Caetano de Messina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Frei Caetano de Messina, OFM Cap.[nota 1]
Presbítero da Igreja Católica
Comissário Geral dos Missionários Capuchinhos do Brasil
Atividade eclesiástica
Ordem Ordem dos Frades Menores Capuchinhos
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1835
Dados pessoais
Nascimento Castanea delle Furìe, Messina
 Itália
15 de agosto de 1807
Morte Montevideo
Uruguai
9 de janeiro de 1878 (70 anos)
Nome religioso Frei Caetano de Messina
Nome nascimento Santi Lentini
Nacionalidade italiano
Progenitores Mãe: Maria Panti
Pai: Gaetano Lentini
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Frei Caetano de Messina, OFM Cap., cujo nome de batismo era Santi Lentini (Messina, 15 de agosto de 1807Montevideo, 9 de janeiro de 1878), foi um religioso da ordem dos Frades Menores Capuchinhos que realizou várias missões pelo Brasil no século XIX.[2] Em virtude de sua vasta atuação missionária foi conhecido como «o missionário gigante».[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Gaetano Lentini e Maria Panti, nasceu em Castanea delle Furìe, um distrito de Messina. Educado na fé cristã, realizou seus estudos elementares na cidade onde nasceu e continuado posteriormente no convento de Santo Antônio, em Messina, Sicília. Em 1836 realiza sua primeira profissão como frei e um ano mais tarde recebe das mãos do guardião o hábito da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, ocasião em que muda o nome de batismo para Gaetano, conforme costume religioso da época. Depois de ordenado sacerdote foi lecionar teologia e filosofia. Em 1837 quando o cólera devastou Castanea, assistiu os coléricos, animando os doentes e confessando os moribundos.

Chegou ao Brasil em 1840 e realizou sobretudo campanhas na região Nordeste, tendo também missionado no Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Suas atuações eram múltiplas, e iam de restauração ou construção de Igrejas e cemitérios, à perfuração de poços e irrigação de água, bem como edificação de colégios e hospitais. Na cidade de Bom Conselho, Pernambuco, fundou a Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Bom Conselho em 1853, presente ainda hoje em vários estados, dedicadas, especialmente à educação de crianças e jovens.

Frei Caetano veio a falecer em Montevideo, no Uruguai, aos 71 anos. Em 27 de agosto de 1881, três anos após sua morte, seus restos foram transladados para a Igreja de São Sebastião (Rio de Janeiro), onde jaziam numa cripta,[4]. Aos 9 de janeiro de 1996, foram traslados para a Capela do Colégio da Nossa Senhora do Bom Conselho, cidade de Bom Conselho, Pernambuco. Ali as pessoas rezam e pedem sua intercessão, chegando a alcançar graças. As irmãs por ele fundadas mantém o desejo de abrir o seu Processo de Beatificação e Canonização. Foi apelidado de "Anjo do Brasil".

Notas

  1. Em italiano, Gaetano da Messina. Mais tarde, no Brasil, seria bibliograficamente citado como «Caetano de Messina (sênior)», para diferenciar do seu sobrinho homônimo: «Caetano de Messina (júnior)».[1]

Referências

  1. GARDELIN, Mário; STAWINSKI, Alberto Victor (1986). Capuchinhos italianos e franceses no Brasil. [S.l.]: Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana. 48 páginas 
  2. SENRA, Nelson (2006). História das estatísticas Brasileiras. [S.l.]: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística--IBGE, Centro de Documentação e Disseminação de Informações. ISBN 9788524038747 
  3. ZAGONEL, Carlos Albino (2001). Capuchinhos no Brasil. [S.l.]: Conferência dos Capuchinhos do Brasil. 383 páginas 
  4. Collectanea Franciscana. [S.l.]: Istituto storico Cappuccini. 1967. 381 páginas 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.