Cabine C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cabine C
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Pós-punk, rock gótico, coldwave
Período em atividade 19841987
Gravadora(s) RPM Discos
Ex-integrantes Ciro Pessoa
Anna Ruth dos Santos
Wania Forghieri
Marinella Setti
Edgard Scandurra
Charles Gavin
Sandra Coutinho
Ricardo Gaspa

Cabine C foi uma banda brasileira de pós-punk formada na cidade de São Paulo em 1984. De sonoridade bastante inspirada por bandas como Siouxsie & the Banshees, The Cure, Cocteau Twins e Talking Heads, e com as letras do vocalista Ciro Pessoa influenciadas por poetas românticos e simbolistas como Edgar Allan Poe, Charles Baudelaire e Arthur Rimbaud, e pelo dramaturgo Antonin Artaud, é considerada uma das primeiras e mais famosas bandas brasileiras de rock gótico (apesar de Pessoa ter publicamente rejeitado quaisquer associações com a subcultura gótica na época), e precursora da coldwave no Brasil.

Apesar de seu pouquíssimo tempo de duração, acabaria por se tornar uma banda cult com o passar do tempo.

A banda já foi regravada por nomes do rock nacional como Ira!, Vespas Mandarinas, Nem Liminha Ouviu e Fê Lemos, baterista do Capital Inicial.

História[editar | editar código-fonte]

O Cabine C foi formado em 1984 por Ciro Pessoa, que deixara sua banda anterior, os Titãs, um ano antes. Sua formação inicial consistia em Pessoa nos vocais, sua então esposa Wania Forghieri nos teclados, Edgard Scandurra do Ira! na guitarra, Charles Gavin (que recentemente havia se juntado aos Titãs) na bateria e Sandra Coutinho das Mercenárias no baixo (Sandra mais tarde acabaria por deixar a banda e ser substituída pelo também membro do Ira! Ricardo Gaspa). Chegaram a gravar algumas canções com esta formação, e realizaram alguns shows em certos bares e clubes de São Paulo, mas com exceção de Pessoa e Forghieri todos acabariam por deixar a banda a fim de focalizar em seus respectivos projetos alternativos.

Em 1986, as ex-membros do Akira S e As Garotas Que Erraram Anna Ruth dos Santos e Marinella Setti juntaram-se ao Cabine C, e com esta formação lançaram seu primeiro (e único) álbum de estúdio, Fósforos de Oxford, pela recém-aberta gravadora RPM Discos, assim chamada por ter sido fundada por Paulo Ricardo e Luiz Schiavon da banda epônima. O álbum, que contou com participações especiais de Fernando Deluqui e Akira Tsukimoto (o titular "Akira S" do Akira S e As Garotas Que Erraram), teve uma boa recepção, mas não foi bem promovido pela gravadora, resultando em muitas pessoas nem ao menos saberem que ele existia — e, assim, foi um fracasso comercial. Devido a isto iniciou-se uma longa batalha judicial entre o Cabine C e a RPM Discos, resultando no fim de ambos em 1987.

Antes de chegar ao fim a banda estava trabalhando num segundo álbum, que iria se chamar Cotonetes Desconexos; porém, ele nunca foi concluído.

Uma canção da banda, "Tão Perto", foi incluída na compilação de pós-punk brasileiro underground The Sexual Life of the Savages, lançada em 2005 pela gravadora britânica Soul Jazz Records.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Ciro Pessoa — vocal (1984–1987), guitarra (1985–1987)
  • Wania Forghieri — teclados (1984–1987)
  • Anna Ruth dos Santos — baixo, backing vocal (1985–1987)
  • Marinella Setti — bateria (1985–1987)
  • Edgard Scandurra — guitarra (1984)
  • Charles Gavin — bateria (1984)
  • Sandra Coutinho — baixo (1984)
  • Ricardo Gaspa — baixo (1984)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Incluiu a canção "Tão Perto".

Canções não lançadas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]