Café americano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O café americano ou simplesmente Americano é um estilo de café preparado por adição de água quente no café, dando uma força semelhante, mas sabor diferente, do café do gotejamento regular. A força de um Americano varia com o número de colheres de café e da quantidade de água adicionada.

Preparação[editar | editar código-fonte]

A bebida é constituída por uma única colher ou uma colher dupla de café expresso combinado com entre 30-470 ml de água quente. Um Americano é criado especificamente pela adição de água a um café expresso já extraído através da elaboração de mais água através das terras de café. Um Americano também pode ser produzido a partir de isqueiro cafés torrados e assados em geral, não associados com o café, como o grão de origem etíope ou Sumatra.

Variações[editar | editar código-fonte]

Alguma variates à forma de preparar um café Americano são:

  • O abatanado, em Portugal, é feito como um expresso normal mas deixando encher totalmente a chávena de chá.
  • O americano gelado, feito pela combinação de café com água fria, em vez de água quente.
  • O long black, famoso na Austrália e Nova Zelândia, feito através da adição de café de 30-60ml (1-2 fl oz) de água quente, mantendo o creme.
  • A lungo, feita por um tiro de extração de café expresso por mais tempo dando mais volume, mas também que extrai alguns sabores amargos.
  • O Red eye, feito com o café por gotejamento, em vez de água quente.