.7.1 Novembro de 2011
2.8 Outubro de 2012
3.0 Janeiro de 2013
3.1 Julho de 2014
3.2 Novembro de 2015
3.3 Fevereiro de 2017

Referências

  1. Release Notes for CRUX 3.3, Crux.nu, consultado em 12 de fevereiro de 2017. 
  2. a b c «The Package System», Crux.nu, Handbook, consultado em 19 de janeiro de 2013. 
  3. Loli, Eugenia. «Interview With the Creators of CRUX and Root Linux». OS News. Consultado em 29 de março de 2016. 
  4. HomePage, Crux.nu, consultado em 19 de janeiro de 2013. 
  5. «6. Miscellaneous», Crux.nu, FAQ, 22 de julho de 2008, consultado em 26 de março de 2012. 
  6. «Installing CRUX», Crux.nu, Handbook, consultado em 26 de março de 2012. 
  7. «NFSInstall», Crux.nu, Wiki, 15 de julho de 2008, consultado em 26 de março de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre CRUX