Cagliari Calcio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cagliari
Cagliari Calcio.png
Nome Cagliari Calcio
Alcunhas Rossoblu
Fundação 1920 (95 anos)
Estádio Sant'Elia
Capacidade 16.500 pessoas
Localização Cagliari, Itália
Presidente Itália Massimo Cellino
Treinador República Checa Zdeněk Zeman
Patrocinador Itália Sardegna
Material esportivo Itália Kappa
Competição Serie A
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Cagliari Calcio (em sardo Casteddu) é um clube de futebol da cidade de Cagliari, na Sardenha, Itália.

Foi uma vez campeão italiano, tendo no ataque Luigi Riva, que foi o maior artilheiro da história da Seleção Italiana, com 35 gols em 42 partidas.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1920, a Cagliari era até então um pequeno clube que só alternava nas divisões inferiores, sem nunca ter chegado na Série A italiana, apesar de ter tido uma grande oportunidade nos anos 50, fracassando.

Voltou ao fundo do poço em 1960, na Série C, mas logo rapidamente se recuperou, para o que depois viria a ser uma das maiores ascensões do futebol italiano. E um destes grandes acertos foi contratar o futuro craque Luigi Riva, que viria a fazer história na então carente equipe Cagliari, e, principalmente, na seleção italiana.

Em 1965, a Cagliari enfim debutava na 1º divisão italiana (já com a presença de Riva), e surpeendeu a todos ficando com uma competente 6ª colocação no campeonato.

O clube voltaria 2 anos depois a repetir a posição, e no ano seguinte ficaria com uma modesta 9º posição na Série A, para até então, enfim, se tornar uma potência italiana.

Em 1969 a equipe disputou o título até o fim, mas terminou em segundo lugar, perdendo para a Fiorentina por apenas quatro pontos.

Mas no ano seguinte, enfim, e com sobras, a Cagliari se sobressai e se torna o grande 'campeão italiano em 1970.

No ano de 1971, a expectativa era enorme para o grande time da Cagliari, mas o ano é decepcionante - a equipe termina na modesta 7ª colocação nacional, bem longe de disputar o título, mas o golpe pior sem dúvidas foi o fracasso na Liga dos Campeões, com a eliminação precoce ainda na segunda fase para o Atlético de Madrid (venceu em casa por 2 a 1, mas sucumbiu na volta na Espanha ao sofrer 3 a 0).

Em 1972, a equipe se recupera, joga bem e termina o italiano em 4º lugar, ficando a apenas 4 pontos do campeão Juventus.

Em 1973, decepção novamente - equipe faz má campanha no italiano e vacila de novo em competições continentais, sendo eliminado ainda na 1º fase na Liga Europa (na época Copa da UEFA), pelo Olympiacos, perdendo as duas partidas.

Daí então, começava uma meteórica decadência tão quanto foi a sua ascensão, ficando com as insatisfatórias 10ª posição em 1974 e 1975, e já em 1976, 6 anos depois do título italiano, a equipe é rebaixada de maneira vexatória para a 2º divisão, e ainda por cima ficando em último lugar.

Depois disso, o clube apenas retornaria a 1º divisão em 1980, quando ficou em 7º lugar, sem sustos. No entanto, a equipe voltaria a Série B, aonde passaria durante toda a década de 1980, retornando a 1º divisão apenas em 1991.

A situação começou a ficar favorável em 1993, quando a equipe ficou em 6º lugar no campeonato italiano, e voltando a participar da Copa da UEFA, onde não fez feio. Com uma grande campanha, a equipe chegou as semifinais do torneio europeu, deixando para trás nada menos do que a Juventus, na qual passou com duas vitórias, 1 a 0 em casa, e 2 a 1 fora. Nas semifinais acabou cruzando com a Internazionale, e foi eliminado. A Inter foi campeã.

No Campeonato Italiano, porém, nada animador e o time ficou apenas em 12º lugar. De lá pra cá, o que se viu até hoje, foram apenas campanhas fracas, culminando com alguns rebaixamentos (chegando até mesmo a ser campeão da Série B em 2004), sem nunca mais repetir o brilho da inesquecível geração de Luigi Riva.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Scudetto.svg Campeonato Itáliano: 1

(1969-70)

Itália Serie B da Itália: 1

(2003-04)

Itália Serie C da Itália: 3

(1930-31, 1951-52 e 1988-89)

Itália Coppa Italia Serie C: 1

(1989)

Itália Campionato Sardo di I Divisione: 1

(1936-37)

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Copa da UEFA - 1993–94 (Eliminados nas semifinais)

Scudetto.svg Campeonato Itáliano - 1968–69 (Vice-campeões)

Serie B da Itália - 1963–64 e 1978–79 (Vice-campeões)

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 13 Março de 2015.

  • Capitão Atual capitão
  • E-NQS Central.png Jogador Emprestado


Goleiros
Jogador
1 Itália Simone Colombi
27 Itália Alessio Cragno
28 Itália Werther Carboni
44 Sérvia Željko Brkić
Defensores
Jogador Pos.
2 Uruguai Alejandro Damián González Z
15 Itália Luca Rossettini Z
32 Itália Luca Ceppitelli Z
33 Itália Marco Capuano Z
37 França Modibo Diakité Z
' Itália Mattia Binatti Z
14 Itália Francesco Pisano LD
21 Itália Antonio Balzano LD
3 Itália Nicola Murru LE
8 Brasil Danilo Fernando Avelar LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Itália Daniele Conti V
30 Gana Godfred Donsah V
4 Itália Lorenzo Crisetig M
16 Itália Daniele Dessena M
18 Itália Nicolò Barella M
20 Suécia Albin Ekdal M
22 República Checa Josef Hušbauer M
29 Itália Mattia Muroni M
Atacantes
Jogador
7 Itália Andrea Cossu
9 Itália Samuele Longo
10 Brasil João Pedro
13 Brasil Caio Rangel
17 Brasil Diego Farias
25 Itália Marco Sau
41 Flag of the Democratic Republic of the Congo.svg Paul-Jose M'Poku
90 Croácia Duje Čop
Comissão técnica
Nome Pos.
República Checa Zdeněk Zeman T

Jogadores anteriores notáveis[editar | editar código-fonte]

Foram incluidos apenas jogadores com mais de 100 partidas pelo clube e/ou jogadores que participaram de alguma edição da Copa do Mundo

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes dos jogadores[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro uniforme (2011-12): Camisa com metade vermelha, metade azul, calção e meias azuis;
  • Segundo uniforme (2011-12): Camisa branca, calção e meias brancas;
  • Terceiro uniforme (2011-12): Camisa vermelha, calção e meias vermelhas;
  • Quarto uniforme (2011-12): Camisa azul, calção e meias azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Quarto uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa verde, calção e meias verdes.
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas.
  • Camisa amarela, calção e meias amarelas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2009-10
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2008-09
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]