Cacimba de Dentro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Cacimba de Dentro
"Cacimba"
"Cacimbinha"
Bandeira de Cacimba de Dentro
Brasão de Cacimba de Dentro
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 27 de setembro
Fundação * Sítio: 1880 (138 anos)
Emancipação 27 de setembro de 1959 (58 anos)
Gentílico cacimbense
Padroeiro(a) Santo Antônio
CEP 58230-000/971
Prefeito(a) Valdinele Gomes Costa (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Cacimba de Dentro
Localização de Cacimba de Dentro na Paraíba
Cacimba de Dentro está localizado em: Brasil
Cacimba de Dentro
Localização de Cacimba de Dentro no Brasil
06° 38' 31" S 35° 47' 24" O06° 38' 31" S 35° 47' 24" O
Unidade federativa  Paraíba
Região metropolitana Araruna
Municípios limítrofes
Distância até a capital
Características geográficas
Área 168 km² (BR: 4396º)[1]
Distritos Logradouro
População 17 149 hab. IBGE/2015[2]
Densidade 102,08 hab./km²
Altitude 536 m
Clima Tropical / Semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,564 baixo PNUD/2010 [3]
PIB R$ 78 989 mil IBGE/2008[4]
PIB per capita R$ 4,678 IBGE/2008[4]
Página oficial
Prefeitura cacimbadedentro.pb.gov.br
Câmara camaradecacimbadedentro.pb.gov.br

Cacimba de Dentro é um município brasileiro no interior do estado da Paraíba, Região Nordeste do país. Está localizado na Região Geográfica Intermediária de João Pessoa e na Região Geográfica Imediata de Guarabira, distante 170 km a noroeste da capital estadual. De acordo com o IBGE, sua população é de cerca de 17 mil habitantes[5], sendo o 49º município mais populoso do estado da Paraíba.

Desde 2013, o município está inserido na Região Metropolitana de Araruna, uma das doze regiões metropolitanas da Paraíba. A cidade está a cerca de 80 km de Campina Grande, a segunda maior do estado. Em 2016, ela foi considerada pelo MPF como uma das prefeituras mais transparentes da Paraíba[6], de acordo com o Ranking Nacional da Transparência[7].

História[editar | editar código-fonte]

O sítio "Cacimba de Dentro", de propriedade de um cobrador de impostos chamado José Rocha, foi implantado no local onde hoje se encontra a cidade que lhe tomou o nome por volta de 1880, sendo o primeiro passo para a povoação do lugar. A origem do nome deve-se ao fato de existirem na propriedade primitiva duas cacimbas de água potável, a "velha" e a "nova", sendo esta última mais para dentro da mata. Daí o nome com que foi batizada a propriedade e, posteriormente, o povoado.[8]

Até 1923, a propriedade não era vista com bons olhos pelos moradores da região, pois o Sr. José Rocha mantinha sob suas ordens um grande número de homens fortemente armados e que impunham certo clima de pânico nas circunvizinhanças. Tal situação foi se transformando aos poucos, com a chegada de novos moradores, no mesmo ano, procedentes de Araruna. E, dentre eles, o Sr. Pedro Targino da Costa Moreira, considerado o fundador do povoado, sendo responsável pela construção de um mercado público e por abrir uma casa de comércio, além de construir inúmeras casas de moradias, que vendia ou alugava às famílias que ali chegavam.

O povoado passou a ser parte do distrito de Araruna por volta de 1937, tendo conseguido sua emancipação política através da Lei 2138 de 8 de junho de 1959, de autoria do então deputado estadual José Targino Maranhão; sendo sua instalação oficial a 27 de setembro do mesmo ano, desmembrando-se do município de Araruna e formado um distrito próprio.

A primeira capela do local foi construída em 1922, tendo passado por uma ampla reforma no ano de 1966, constituindo-se a atual igreja matriz da cidade.

Em 5 de abril de 1990, foi promulgada a Lei orgânica do município[9]. Atualmente, a cidade possui cerca de 14 mil eleitores (eleições 2016)[10], é sede de uma comarca e é uma das que mais crescem na região.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município está inserido da unidade geoambiental dos Serrotes, Inselbergues e Maciços Residuais[11]. Localiza-se a uma altitude de cerca de 500 metros acima do nível do mar.

A pluviosidade anual é de cerca de 750 mm, com período chuvoso entre fevereiro e agosto[11]. O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[12]. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Cacimba de Dentro insere-se nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Curimataú. Os principais cursos d'água são o Curimataú, na divisa com Casserengue, e o Riacho Capivara, na divisa com Solânea, todos de regime intermitente. Conta ainda com a acumulação do açude Cacimba da Várzea, com capacidade de mais de 9.200.000 m³.

Limites[editar | editar código-fonte]

Noroeste:
Cuité
Norte:
Araruna
Nordeste:
Araruna
Oeste:
Damião
Rosa de los vientos.svg Leste:
Araruna e Solânea
Sudoeste:
Casserengue
Sul:
Solânea
Sudeste:
Solânea

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A principal rodovia que cruza o cidade é a PB-111, recém-recapeada, que a conecta à Araruna e ao estado do Rio Grande do Norte. As rodovias estaduais PB-133 (no distrito de Logradouro) e PB-135 (no sítio Barreiros) também passam pelo município e conectam-se a esta, ligando-o às cidades vizinhas de Damião e Cuité, respectivamente, e também à BR-104.

A PB-105 o conecta às cidades de Solânea e Arara, e também à Campina Grande.

