Cabaret Voltaire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela banda, veja Cabaret Voltaire (banda).

Cabaret Voltaire  era o nome do clube noturno em Zurique, Suíça. Foi fundado por Hugo Ball, com a sua companheira Emmy Hennings em 5 de fevereiro de 1916, como um cabaret com propósitos políticos e artísticos. Outros membros fundadores foram Marcel Janco, Richard Huelsenbeck , Tristan Tzara, e Sophie Tauber-Arp e Jean Arp. Os eventos no cabaret foram fundamentais para o surgimento de um movimento artístico anárquico conhecido como Dada. Foi fechado no verão de 1916.

História[editar | editar código-fonte]

Performance de Hugo Ball no Cabaret Voltaire em 1916

Suíça era um pais neutro durante a Primeira Guerra Mundial e entre os muitos refugiados indo a Zurique  haviam artistas de todas as partes da Europa. Ball e Hennings se aproximaram de  Ephraim Jan, protetor da  Holländische Meierei at Spiegelgasse 1, que havia já hospedado o primeiro cabaret literário de Zurique, o Pantagruel em 1915. Jan permitiu que eles usassem a sala de fundo para eventos. O lançamento de imprensa em 2 de  Fevereiro de 1916 anunciado a inauguração do clube diz:

O Cabaret Voltaire. Sob esse nome um grupo de jovens artistas e escritores se reuniram com o objetivo de se tornar o um centro e entretenimento artístico. Em principio, o Cabaret será comandado por artistas, visitantes permanentes,que, seguindo as suas reuniões diárias farão performances musicais ou literárias. Jovens artistas de Zurique, de todas as tendências são convidados a se juntarem a nós com sugestões e propostas.

O cabaret apresentava palavra falada, dança e música. As recepções eram eventos frequentemente estridentes com artistas experimentando novas formas de performance, como por exemplo poesia sonora e poesia simultânea. Espelhando o turbilhão da Primeira Guerra mundial que os cercava, a arte exibida lá era frequentemente caótica e brutal. Em pelo menos uma ocasião, o público atacou o palco do cabaret. Apesar do cabaret ter sido o berço do movimento  dadaista, ele apresentou artistas de todos os setores da avant-garde, incluindo o futurismo de Marinetti. O cabaret exibiu artistas radicalmente experimentais, muitos que acabaram mudando a face de suas disciplinas artísticas.  

Em 28 de Julho de 1916, Ball leu o Manifesto Dada. Em Junho, Ball publicou também um periódico com o mesmo nome. Esse periódico apresentou trabalhos de artistas tais como o poeta Guillaume Apollinaire e teve a capa criada por Arp.

O cabaret fechou no verão de 1916.

Enquanto que o movimento Dada estava apenas começando, em 1917  o entusiasmo causado pelo Cabaret Voltaire se esfriou e os artistas se mudaram para outros lugares em Zurique como Galerie Dada na Bahnhofstrasse 19, então depois em Paris e Berlin.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre lojas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.