Distâncias[editar | editar código-fonte]

Bairros e distritos[editar | editar código-fonte]

Nome dos Bairros
Centro
Bairro da Palmeira
Bairro Novo
Bairro Morumbi
Conj. Novo Horizonte
Conj. Benjamin Maranhão
Conj. Frei Damião
Conj. Francisco Gomes de Sousa
Conj. Mariz III

Distrito de Logradouro[editar | editar código-fonte]

O Distrito Logradouro de São Francisco, que recebeu esta denominação devido a comunidade de Logradouro ter como santo padroeiro Francisco de Assis, foi criado no dia 30 de setembro de 2008 por força da Lei Municipal 013/2008. A referida lei foi aprovada por unanimidade dos vereadores que compunham a Câmara Municipal, sendo sancionada pelo prefeito da época Clidenor José da Silva e publicada no Diário Oficial do Município. O Distrito foi criado com base na Lei Estadual 5.393 de 07 de março de 1991 [1], que estabelece condições para criação, organização e supressão de Distritos no Estado da Paraíba. Tendo o povoado de Logradouro apresentado os requisitos mínimos, exigidos nesta lei, para ser elevado à categoria de Distrito, o projeto foi aprovado.

Nome dos Sítios
Vila Logradouro de S. Francisco
Sítio Mocotó
Sítio Conceição
Sítio Boa Vista
Sítio Caraúbas
Sítio Boi Manso
Sítio Lagoa Salgada
Sítio Barreiros ...

Economia e Serviços[editar | editar código-fonte]

A atividade econômica dominante na cidade é o comércio, havendo diversas lojas e mercadinhos, além de pequenas marcenarias.

Na zona rural, predomina a pecuária extensiva (bovinocultura, caprinocultura, ovinocultura). O cultivo predominante é a agricultura de subsistência. Nas áreas férteis ocorre a cultura da mamona, sisal, algodão arbóreo e pastos cultivados.

Transporte[editar | editar código-fonte]

A cidade dispõe de linhas fixas de ônibus das empresas Rio Tinto e Itapemirim, que transportam pessoas para Campina Grande e João Pessoa, dentre outras cidades.

Cultura, Lazer e Turismo[editar | editar código-fonte]

A cidade é bastante conhecida por suas animadíssimas festas juninas, com cenografia e comidas típicas, apresentação de quadrilhas da região e shows de forró. Em 2017, a cidade entrou de vez no roteiro junino da Paraíba[13], graças ao sucesso do seu São João, que resgatou a cultura e as tradições nordestinas[14].

O desfile cívico de 7 de setembro também é realizado anualmente, organizado pela Secretaria de Educação, atraindo um público expressivo a cada ano.

Esportes[editar | editar código-fonte]

O futebol e o voleibol são os esportes mais praticados pelos habitantes da cidade e nas escolas. O município possui um pequeno estádio de futebol, com capacidade para menos de mil pessoas, chamado Mário Bandeira, que foi reinaugurado em 2015[15]. Entre os times locais destacam-se o Nacional, o Confessor de Cacimba de Dentro[16] e o Atlético Barreiros[17], que participam de torneios regionais.

O jiu-jitsu também é praticado na cidade, que possui um grande potencial nessa prática esportiva. Em 2016, atletas de Cacimba de Dentro conquistaram medalhas de ouro na sétima edição do Nordeste Open de Jiu-Jitsu[18], realizado em Natal, sendo esta a principal competição da modalidade no Nordeste e uma das mais importantes do Brasil[19].

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Igreja Matriz de Santo Antônio (Centro)
  • Antigo Mercado Público (Centro)
  • Açude da Palmeira (Bairro da Palmeira)
  • Mercado Municipal (Centro)
  • Pedra do Letreiro (Zona Rural)
  • Nascer do sol na Pedra do Capitão (Zona Rural)
  • Pedra do Mium (Zona Rural)
  • Pôr do sol da Pedra do Cruzeiro (Zona Rural)
  • Santuário Nossa Senhora dos Remédios (Sítio Boa Vista)

Calendário Turístico[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Páginas oficiais:

Outras páginas:

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 24 de outubro de 2015. 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 24 de outubro de 2015. 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  5. População estimada 2016 IBGE Cidades. Pesquisa em 25/10/15
  6. Dois municípios paraibanos obtiveram nota 10 no Ranking da Transparência ArarunaOnline. Pesquisa em 10/06/16
  7. Mapa da Transparência MPF. Pesquisa em 10/06/16
  8. Cacimba de Dentro: 40 Anos de Emancipação Política (Impresso, Setembro de 1999)
  9. «Lei Orgânica do Município de Cacimba de Dentro - PB» (PDF) 
  10. Eleições em Cacimba de Dentro Eleições 2016. Pesquisa em 27/02/17
  11. a b «Diagnóstico do município de Cacimba de Dentro» (PDF). Projeto Águas Subterrâneas. Ministério das Minas e Energia. 2005. Consultado em 3 de dezembro de 2010. 
  12. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro
  13. Cacimba de Dentro se consagra como roteiro junino da PB PB Agora. Pesquisa em 02/08/17
  14. Cacimba de Dentro é destaque nos festejos juninos do Curimataú Mídia PB. Pesquisa em 02/08/17
  15. Multidão assiste jogo entre Treze e Nacional de Cacimba de Dentro Diário de Araruna. Pesquisa em 20/01/16
  16. Jogo entre Nova Esperança e Confessor de Cacimba de Dentro é antecipado Araruna on Line. Pesquisa em 20/01/16
  17. Atlético do Barreiros - Diretoria Serrana Esportiva. Pesquisa em 20/01/16
  18. Atletas de Cacimba de Dentro conquistam medalhas de ouro no Nordeste Open de Jiu-Jitsu ArarunaOnline. Pesquisa em 10/06/16
  19. Nordeste Open de Jiu-Jitsu Pesquisa em 10/06/16